Portugal falha na redução da desigualdade salarial entre géneros

O Comité dos Direitos Sociais do Conselho da Europa considera que Portugal está a violar o compromisso que assumiu de promover a igualdade de género a nível salarial.

Segundo a edição desta segunda-feira do jornal Público, Portugal ainda não conseguiu reduzir a disparidade salarial entre homens e mulheres, estando em violação da Carta Social Europeia assinada em 1996 e adotada em julho de 2002.

Apesar de haver melhorias, o comité responsável por verificar se os países estão a cumprir a carta considera que não existem ainda resultados significativos, tendo, no entanto, ilibado o país das acusações feitas em 2016. O Governo considera as acusações infundadas e garante que estão a ser feitos todos os esforços.

O relatório do Comité de Direitos Sociais do Conselho da Europa, publicado no domingo, dá conta de que Portugal está a violar o Artigo 20.º c. da carta, segundo o qual se pressupõe que seja garantido o direito à igualdade de oportunidades, tratamento e salário.

“As medidas adotadas para promover oportunidades para homens e mulheres no que diz respeito ao salário são insuficientes e não resultaram num progresso visível”, concluiu o comité, explicando que Portugal está a violar o Artigo 20.º c. da carta, que pressupõe a igualdade de oportunidades, tratamento e salário.

Portugal foi, contudo, ilibado das acusações feitas em 2016 pela rede europeia de associações University Women of Europe (UWE).

De acordo com o relatório, em 2010, os salários por hora das mulheres eram 12,8% inferiores aos dos homens. Em 2017, apesar da trajetória descendente, a diferença era ainda mais alta, de 16,3%.

Mas a queixa não é apenas contra Portugal: segundo o Público, foram analisados outros 14 países europeus e todos, com exceção da Suécia, estão em violação do compromisso de reduzir diferenças no pagamento do salário.

Em relação a Portugal, a única vitória está relacionada com a representação equilibrada de mulheres em cargos de chefia em empresas privadas. O Conselho da Europa considera que o país teve progressos suficientes.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A sério???
    Têm mesmo mesmo a certeza???
    Não estarão a dizer só por inveja????
    Olhem que estão enganados, Portugal é um paraíso…….

  2. Falha isso sim, na igualdade salarial na união europeia, os preços estão cada vez mais em linha com os da união europeia na maioria dos produtos mas depois os salários não tê nada a ver!

  3. Isto é mais uma tentativa de lavagem cerebral por parte dos partidários das ideologias identitárias de género. Tratam-se de teorias feministas que de verdadeiro feminismo nada têm. É uma ideologia totalitária que se pauta pela censura e pela ostracização de quem quer que duvide, discorde ou coloque em causa esta ideologia anti-científica (ie, lavagem cerebral).

    Mas a censura contra argumentos que contradizem estas campanhas de propganda ideológica é de tal maneira grande que, quanto melhor estruturados e objectivos os argumentos, maior a censura. A prová-lo está a censura ao meu anterior comentário que, apesar da em nada infringir as regras do ZAP, foi bloqueado por mera discordância ideológica de quem está a filtrar os posts.

    • Caro leitor,
      Dos 1108 comentários que enviou, 1066 foram publicados.
      Após revisão dos 42 comentários seus que foram automaticamente rejeitados à priori ou removidos manualmente à posteriori (o último dos quais no dia 20, há 9 dias atrás), não há um único sem uma razão concreta e objetiva para ter sido removido — a maior parte dos quais por mera e gratuita má educação, alguns por incorrer em falsidades caluniosas acerca da nossa orientação editorial ou das nossas intenções, nenhum por uma qualquer imaginária razão ideológica.

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …