Portugal terá dois milhões de vacinas para a próxima época gripal

PAHO / WHO

A secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, anunciou na quarta-feira “a maior compra de sempre de vacinas contra a gripe em Portugal: dois milhões de vacinas, mais 38% de aquisição”.

Segundo noticiou o Expresso, citando a agência Lusa, a responsável indicou que o objetivo é “salvaguardar que mais portugueses, numa circunstância também de maior risco, estarão protegidos no próximo inverno”. “Estamos a focar-nos sobretudo nos mais vulneráveis”, referiu.

“O Serviço Nacional de Saúde deve e continuará a ser a muralha que nos defende e protege, a rede insubstituível, um instrumento de igualdade e segurança para todos os portugueses, no qual continuamos a acreditar e a confiar”, disse, durante uma conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica no país.

“Não podemos nem perder o foco por razões ligadas à dimensão económica ou à dimensão emocional, nem esquecer que estamos no meio de uma pandemia e que temos de ter as regras de higiene, distanciamento social e etiqueta respiratória devidas para que esta não vença. Agora, como antes, devemos manter o foco e a disciplina na recomendação das recomendações, agora redobradas, exercendo a responsabilidade individual que nos é devida enquanto membros de uma comunidade e, como sempre dissemos, enquanto agentes de saúde pública”, acrescentou a secretária de Estado.

Jamila Madeira deixou o alerta: “esta epidemia continuará a colocar-nos permanentes desafios e adversidades, sobretudo adversidades no nosso, como noutros países, que queremos e vamos ultrapassar”.

Durante a mesma conferência, a diretora-geral da Saúde afirmou que o número de testes de covid-19 realizados em Portugal acompanha a evolução da situação epidemiológica, justificando o menor reforço de testagem com a diminuição do número de sintomáticos.

“É natural que à medida que a nossa epidemia vai tendo menos pessoas que apresentam sintomas, sejam testados menos indivíduos do que estavam a ser testados antes”, explicou Graça Freitas.

A diretora-geral esclareceu que as orientações internacionais vão no sentido de testar, com prioridade, todas as pessoas que apresentem sintomas. São também colocados sob vigilância os contactos próximos de todos os doentes infetados, contudo, nesses casos, a relevância dos testes é relativa.

“O teste, mesmo que dê negativo, implica que o contacto próximo de um doente tenha de ficar, por precaução, 14 dias em isolamento, portanto nem é o teste que determina o que vamos fazer a seguir”, frisou, considerando que “o país tem sido sempre muito assertivo nesta política de testes”.

Jamila Madeira assegurou que o país mantém uma forte capacidade de testagem, que será ativada sempre que necessário.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …

Trabalhadores da CP e IP iniciam hoje greve ao trabalho extraordinário e feriados

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) entram este domingo em greve ao trabalho extraordinário e feriados, até 31 de agosto, por aumentos salariais. A greve, convocada pelo Sindicato …

Mesmo longe da Casa Branca, Trump foi o político republicano que mais arrecadou dinheiro em 2021

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump é o político do Partido Republicano que mais arrecadou dinheiro este ano, apesar de ter deixado o cargo a 20 de janeiro, segundo a imprensa local. Os comités políticos …

Marcelo satisfeito com reabertura “sensata”. Alívio das restrições arranca hoje

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arranca este domingo com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 2h00 para restauração …

Restos mortais de morcego-vampiro podem desvendar mistérios sobre a espécie extinta

A descoberta da mandíbula de um morcego que viveu há 100 mil anos pode ajudar a responder a algumas incógnitas sobre a espécie extinta. Os restos mortais foram encontrados numa caverna na Argentina. De acordo com …

Vacinação de crianças saudáveis está aberta à "livre escolha dos pais"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou este sábado que as autoridades de saúde não proibiram a vacinação contra a covid-19 para crianças saudáveis, considerando que “esse espaço continua aberto à livre escolha …