Portugal emite três mil milhões em dívida a 20 anos a 1,2%

Portugal colocou hoje 3 mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro a 20 anos à taxa de juro de 1,2%, segundo uma fonte do mercado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Segundo a mesma fonte, a emissão tem data de vencimento em novembro de 2042 e a procura atingiu 19,8 mil milhões de euros, 6,6 vezes a oferta.

Na terça-feira, a agência Bloomberg tinha avançado que Portugal tinha mandatado um sindicato bancário para lançar “num futuro próximo” uma emissão de dívida a 20 anos com vencimento em abril de 2042.

A Bloomberg referia ainda que se esperava que a transação sindicada fosse lançada e cotada num futuro próximo, sujeita às condições do mercado e que o sindicato era composto pelo BNP Paribas, Credit Agricole CIB, Morgan Stanley, J.P. Morgan, Nomura e NovoBanco como ‘Joint Lead Managers’ (bancos responsáveis pela operação).

Na notícia, a Bloomberg referia também que a República de Portugal é classificada pela Moody’s Baa2 (Estável), Standard and Poor’s BBB (Estável), Fitch Ratings BBB (Estável), DBRS BBB high (Estável).

As taxas de juro têm vindo a registar uma subida progressiva na zona euro. O Público escreve que a emissão de dívida portuguesa acontece numa altura em que o mercado espera que o  BCE venha a retirar os estímulos à economia mais rapidamente do que se esperava.

“No seu primeiro leilão do ano, Portugal emitiu com sucesso 3000 milhões de dívida de longo prazo, com a procura a superar os 20.000 milhões de euros. O IGCP surpreendeu o mercado ao fazer um leilão a 20 anos, quando o mesmo esperava um novo ‘benchmark’ para Portugal a 10 anos. Não obstante, a procura acabou por ser muito forte, numa altura em que assistimos a uma subida generalizada dos prémios de risco das dívidas soberanas europeias”, disse o diretor de Investimentos do Banco Carregosa, Filipe Silva, em comunicado.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.