Polícia do Reino Unido quer que a IA pare o crime antes que ele aconteça

(dr) DreamWorks Pictures

Minority Report, de Steven Spielberg (2002)

Prever um crime antes que aconteça é uma perspetiva tentadora que deixou as autoridades britânicas empolgadas com a Inteligência Artificial. Num projeto que alia a tecnologia à segurança, resta lugar para a ética?

A polícia do Reino Unido quer prever crimes violentos usando os poderes da Inteligência Artificial (IA). Segundo a New Scientist, a ideia é que os indivíduos sinalizados pelo sistema recebam aconselhamento para evitar possíveis comportamentos criminosos no futuro.

O sistema, chamado National Data Analytics Solution (NDAS), usa uma combinação de Inteligência Artificial e estatística para tentar avaliar o risco de alguém cometer ou tornar-se vítima de um crime com uma arma de fogo, por exemplo.

A West Midlands Police está à frente deste ambicioso projeto e tem até ao final de março do próximo ano para produzir um protótipo. No entanto, um dos principais institutos de ciência de dados já expressou sérias dúvidas e preocupações em relação a este projeto, depois de ter analisado as propostas.

O NDAS está a ser projetado para que todas as forças policiais no Reino Unido possam usá-lo. Como nos últimos anos o financiamento da polícia foi cortado significativamente, as forças policiais necessitam de um sistema que possa analisar os indivíduos criminosos já conhecidos com o objetivo de priorizar aqueles que precisam de intervenções mais urgentes, explica Iain Donnelly, líder do projeto.

Mas o que irá acontecer aos indivíduos sinalizados? Esta é uma questão que permanece ainda em aberto. No entanto, em relação a este ponto, Donnelly deixa claro que a intenção não é prender, mas sim fornecer apoio por parte de profissionais de saúde locais ou de assistentes sociais.

Este é um projeto ambicioso e o primeiro deste tipo em todo o mundo. Nas fases iniciais, a equipa reuniu mais de um terabyte de informações recolhidas de bancos de dados da polícia local e nacional, tendo sido identificadas cerca de cinco milhões de pessoas.

Através da análise destes dados, o software encontrou cerca de 1400 indicadores que poderiam ajudar a prever crimes, sendo que 30 eram especialmente poderosos: como o número de crimes que um indivíduo cometeu e o número de crimes cometidos por pessoas do grupo social em que esse indivíduo se insere.

A Inteligência Artificial usa, posteriormente, estes indicadores para prever quais os indivíduos, conhecidos pela polícia, que podem estar numa trajetória de violência semelhante à observada em casos anteriores. O sistema irá atribuir uma pontuação de risco a cada um dos indivíduos que indica a probabilidade de ocorrências futuras.

Se irá parar o crime antes que aconteça, não sabemos. Certo é que este projeto está já a provocar reações, nomeadamente por parte de uma equipa do Instituto Alan Turing, em Londres, que redigiu um relatório no qual alerta para os “sérios problemas éticos” que o NDAS levanta.

E questiona: Será de interesse público intervir preventivamente quando um indivíduo pode não ter cometido um crime nem ter intenções de o fazer no futuro? Apesar de ser eticamente bem-intencionada, a equipa do Instituto Alan Turing não tem a certeza se este é o melhor rumo a seguir.

LM, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. esta visto que o poder politico ,tambem fica influenciado pelos filmes ;- ) e alguns que se dizem democratas e liberais ,afinal so o sao da boca pra fora !

RESPONDER

Tspiras vence moção de confiança com margem mínima

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, viu esta quinta-feira o parlamento aprovar um voto de confiança, dias depois de ter terminado a coligação que viabilizava o seu Governo. Com 151 votos favoráveis, dos 300 parlamentares, Tsipras viu …

Parlamento discute a legalização da canábis para fins recreativos

A legalização da canábis para uso recreativo é debatida esta quinta-feira no Parlamento, com BE e PAN a apresentarem projetos de lei idênticos, discordando apenas quanto aos locais de venda. O Bloco de Esquerda (BE) defende …

Estátua de diabo "alegre demais" divide moradores em Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser "alegre demais" por moradores da cidade de Segóvia, em Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

"Incapacidade e incompetência". Fenprof pede a Costa que substitua ministro da Educação

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) defendeu esta quarta-feira que o primeiro-ministro substitua o ministro da Educação, devido à sua "incapacidade e comprovada incompetência política" para dirigir as negociações de recuperação de tempo de serviço …

Bombeiros protestam contra a proposta do Governo

De acordo com o sindicato, a proposta do Governo "significa uma desvalorização enorme na carreira". Além disso, critica a ideia de haver uma carreira única de sapadores e municipais nivelada por baixo. Bombeiros municipais e sapadores …

Há uma parte da Antártida que está a encolher (mas não era suposto)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente estão a referir-se à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros estão a derramar grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, …

A cor dos olhos pode explicar porque é que as pessoas ficam tristes no inverno

Tempo mais frio e noites mais longas fazem algumas pessoas sentir-se tristes. A isso, dá-e o nome de Transtorno Afetivo Sazonal (TAS). Embora o TAS seja uma forma reconhecida de depressão clínica, os especialistas ainda estão …

Há vida pós-LHC. CERN planeia acelerador de partículas dez vezes mais potente

O futuro da Física de Partículas começa a ganhar forma. O CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas) detalhou esta terça-feira os seus planos para o novo acelerador de partículas que irá suceder o Grande …

DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos

A DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos, uma forma de criar novos modelos de inteligência artificial eficientes, que poderiam ser usados para explorar a própria consciência. Ao contrário dos humanos, os insetos operam …

Bombas de Wendell e Bruno Fernandes apuram Sporting para meias da Taça

Remates de Wendell e de Bruno Fernandes decidiram o jogo a favor da equipa 'leonina', que na próxima fase da competição defronta o Benfica, numa eliminatória disputada a duas mãos. Numa primeira parte marcada pelo domínio …