Adoçantes e suplementos desportivos são tóxicos para o sistema digestivo

Segundo um novo estudo, os adoçantes artificiais e os suplementos desportivos são tóxicos para os micróbios que habitam no nosso intestino.

O estudo elaborado pela Universidade Israelita Ben-Gurion do Negev e pela Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, foi publicado na revista Molecules no passado dia 25 de setembro e afirma que os adoçantes artificiais e os suplementos desportivos são prejudiciais para a flora intestinal.

Os pesquisadores das Universidade submeteram seis adoçantes artificiais (aspartame, sucralose, sacarina, neotame, advantame e acessulfame de potássio-k) a um estudo para descobriram o nível de toxicidade.

A investigação também revelou a existência de, pelo menos, dez suplementos desportivos que utilizam estes adoçantes e que, por isso, também são prejudiciais.

Segundo o estudo, quando expostas a concentrações de apenas um mg/ml desses adoçantes, as bactérias do sistema digestivo tornam-se tóxicas.

“Nós modicamos bactérias E.coli bioluminescentes que brilham quando identificam substâncias tóxicas e agem como um modelo de deteção representativo do complexo sistema microbiano”, explicou Ariel Kushmaro, professor do Instituto Nacional de Biotecnologia da Universidade Ben-Gurion do Negev.

Apesar da toxicidade destes adoçantes artificiais, podem ser encontrados em inúmeros produtos alimentícios e em bebidas com baixo teor de açúcar e muitas pessoas chegam a consumir estes adoçantes sem o seu conhecimento.

“O estudo apresentou mais uma evidência de que o consumo de adoçantes artificiais afeta negativamente a atividade microbiana intestinal, o que pode causar uma ampla gama de problemas de saúde”, contou Kushmaro.

Para além da toxicidade para a flora intestinal, as substâncias também foram identificadas como poluentes ambientais emergentes, uma vez que foram encontrados em água potável à superfície e em aquíferos subterrâneos.

O estudo servirá para ajudar a compreender a toxicidade dos adoçantes artificiais e os efeitos negativos potenciais, não só sobre a microbiótica intestinal, mas também sobre o meio ambiente.

Segundo o professor Kushmaro, “o painel bacteriano bioluminescente testado pode potencialmente ser usado para detetar adoçantes artificiais no ambiente“.

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Nem sei o que fazem ali os suplementos desportivos no título, era desnecessário… TUDO o que tem aqueles adoçantes artificiais, inclusive até as pastilhas elásticas que muita gente consome todos os dias, faz um mal terrível!…
    Aliás, até o processo de comercialização do aspártamo, desde o seu início que está envolto em grandes polémicas, vê-se claramente a indústria farmaceutica a viciar estudos para que não se apercebam dos malefícios desses venenos!
    Querem adoçantes naturais? Procurem por stevia e por néctar de côco, aptos para diabéticos.
    Bebidas light também já existe uma grande escolha com stevia.

    • Tudo isso é muito bonito, mas afinal quem tem razão?

      “Efeitos colaterais e contraindicações
      De modo geral, o uso de stevia é considerado seguro para a saúde, mas em alguns casos podem ocorrer efeitos colaterais como náuseas, dor e fraqueza muscular, tonturas e alergia.
      Além disso, ela só deve ser usada em crianças, mulheres grávidas ou em casos de diabetes ou hipertensão de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista, pois ela pode causar uma redução do açúcar no sangue ou da pressão arterial maior do que o normal, colocando em risco a saúde do indivíduo.
      Outro efeito colateral da stevia é que ela pode afetar a função renal, devendo ser utilizado com cuidado e apenas sob o controle do médico em casos de doença renal. Veja as 5 dúvidas mais comuns sobre o adoçante stevia.” (texto sem correcção ortográfica, sacado de https://www.tuasaude.com/stevia/). O melhor será mesmo beber café ao natural…

      • … e mais uma achega, esta da Deco Proteste:
        “Adoçante Stevia: seguro, mas com moderação
        A União Europeia aprovou a utilização de um edulcorante proveniente da Stevia, uma planta originária da América do Sul. Quase não fornece calorias, mas há limites para o seu consumo diário.
        … … É aconselhável evitar a acumulação de vários tipos de edulcorantes no organismo. O melhor será limitar o consumo, também para não criar habituação ao gosto adocicado. Além disso, um produto não é mais saudável por ser adocicado por intermédio de aditivos. Numa alimentação sã e equilibrada, é preferível comer, de vez em quando, um produto com açúcar do que consumir com muita frequência produtos com edulcorantes.” (texto sem correcção ortográfica, sacado de: https://www.deco.proteste.pt/alimentacao/produtos-alimentares/primeiras-impressoes/novo-adocante-stevia-seguro-mas-com-moderacao)

  2. Mas ô povo! O título da matéria é para chamar a atenção mesmo, pois do jeito que está a interpretação de texto fica difícil para quem escreveu achar que os leitores vão ter a capacidade de inferir que produtos com esses adoçantes seriam maléficos também. Além do mais dependendo da quantidade qualquer coisa é ruim, excesso de água se chama afogamento rsrs
    E sim no nosso intestino existe uma microbiota composta de bactérias importantes na absorção por exemplo de vitaminas. A coisa é mais complexa pois no lugar errado uma bactéria benéfica passa a ser maléfica, mas aí usem a Internet para se informar mais. Mania de querer tudo mastigado e depois reclamar de que não é profundo o suficiente ou quando é de que está muito complicado!

  3. Mas depois o Estado mete-se a castigar bebidas que têm açucar, e a proibir o sal, quando essas substancias artificiais sao piores para a saúde.
    Intervenção estatal é cancro

    • Quem está a legislar muitas vezes não sabe minimamente o que está a fazer e vai ao sabor das notícias, para conseguir arrecadar mais uns trocos.

RESPONDER

Idosa de 93 anos recuperou de Covid-19 (e há 6 crianças em estado grave no Dona Estefânia)

Uma mulher de 93 anos que esteve internada em Lisboa, com Covid-19, recuperou da infecção ao cabo de 11 dias. Enquanto isso, há seis crianças com idades entre 4 meses e 17 anos que estão …

"Grande erro" da Europa é não usar máscaras, considera especialista chinês

George Gao, diretor dos Centros de Controlo e Proteção de Doenças da China (CDC), considera que o "grande erro" da Europa no combate à pandemia de covid-19 é o facto de as pessoas não usarem …

Obama critica de Trump. "Cada um de nós deve exigir mais dos nossos líderes"

O ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, considerou esta terça-feira que o seu sucessor, Donald Trump, ignorou os avisos sobre os riscos de uma pandemia do novo coronavírus, e recordou o mesmo comportamento quanto às alterações climáticas, …

Covid-19. Hotel cinco estrelas na Austrália vai acolher sem-abrigo

A Austrália vai levar a cabo um projeto piloto que visa retirar das ruas alguns sem-abrigo e transferi-los para hotéis de luxo, protegendo-os assim do novo coronavírus oriundo da China (Covid-19).  O projeto, Hotels With Heart, …

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …

Portugal tem há cinco dias os mesmos 43 recuperados. DGS e especialistas explicam porquê

Portugal regista, desde o passado dia 27 de abril, os mesmos 43 recuperados da Covid-19, segundo os boletins epidemiológicos diários da Direção-Geral da Saúde. Questionado pela agência Lusa sobre a estagnação no número de altas hospitalares …