Plácido Domingo demite-se da Ópera de Los Angeles

Ralf Roletschek / Wikimedia

O cantor lírico espanhol Plácido Domingo

Plácido Domingo demitiu-se, esta quarta-feira, das suas funções de diretor da Ópera de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Esta quarta-feira, Plácido Domingo anunciou a sua demissão da Ópera de Los Angeles e encerrou definitivamente os vínculos que tinha com as óperas norte-americanas. A decisão surge na sequência das denúncias feitas por 20 mulheres, que o acusaram de assédio sexual.

O tenor lírico espanhol tinha vínculos com a Ópera de Los Angeles desde a sua criação, há três décadas, e era diretor-geral da instituição desde 2003. As primeiras denúncias de assédio sexual surgiram em agosto, quando nove mulheres relataram à Associated Press episódios que ocorreram entre 1980 e 2002. A estas juntaram-se mais 11 e, atualmente, são já 20 as mulheres que fazem as mesmas acusações.

Os responsáveis pela Ópera de Los Angeles entrevistaram, recentemente, todos os trabalhadores no âmbito de uma investigação a episódios de assédio praticados por Plácido Domingo, que também está a ser investigado pela sindicato norte-americano de músicos.

Quatro promotoras norte-americanas cancelaram as apresentações do tenor, pelo que este era o último vínculo com óperas dos Estados Unidos. Entre elas, segundo o Observador, estão a Ópera Metropolitana de Nova Iorque, a Orquestra de Filadélfia, a Ópera de São Francisco e a Ópera de Dallas.

“Enquanto continuo o meu trabalho para limpar o meu nome, decidi que é do melhor interesse da Ópera de Los Angeles que me demita como diretor-geral e que deixe as minhas atuações futuras”, afirmou o tenor num comunicado emitido pelo seu representante. Plácido Domingo, de 78 anos, explica que “as acusações recentes nos media criaram uma atmosfera” que o “impede de ser útil” a esta entidade.

A Ópera de Los Angeles anunciou, em agosto, a abertura de uma investigação na sequência de denúncias, de oito cantoras e de uma bailarina, de assédio sexual por parte do tenor espanhol, em situações ocorridas ao longo de mais de três décadas. Na ocasião, anunciou que iria contratar uma equipa legal externa para investigar estas “preocupantes alegações”.

No comunicado, Plácido Domingo afirma ter a Ópera de Los Angeles “profundamente” no seu coração, referindo o seu percurso e trabalho nesta instituição como um dos “legados mais importantes”.

O tenor refere que a decisão de se demitir foi tomada de coração triste, e manifestou o desejo de que a Ópera continue a crescer e a brilhar.

Após conhecer a decisão de Domingo, a Ópera agradeceu o contributo “sem precedentes e profundo” para a vida cultural de Los Angeles.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estas mulheres foram “abusadas” ao lingo de anos e em silêncio???? Coitadinhas, devem ter muito medo do PD… ou então, querem ver se ganham algum ou muito dinheiro à custa dele. Que vergonha… Ou reclamavam logo ou calam-se para sempre… assim é que não é sequer credível. Enfim, é moda dar cabo do nome de grandes artistas…

RESPONDER

Rei de Marrocos indulta jornalista marroquina condenada por aborto

O rei de Marrocos, Mohamed VI, indultou a jornalista Hajar Raissouni, recentemente condenada a um ano de prisão por "aborto ilegal" e "relações sexuais fora do casamento", segundo um comunicado oficial. A mulher, de 28 anos, …

Morreu Elijah Cummings, um dos democratas que investigava Trump

O congressista norte-americano Elijah Cummings, uma das figuras do Partido Democrata mais respeitadas na oposição pela sua frontalidade e por acalmar protestos violentos e desentendimentos entre adversários, morreu esta quinta-feira, aos 68 anos. A notícia da …

Risco de pobreza em Portugal é o mais baixo de sempre. Mas há 330 mil menores em risco

O ano de 2017 trouxe melhorias às condições de vida da população, com o risco da pobreza a atingir 17,3% dos residentes em Portugal. É a taxa mais baixa desde que este indicador é tratado, …

Maria Martins conquista bronze nos Europeus de ciclismo de pista

Maria Martins venceu nesta quarta-feira a medalha de bronze no “scratch” feminino dos Europeus de ciclismo de pista, que nesta quarta-feira arrancaram em Apeldoorn, na Holanda. Depois de várias medalhas em Europeus sub-23, a ciclista de …

Carlos César: Firmar um acordo com o Bloco descriminaria os restantes partidos de esquerda

O dirigente socialista Carlos César mostrou-se esta quarta-feira confiante que o novo Governo será para quatro anos, considerando ainda que firmar um acordo com o Bloco de Esquerda seria discriminar os restantes partidos de esquerda. …

Médico que deixou bebé nascer sem rosto tem quatro processos na Ordem

O obstetra que não detetou malformações graves num bebé que acabou por nascer sem rosto no início deste mês, em Setúbal, tem quatro processos em curso no conselho disciplinar da Ordem dos Médicos. A informação foi …

Tensão na Catalunha afeta realização do Barcelona-Real Madrid

A violência dos protestos na Catalunha está a fazer com que a Liga e a Federação de futebol espanholas repensem a ideia de o clássico entre Barcelona e Real Madrid se realizar em Camp Nou. O …

Assis critica novo Governo do PS. É "muito António Costa" e feito só para dois anos

O ex-eurodeputado do Partido Socialista (PS) Francisco Assis não poupou nas críticas ao novo Governo, que António Costa apresentou ao Presidente da República na terça-feira ao final do dia, considerando que este é um executivo …

PSD considera que não há novo Governo, mas "remodelação" com alargamento

O PSD defendeu na quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Depois do terramoto das legislativas, vem aí um Conselho Nacional difícil para o CDS

O CDS reúne esta noite o Conselho Nacional. Segundo o Público, Assunção Cristas deverá renunciar a lugar de deputada na Assembleia da República. O CDS deverá marcar esta quinta-feira o próximo congresso para janeiro de 2020. …