/

FC Porto arrasa arbitragem e Conceição explica desaguisado com Guardiola

11

Martin Rickett / EPA

O FC Porto perdeu 3-1 com o Manchester City, com a atuação da arbitragem a estar no centro das atenções. Conceição e Guardiola desentenderam-se durante o encontro e o técnico portista explicou porquê.

Através da sua newsletter Dragões Diário, o FC Porto teceu duras críticas à arbitragem do encontro desta quarta-feira frente ao Manchester City, que terminou com uma vitória dos britânicos por 3-1.

“Uma derrota é uma derrota, e para o FC Porto nunca existem vitórias ou empates morais. Mas o que se passou ontem em Inglaterra, onde o Manchester City venceu os campeões nacionais por 3-1, não pode ser branqueado. É factual: o plantel mais caro do mundo beneficiou de vários erros de arbitragem para ganhar na primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões”, lê-se na publicação.

“De um lado estavam 11 jogadores e do outro estavam outros 11, mais o árbitro, mais o VAR”, lê-se ainda. Os azuis e brancos argumentam que antes do penálti mal assinado sobre Sterling, Marchesín sofreu uma falta para cartão vermelho.

“Quando Pepe foi empurrado por João Cancelo na área, nada foi assinalado. Quando Fábio Vieira disputou uma bola de forma limpa, depois de Manafá sofrer uma falta, foi marcado um livre que resultou no 2-1. E quando estavam em causa infrações dos cityzens que podiam resultar em segundos amarelos, imperava um critério de excessiva tolerância disciplinar”, escreveu o clube nortenho.

O FC Porto destacou ainda o poderio financeiro do Manchester City, salientando que, no entanto, os ingleses ainda não conseguiram aquilo que os ‘dragões’ já fizeram por duas vezes: vencer a Liga dos Campeões. “Se beneficiassem sempre de arbitragens como a de ontem, a história seria de certeza bem diferente…”, realçam.

No final do encontro, o treinador do Manchester City, Pep Guardiola, falou sobre a estratégia utilizada por Sérgio Conceição, confessando estar surpreendido com a abordagem.

“Foi uma surpresa quando vimos a constituição das equipas. Falei com o Rúben [Dias] e percebemos como iam jogar. Eles tinham dois laterais-direito no banco. Linha de três? Não, jogaram com uma linha de cinco”, disse o espanhol.

“Jogaram como o Leicester aqui, que nos venceu por 5-2, e quiseram fazer ‘copy paste’ desse sistema”, acrescentou.

Na conferência de imprensa, Sérgio Conceição aproveitou para falar da discussão acesa que teve com Guardiola, deixando ainda muitas críticas à arbitragem.

“Além da forma como comunicava com os jogadores da minha equipa, como comunicava com o árbitro… Fiquei a perceber quando se referiu, na antevisão do jogo, ao peso que o banco do FC Porto tinha em relação a isso. Ele foi um exemplo fantástico disso. Além disso, ainda falou do nosso país com palavras menos bonitas. Quem não sente não é filho de boa gente, tive que responder”, começou por explicar o técnico dos ‘dragões’.

“O Guardiola teve uma postura nada agradável. Aliás, todo o banco adversário, porque quem tinha mais que se queixar era o banco do FC Porto, porque fomos muito prejudicados”, acrescentou Sérgio Conceição.

  ZAP //

11 Comments

    • Queres ver que esta toupeira é cega… como as toupeiras o são na realidade!? O FCP foi claramente roubado. Diz-se por todo o lado e por gente que percebe disso que, obviamente, não é o teu caso. Limita-te à tua liga europa e vai tomando kompensan.

    • Não é meu perder, eu vi o jogo incluindo os “replays” em câmara lenta e posso confirmar que foi uma roubalheira do tamanho do orçamento milionário do City !
      O perdão inexplicável aos segundos amarelos…
      A falta num corte limpo logo à saída da grande área… e que deu o 2-1… que convenientemarcar destas faltas!
      Etc.

  1. O FCP sempre teve mau perder e cada vez mais com Sérgio Conceição, pois os árbitros são os culpados!!!!!!!.
    Já com o campeonato nacional é o mesmo.
    TENHAM VERGONHA…

    • Vindo de um artista que “enverga” uma camisola vermelha…
      Pisar um guarda-redes não é falta?! O FCP foi claramente prejudicado nesse jogo.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.