Pinto da Costa acredita no título. “Penso que ainda vamos ganhar”

1

Estela Silva / Lusa

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa

O presidente do FC Porto disse, esta sexta-feira, que, “se tudo for normal”, acredita que a equipa de Sérgio Conceição “ainda vai ganhar o campeonato”.

Numa entrevista ao Porto Canal, Pinto da Costa destacou a importância de vencer todos os jogos até ao fim do campeonato e disse que ainda acredita na conquista do título.

“Todas as jornadas são importantes, faltam seis, são 18 pontos. Qualquer ponto que se perca pode definir o campeonato, seja para que lado for. Neste momento, são todos os jogos difíceis”, afirmou o dirigente azul e branco, que esta sexta-feira assinalou a data em que tomou posse primeira vez, a 23 de abril de 1982.

O presidente portista referiu o facto de esta época estar a ser diferente, lembrando que “mesmo os clubes do topo da tabela perderam pontos com clubes de baixo da tabela“, dando os exemplos do empate do Sporting com o Famalicão e a derrota do Benfica com o Gil Vicente.

“O Sporting empatou com o Famalicão, o Benfica perdeu com o Gil Vicente. Qualquer ponto tem o mesmo peso, seja qual for o jogo. (…) O  Braga é um concorrente poderoso e que está a fazer uma grande época. O futebol, até pela falta de público, ficou diferente, vê-se pelos resultados que não têm lógica”.

“Na jornada anterior, o Gil Vicente ganhou na Luz e o Portimonense venceu em Famalicão, na ronda seguinte, o Portimonense perdeu em casa com Benfica e o Gil Vicente perdeu em casa com o Famalicão”.

“O lema é pensar que se tem de ganhar o jogo a seguir. O FC Porto está concentrado e convicto de que tem de ganhar em Moreira de Cónegos na segunda-feira”, disse ainda.

Sobre a renovação do treinador Sérgio Conceição, o dirigente disse que é uma questão que vai ficar para depois do fim do campeonato, havendo vontade dos dois lados para avançar nesse sentido.

A intenção dos dois é prolongar o contrato, não sei se por um ano ou mais, ainda estamos a ver o que será melhor”, declarou Pinto da Costa, acrescentando que, neste momento, só se pensa no campeonato.

“O Sérgio Conceição está de tal maneira envolvido neste campeonato, que ainda penso que vamos ganhar, se tudo decorrer de forma normal, que ficou combinado que, mal acabe o campeonato, arrumaremos definitivamente o assunto. Só depois haverá a renovação. A vontade dos dois é de prolongar o contrato, portanto, não estou preocupado. Se está dependente do FC Porto ser campeão? Não”, respondeu.

Questionado sobre a polémica Superliga Europeia, o dirigente azul e branco disse que foi “sempre contra” essa ideia porque a “força do futebol é ser popular, qualquer clube tem direito a participar e ganhar, as provas europeias são por mérito desportivo”.

“Esses clubes que organizaram, nenhum deles é de ingleses, são de americanos, chineses. É desvirtuar o sentido popular do desporto, é descaracterizar o futebol. Sou totalmente contra isso, todos têm possibilidade de competir, quem se classifica vai, não é por ter muito dinheiro”, acrescentou.

Sobre o Governo de António Costa, que prontamente se opôs à criação desta competição, Pinto da Costa disse que o primeiro-ministro “devia abster-se de falar de futebol”.

“O primeiro-ministro António Costa tem feito tanto mal ao futebol, e nomeadamente ao FC Porto, que acho que se devia abster de falar de futebol.”

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.