/

Pinto da Costa ataca Platini: “A verdadeira natureza das pessoas revela-se sempre”

Estela Silva / Lusa

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, falou em declarações à revista “Dragões” sobre Michel Platini, que foi detido por suspeitas de corrupção.

“Uma das vantagens de ser presidente do FC Porto há 37 anos e de ter um percurso de mais 50 anos no dirigismo desportivo é já ter alcançado há muito a serenidade de perceber que há figuras, notícias, triunfos e derrotas que não sobrevivem à espuma dos dias”, começou por apontar o presidente dos dragões, na edição de junho.

“Pouco mais de dez anos depois de ter feito o que pôde para afastar, sem qualquer fundamento, o FC Porto da Liga dos Campeões, Michel Platini, antigo presidente da UEFA que em 2015 foi banido do futebol durante oito anos, foi agora detido para interrogatório”, apontou Pinto da Costa.

“É caso para dizer que a verdadeira natureza das pessoas e das suas ações acaba sempre por revelar-se. A sabedoria popular diz que o primeiro milho é para os pardais. Eu gosto de dizer que largos dias têm cem anos”, concluiu.

Michel Platini foi detido na passada terça-feira, em Nanterre, nos subúrbios de Paris, no âmbito de uma investigação investigação sobre alegada corrupção na organização do Campeonato do Mundo de 2022, no Qatar.

Antes da sua carreira como dirigente desportivo, Platini era conhecido no mundo do futebol por ter sido uma das maiores referências do futebol francês. Enquanto jogador, Platini foi a principal figura da seleção francesa que conquistou o Campeonato da Europa de 1984.

Ao serviço da equipa italiana Juventus, o francês conquistou a Liga dos Campeões de 1985. No seu palmarés, Platini conta ainda com a conquista de três Bolas de Ouro consecutivas (1983; 1984 e 1985), o prémio que designa o melhor jogador de futebol do mundo.

  ZAP // F365

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.