Terceiro resgate à Grécia poderá mesmo estar a caminho

matthew_tsimitak / Flickr

Alexis Tsipras, primeiro-ministro da Grécia

Alexis Tsipras, primeiro-ministro da Grécia

A possibilidade de um terceiro programa de assistência financeira à Grécia ressurgiu nos últimos dias, apesar de Bruxelas insistir que a prioridade é chegar a acordo para desbloquear os 7 mil milhões de euros do último programa ainda pendentes.

Desde 2010, a Grécia teve dois programas de resgate no montante total de 240 mil milhões de euros, tendo como credores a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), mas face às dificuldades do país em financiar-se nos próximos meses, a ideia de um terceiro programa não é nova.

No ano passado, foi avançada a possibilidade de um novo empréstimo no valor de 10 mil milhões de euros, e na semana passada o jornal alemão Rheinische Post avançava com a hipótese de 20 mil milhões, citando fontes em Berlim, mas nos últimos dias o montante sugerido é mais elevado.

Na segunda-feira, o ministro das Finanças espanhol, Luis de Guindos, afirmou que tem havido discussões sobre um eventual programa e fontes próximas do governante espanhol avançaram que o montante em causa estaria entre 30 e 50 mil milhões de euros.

Também na segunda-feira, o vice-presidente da Comissão Europeia com o pelouro do euro, Valdis Dombrovskis, falou, numa entrevista à Bloomberg, na hipótese de um terceiro programa.

“A Grécia pode precisar de um mecanismo adicional após o fim do actual programa“, afirmou, acrescentando que a possibilidade de ficar apenas com uma linha de crédito é actualmente “menos provável” devido “à instabilidade financeira”.

As conclusões da reunião de ministros das Finanças realizada no passado dia 20 referem que os parceiros europeus mantêm o compromisso de apoiar a Grécia até que o país tenha pleno acesso aos mercados.

Os ministros das Finanças da zona euro, que voltam a reunir-se na segunda-feira, “não estão a discutir um terceiro programa de assistência”, disse esta segunda-feira à France Presse Simone Boitelle, porta-voz do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijssebloem.

Uma porta-voz da Comissão Europeia, Annika Breidthardt, questionada hoje sobre o mesmo assunto respondeu que qualquer discussão sobre o que se segue “é prematura”, dado que o actual programa foi prolongado por quatro meses.

As instituições que emprestaram dinheiro à Grécia esperam por Abril para entregar os 7 mil milhões de euros ainda pendentes no quadro do actual programa, com o objectivo de avaliar previamente as reformas prometidas pelo governo liderado por Alexis Tsipras.

A Grécia terá ainda de encontrar uma solução para pagar cerca de 1,5 mil milhões de euros ao FMI em Março e 6,7 mil milhões de euros ao BCE no verão.

Segundo Olivier Garnier, economista-chefe da Société Générale, “o debate é agora muito mais sobre a necessidade de liquidez a muito curto prazo e para o ano de 2015″, uma questão que considera ter sido “um pouco negligenciada pelo Syriza”, a formação de esquerda radical liderada por Tsipras, que “pensava estar em posição de força devido ao excedente primário do país” e porque a perspectiva de uma saída da Grécia da zona euro “assustava”.

Na opinião do mesmo analista, o Syriza “já percebeu que agitar o espectro da saída da Grécia do euro leva à fuga de capitais e aumenta a necessidade de liquidez”.

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, prometeu hoje apresentar na próxima semana aos seus homólogos propostas de reformas que permitam desbloquear rapidamente a ajuda esperada.

Enquanto espera, a Grécia recebeu hoje uma boa notícia, o Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento (BERD) prometeu investir um montante “significativo” no país até 2020 para ajudar a relançar o crescimento.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …

Trump negou ter-se abrigado num bunker da Casa Branca por causa dos protestos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, negou esta quarta-feira ter sido escoltado para um 'bunker' na Casa Branca, devido aos protestos pela morte de George Floyd, alegando ter ido lá apenas para inspecionar …

Itália. Manifestantes desviam as máscaras e protestam contra medidas para conter pandemia

Centenas de manifestantes se reuniram em Roma, desviando as suas máscaras dos rostos, para protestar contra as medidas do Governo italiano para impedir a propagação do coronavírus. Segundo avançou na terça-feira a Time, os manifestantes, que …

Brasil pagou anúncios em sites investigados por publicar notícias falsas, avança O Globo

O Governo brasileiro publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por divulgar notícias falsas, avança o jornal O Globo. O Governo do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por …

A covid-19 foi o balde de água fria de muitos países, mas pode ser uma oportunidade para a Nigéria

O mundo está a braços com uma pandemia e a Nigéria não é exceção. Agora que o país está a aliviar as restrições impostas para conter a disseminação do novo coronavírus, já se olha para …