“O porno mais sujo de sempre”. Pornhub lança campanha para limpar praias e oceanos

O Pornhub, que é o maior site de pornografia do mundo, lançou uma campanha para ajudar a combater o plástico presente nas praias e oceanos.

Sob o título “O porno mais sujo de sempre”, o portal lançou um filme para adultos numa das praias mais poluídas do mundo, garantindo que fará um donativo a uma organização que se dedique a combater o plástico nos oceanos por cada visualização completa que o filme obtiver.

“A poluição dos oceanos tornou-se no maior problema global da nossa vida e está a piorar. É por isso que é imperativo usar a nossa plataforma para aumentar a consciencialização e inspirar mudanças — não apenas por agora, mas também pelas gerações vindouras”, afirmou o vice-presidente do site, Corey Price, citado em comunicado.

“Até hoje, podem ser encontradas 12,7 milhões de toneladas de plásticos nas profundezas dos nossos oceanos. O que talvez seja ainda mais chocante é que os cientistas preveem que haja mais plástico que peixes nos nossos oceanos dentro de 30 anos”, recorda. “Aqui, no Pornhub, somos sujos, mas isso não significa que nossas praias também o devam ser”, acrescentou o mesmo responsável.

A campanha é fruto de uma parceria entre a Pornhub Cares, a divisão filantrópica do site, e a Ocean Polymers, uma organização sem fins lucrativos que diz ter criado um “sistema único” – baseado na avançada tecnologia de plasma – que diz ser uma “cura definitiva” para problemas de remoção de plástico.

Tal como recorda o P3, esta é mais uma iniciativa do site para proteger o ambiente. Anteriormente, o Pornhub tinha já lançado um aplicação para poupar água e projetado a pornografia beesexual para salvar abelhas.

Estudos recentes estimaram que cerca de 8 milhões de toneladas de resíduos plásticos entram no mar todos os anos, somando-se às 150 milhões de toneladas de plástico que já se encontram nos oceanos. Em 2050, e de acordo com os cientistas, é possível que exista mais plástico nos oceanos do que peixes.

O plástico, recorde-se, é um material que pode levar até 450 anos para se degradar e tende a decompor-se em pedaços menores, aumentando a probabilidade de acabar na cadeia alimentar de várias spécies marinhas.

Micro-plásticos e as suas fibras foram também já encontrados em peixes, moluscos, água da torneira, mel, açúcar e sal de mesa, sabendo-se ainda muito pouco sobre o impacto destes contaminantes na saúde.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estado de emergência devido a novo derrame de combustível no Círculo Polar Ártico

As autoridades russas declararam o estado de emergência na localidade de Tukhard, na Sibéria, devido ao derramamento de 44,5 toneladas de combustível num lago, naquele que é o segundo desastre ecológico no Círculo Polar Ártico …

Bélgica inclui Alentejo e Algarve na zona laranja com "maior vigilância"

Os viajantes que entrem na Bélgica oriundos do Alentejo e do Algarve serão sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da covid-19, segundo o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica …

Infetado detido em Miranda do Douro por desrespeitar confinamento obrigatório

A GNR deteve em Miranda do Douro um homem, de 26 anos, por não respeitar o confinamento obrigatório que lhe foi decretado pela autoridade de saúde pública naquele concelho do distrito de Bragança. "O homem encontrava-se …

Sudão aprova criminalização da mutilação genital feminina

O Conselho Soberano, a mais alta autoridade do Sudão, aprovou a criminalização da mutilação genital feminina (MGF), uma prática muito antiga que continua generalizada no país, anunciou o Ministério da Justiça. O Conselho Soberano, composto por …

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição …

Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo. Ativistas dos direitos das …

Cinco meses depois, chefes de diplomacia da UE voltam a reunir-se em Bruxelas

A reunião contempla temas como o impacto da pandemia, a situação na Líbia, Hong Kong e na Venezuela, as relação da União Europeia com a Índia e África e o Processo de Paz do Médio …

Há 12 países que conseguiram escapar à pandemia

Tendo em conta os casos registados e comunicados oficialmente pelas autoridades, há 12 países no mundo que não registam qualquer caso de infeção. Segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins, a covid-19 chegou a 188 países, mas, …

"Prisioneira em casa" há 4 meses. Algarvia já fez 14 testes e não se livra do coronavírus

A algarvia Tânia Poço está infectada com o novo coronavírus há quatro meses. Nesta altura, já não tem sintomas de covid-19, mas os testes que tem feito continuam a assinalar a presença do vírus naquele …

Mais duas mortes e 306 novos casos em Portugal

Portugal regista, esta segunda-feira, mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 306 novos casos (aumento de 0,7%), 254 são …