Polícia suspeita que autor do ataque no Louvre é um egípcio de 29 anos

juanillooo / Flickr

Museu do Louvre

Museu do Louvre

A polícia francesa acredita que o homem que atacou e feriu um militar junto ao Museu do Louvre, em Paris, é um cidadão egípcio de 29 anos, noticiou a imprensa local.

Segundo o canal LCI, as forças de segurança analisaram o telemóvel do agressor e acreditam que se trata de Abdallah E-H. No entanto, até confirmar oficialmente a identidade, a polícia espera os resultados dos exames às impressões digitais e das análises ao ADN encontradas no aparelho.

A confirmar-se a identidade, o agressor chegou a França a 26 de janeiro, proveniente do Dubai, e não constava nos ficheiros dos serviços secretos.

Os investigadores estão, entretanto, a realizar buscas no distrito 8 de Paris, numa zona próxima aos Campos Elísios.

Cerca das 10h00 desta sexta-feira, um homem armado com uma catana atacou um grupo de polícias e militares franceses no Carrossel do Louvre, um centro comercial subterrâneo junto ao museu.

O homem – que gritou “Alá é Grande” – feriu um dos militares na cabeça antes de um outro soldado o ter neutralizado com cinco disparos.

O agressor, que nunca chegou a entrar nas galerias do museu, ficou ferido com gravidade e está internado no Hospital Georges Pompidou, de Paris.

A polícia esclareceu que o soldado atingido sofreu apenas ferimentos ligeiros e que o agressor não carregava explosivos nas mochilas que levava no momento do ataque.

Devido ao ataque, a galeria comercial e o Museu do Louvre foram evacuados, o que obrigou 1.200 pessoas a sair das instalações.

O Museu do Louvre, um dos mais visitados em todo o mundo (8,6 milhões de de entradas anuais), ficou fechado o resto do dia, mas reabre este sábado.

O presidente francês, François Hollande, reafirmou em La Valletta – à margem da cimeira europeia – que foi a operação “Sentinelle”, uma ação de vigilância aos locais mais sensíveis em França, que permitiu “impedir um ato cujo caráter terrorista não coloca qualquer dúvida”.

“A ameaça continua lá, persiste, e nós devemos fazer-lhe frente”, sublinhou o Presidente francês, acrescentando que foi por isso mesmo que as autoridades mobilizaram e vão continuar a mobilizar tantos recursos.

Nos dois últimos anos, a França viveu uma onda de ataques jihadistas que causaram 238 vítimas mortais, entre os quais o ataque contra a revista satírica Charlie Hebdo, em janeiro de 2015, os atentados de 13 de novembro do mesmo ano em Paris e arredores e o atropelamento de uma multidão em Nice, a 14 de julho.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …

FMI avisa que vêm aí "tempos sombrios" e que "todos vão sofrer"

Kristalina Georgieva, chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), avisou que os próximos tempos serão sombrios e que todos irão sofrer. Numa introdução às reuniões da primavera do FMI e do Banco Mundial, que decorrem entre 14 …

Merkel pede paciência: situação continua "frágil"

Angela Merkel pediu paciência aos alemães e admitiu que "não será necessário" impor no país medidas mais rigorosas de confinamento. A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou esta quinta-feira à paciência dos alemães, num momento de crescente …

Detido bilionário chinês que criticou Presidente Xi Jinping. Estava desaparecido há um mês

O bilionário chinês Ren Zhiqiang que criticou a forma como Presidente da China, Xi Jinping, lidou com a pandemia, está sob custódia das autoridades chinesas devido a uma investigação em que é o principal suspeito. …

Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é "irresponsável"

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é "irresponsável". O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio …

Creche recusou receber filho de enfermeira por falta de funcionários. Meteram baixa

A creche e pré-escolar "Voar mais alto", em Setúbal, recusou receber uma criança de três anos, filha de uma enfermeira, por falta de funcionários. A notícia é avançada esta quinta-feira pelo Observador que adianta que as …

Subsídio por assistência a filhos vai ser pago 100% em toda a função pública

O subsídio por assistência a filho sobe de 65% para 100% do salário aos funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações. O Governo aprovou, esta quinta-feira, um diploma que aumenta o subsídio por assistência …