Portugal entra na lista da Alemanha de países de “alta incidência”

José Sena Goulão / Lusa

A Alemanha incluiu Portugal no grupo de mais de 20 países e territórios considerados de “alta incidência” da pandemia de covid-19.

Neste grupo, além de Portugal, estão Albânia, Andorra, Bolívia, Bósnia, Egito, Espanha, Emirados Árabes Unidos, Eslovénia, Estados Unidos, Estónia, Irão, Israel, Colômbia, Kosovo, Letónia, Líbano, Lituânia, Macedónia do Norte, México, Montenegro, Panamá, República Checa, Sérvia e Territórios Palestinianos.

O Instituto Robert Koch, em colaboração com os Ministérios do Interior e da Saúde alemães, atualizou esta tarde a classificação dos países segundo o seu risco, levando Berlim a determinar restrições de viagens para os 20 de mais “alta incidência”.

A decisão, que entra em vigor às 00:00 horas locais de domingo, ou seja, às 23:00 horas de sábado em Lisboa, e implica que os viajantes desses países terão que apresentar um teste duplo negativo para entrar na Alemanha.

O primeiro teste deve ser feito até 48 horas antes do voo e entregue à chegada; o segundo pode ser feito a partir do quinto dia de quarentena, e será obrigatório para os viajantes desses países de “alta incidência”.

A classificação, decidida no início de janeiro, prevê três outros grupos de países: “Áreas preocupantes devido à variante” do vírus, “Áreas de risco particularmente elevado” e regiões “não consideradas áreas de risco”.

No primeiro grupo estão os países onde foram detetadas as variantes do novo coronavírus mais preocupantes no momento: Brasil, Reino Unido e África do Sul, além da Irlanda.

Todos os outros países estão incluídos no grupo de risco, exceto duas regiões na Grécia (Ática e Egeu do Norte) e uma na Noruega (Innlandet), que viram os seus dados melhorar nos últimos 10 dias.

Portugal registou esta sexta-feira 234 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 13.987 casos de infeção com o novo coronavirus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Bélgica interdita viagens não essenciais ao estrangeiro

Já a Bélgica decidiu proibir a sua população de fazer viagens não essenciais ao estrangeiro, a partir da próxima quarta-feira até 1 de março, para travar a propagação da pandemia de covid-19, anunciou esta sexta-feira o Governo.

Esta decisão visa conter a disseminação do novo coronavírus e das variantes recentemente surgidas recentemente, proibindo as “viagens de lazer”, através de controlos de fronteira e impondo multas aos infratores.

Os trabalhadores fronteiriços não serão afetados por esta medida.

Esta sexta-feira, teve lugar uma reunião do primeiro-ministro belga, Alexandre De Croo, com os chefes dos governos regionais, para avaliar a situação epidemiológica do país e ponderar novas medidas.A Bélgica, com 11,5 milhões de habitantes, é um dos países europeus mais afetados pela pandemia, tendo já registado mais de 20 mil mortes.

Embora as autoridades belgas considerem ter contido a segunda vaga (registando agora apenas cerca de 2.000 novos casos por dia) do que alguns dos seus vizinhos, como a Alemanha e a Holanda, a contagiosidade da variante britânica do vírus está a provocar sérias preocupações. “É preciso entender que estamos numa situação totalmente excecional”, disse a chefe da diplomacia belga, Sophie Wilmès.

Esta “situação excecional” levou o Governo a lançar um apelo aos seus parceiros da União Europeia para que também proíbam viagens não essenciais ao estrangeiro (incluindo dentro da área de livre circulação de Schengen).

Durante quase três meses, para conter a segunda vaga da pandemia, a Bélgica foi parcialmente confinada, com escolas abertas, mas vários setores de atividade fechados (cafés, restaurantes, teatros, desportos e salões de cabeleireiro.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.092.736 mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço da agência AFP.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Greenpeace está a atirar pedras gigantes para o Mar do Norte. Eis a razão

Na semana passada, a Greenpeace atirou pedras gigantes ao mar ao redor do Reino Unido. Esta ação faz parte do objetivo da organização de acabar com os barcos de pesca de arrasto no fundo do …

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …