Porto Editora compra Livros do Brasil

Giandomenico Ricci / Flickr

-

A publicação de obras de Patrick Mondiano, Nobel da Literatura 2014, a recuperação do catálogo da Livros do Brasil e a reedição da obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen marcam o primeiro semestre, da Porto Editora.

O grupo editorial Porto Editora adquiriu a editora Livros do Brasil, por cerca de 500 mil euros, e relançará o catálogo daquela chancela portuguesa a partir deste ano, disse à Lusa fonte da empresa.

A Porto Editora avançou com a aquisição “da prestigiada chancela”, depois de “um ano de colaboração e parceria para as áreas de edição e de distribuição”, que incluiu ainda a reimpressão de algumas obras da editora, sustentou.

Com o acordo de compra, a Porto Editora pretende “relançar e dinamizar” a Livros do Brasil e um catálogo que incluiu, desde a sua fundação, em 1944, autores como Albert Camus, Ernest Hemingway, John Steinbeck, Pearl S. Buck, Aldous Huxley, André Malreaux, James Joyce e Eça de Queirós.

O catálogo da Livros do Brasil, célebre também pelas emblemáticas coleções Argonauta (ficção científica) e Vampiro (policial), ficará a cargo do editor Manuel Alberto Valente.

O grupo editorial revelou esta quinta-feira o plano editorial para o primeiro semestre de 2015, destacando, além do relançamento da Livros do Brasil, a publicação de novas obras do escritor francês Patrick Mondiano, Nobel da Literatura em 2014.

Está prevista ainda a edição, pela Sextante Editora, do romance “As raízes do céu”, do escritor francês Romain Gary, Prémio Goncourt, e a obra “1889”, do escritor e jornalista brasileiro Laurentino Gomes, pela Porto Editora.

Vai prosseguir a reedição da obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen, pela Assírio & Alvim, e novas edições da obra de Valter Hugo Mãe.

O destaque da Porto Editora vai ainda para a entrada da extensa obra da escritora Luísa Ducla Soares, no catálogo do grupo editorial.

Embora Luísa Ducla Soares, um dos mais prolíficos nomes da literatura para a infância e juventude, já tenha publicado algumas obras com a Porto Editora, a partir deste ano começa a editar prioritariamente neste grupo editorial.

A Porto Editora, fundada em 1944, integra as empresas Areal Editores, Bertrand Editora, Círculo de Leitores, Lisboa Editora, a distribuidora de livros Bertrand, a rede de livrarias Bertrand, a Plural Editores Angola, Plural Editores Moçambique e a unidade de produção Bloco Gráfico.

O grupo integra também as chancelas Assírio & Alvim, Albatroz, ArtePlural, Contraponto, GestãoPlus, Ideias de Ler, Pergaminho, Quetzal Editores, Sextante Editora, Temas e Debates e 11×17.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Em Setembro despediram todas as funcionárias que trabalhavam nos dicionários, supostamente por questões financeiras. Uns meses depois compram uma editora… Seria interessante alguém colocar-lhes esta questão.

RESPONDER

Afinal, a economia portuguesa cresceu 2,2% em 2019 (mas está em desaceleração)

O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu em alta, de 0,2 pontos percentuais, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) português em 2019, situando-o em 2,2%, três décimas acima das previsões do Governo. Ainda assim, …

Deputado do PSD propõe referendo. "Concorda com a despenalização da prática da eutanásia?"

O deputado do PSD Pedro Rodrigues enviou na quarta-feira aos companheiros de bancada um projeto de resolução que propõe ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a convocação de um referendo sobre a eutanásia. De …

Alguém apostou no Placard num café fechado. Santa Casa perdeu dois milhões de euros

Durante quatro dias, a Santa Casa da Misericórdia registou o valor de dois milhões de euros em apostas, a partir de um café encerrado em Odivelas. Entre 9 e 12 de fevereiro, alguém apostou dois milhões …

Bairro da Jamaica. Novas suspeitas reabrem queixa contra agentes

Os moradores envolvidos nos confrontos de janeiro de 2019, no Bairro da Jamaica, pedem a reabertura do processo contra os agente da PSP. A defesa quer ver anulada a decisão do Ministério Público que acusou …

"Cuidados de morte." Governo acusado de cortar em cuidados paliativos para poupar dinheiro

A Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) acusa o Governo de estar a cortar nos cuidados paliativos para poupar dinheiro. A TSF avança esta sexta-feira que a Associação Nacional dos Cuidados Continuados (ANCC) não tem dúvidas …

Novo Banco contrata detetives para seguir ex-líder da Ongoing

O Novo Banco contratou equipas especializadas compostas por investigadores privados para fazer o levantamento de todos os bens que possam ser associados a Nuno Vasconcellos, ex-líder da Ongoing. Segundo avança o Correio da Manhã esta sexta-feira, …

Eurobic nega que Teixeira dos Santos esteja a ser investigado pelo Banco de Portugal

Na quinta-feira, o jornal Público deu conta de uma investigação do Banco de Portugal (BdP) ao papel de Teixeira dos Santos no Eurobic no âmbito do caso Luanda Leaks. Agora, o banco vem a público …

Com Ferro Rodrigues "não acontecerá." Castração química não será debatida no Parlamento

Admitindo que as responsabilidades pela decisão de não admissibilidade do projeto de lei do Chega eram suas, Ferro Rodrigues deixou claro que, consigo na presidência da Assembleia da República, projetos de lei (provavelmente) inconstitucionais como …

Eleições para o Tribunal Constitucional suspensas. Boletins de voto estavam ilegais

A votação dos nomes para ocuparem as duas vagas no Tribunal Constitucional foi suspensa porque os boletins de votos que foram entregues aos deputados não estavam conforme manda a lei. De acordo com o jornal ECO, …

Chega já é a 5.ª força política em Portugal. CDS ultrapassado pelo PAN e Iniciativa Liberal

O PS mantém a distância para o PSD em fevereiro, segundo o Barómetro Político da Aximage para o Jornal Económico, que dá ainda conta que o CDS está em queda, posicionando-se apenas à frente do …