Polícia britânica afasta assassínio de princesa Diana

US Federal Government / Wikimedia

Diana de Gales, Princesa do Povo (dir), com Hillary Clinton (esq)

A polícia britânica terminou o exame de novas informações sobre a morte da princesa Diana, em 1997, e não foram encontradas “provas credíveis” de ter sido assassinada, noticia hoje a cadeia televisiva Sky News.

A Scotland Yard tinha anunciado em agosto que estava a examinar a credibilidade de informações que tinha recebido há pouco tempo sobre as mortes da princesa de Gales e do namorado, Dodi al-Fayed, incluindo uma alegação de que tinha sido assassinada por um militar britânico.

Esta segunda-feira, em comunicado, a polícia informou que “o Serviço da Polícia Metropolitana realizou um exercício extenso de avaliação da relevância e credibilidade dessa informação”, acrescentando que “o exercício está completo”.

No texto, é ainda anunciado uma declaração formal para esta terça-feira.

O comissário Mark Rowley já forneceu às partes envolvidas um sumário executivo com os resultados.

Diana e Fayed morreram num acidente de automóvel em Paris, em 31 de agosto de 1997, juntamente com o motorista, Henri Paul.

Soube-se da existência de uma queixa do envolvimento de um membro do regimento militar britânico de elite Serviço Especial Aéreo (SAS, na sigla em Inglês) na morte de Diana, feita pelos antigos sogros do ex-soldado, mencionando conversas feitas por ele no passado.

“Se bem que haja a possibilidade de terem sido feitos comentários sobre o envolvimento do SAS na morte, não há provas credíveis ou relevantes para apoiar a teoria de que essas alegações tenham qualquer base”, conforme um documento policial citado pela Sky News.

Operação Paget foi o nome de código do inquérito policial, que durou dois anos, sobre as numerosas teorias sobre o acidente.

Liderada por John Stevens, ex-dirigente principal policial do Reino Unido, a investigação tinha concluído em 2006 pela ausência de fundamento de todas as alegações.

Foi recusada, designadamente, a pretensão de existência de assassínio na morte de Diana, defendida por alguns, como o pai de Dodi al-Fayed, o empresário egípcio Mohamed al-Fayed.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Astrónomos provam que há água "presa" na poeira interestelar

As partículas de poeira no Espaço estão cobertas de gelo. Esta descoberta facilita as tentativas futuras de identificar a estrutura e composição da poeira em diferentes ambientes astrofísicos. O meio interestelar é composto por gás e …

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …