Petição para referendar Acordo Ortográfico já tem mais de 5 mil assinaturas

erichhh / Flickr

-

A petição que exige o referendo do Acordo Ortográfico de 1990 angariou mais de cinco mil assinaturas em menos de um mês.

Cristina Pimentel, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, explica à TSF que o objetivo é recolher as 75 mil assinaturas necessárias até outubro, para que o novo Parlamento vote o projeto de lei depois das legislativas.

A petição contra o “novo acordo” tem como mandatários 52 personalidades da política, artes, cultura e universidades, entre os quais António Arnaut e Manuel Alegre (PS), Pacheco Pereira e Manuela Ferreira Leite (PSD), Bagão Félix e Lobo Xavier (CDS-PP), o realizador de cinema António-Pedro Vasconcelos, o escritor Miguel Sousa Tavares, o maestro António Victorino de Almeida e o músico Pedro Abrunhosa.

O propósito do documento, afirma a investigadora, é fazer ver que “este acordo não tem pés nem cabeça”.

Cristina Pimentel considera que a recolha de assinaturas tem sido um sucesso. “Para além das cinco mil já contabilizadas, temos todas as assinaturas que vieram por correio e que ainda não foram contadas. O mesmo acontece com muitas que foram entregues em mão nos postos de recolha”, relata à TSF.

Para subscrever a Iniciativa do Referendo, é preciso enviar uma folha com nome, documento de identificação e assinatura, que está disponível no site. As folhas devidamente preenchidas podem ser digitalizadas e enviadas por email ou enviadas pelo correio para a Faculdade de Letras de Lisboa, ao cuidado de Maria Cristina Pimentel ou Helena Buescu.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Enfim, dada a implementação adiantada do acordo (com a obrigação das escolas e dos manuais escolares o seguirem) não terá muito sentido voltar atrás. Ter-se-á, provavelmente, de procurar um novo acordo ortográfico, que aproveite os aspetos positivos do atual acordo (sim, nem tudo é negativo!) e corrija alguns dos aspetos menos conseguidos do atual. Será a atitude mais sensata atendendo ao andar da carruagem.

    • Enquanto se discutia e no tempo que mediou a implementação do “desacordo” acabou por vingar o desleixo como sempre dos desleixados portugueses e agora resta-lhes o ‘fogo-de-vista”!

  2. O atual modelo ortográfico não é o modelo que advém do Latim, mas antes uma adaptação feita da ortografia francesa, em que inventaram acentos e complicações com a antipatriótica reforma ortográfica republicana de 1911 e reforminhas seguintes. Ainda conheci pessoas antigas e hoje falecidas que nunca se adaptaram á reforma ortográfica de 1911.
    Meu falecido pai, que ainda aprendeu a escrever sem acentos à francesa, sempre escreveu portuguez, e não português. Ainda nos anos 30, havia confusão na escrita. Basta ver a falta de acentos nas fichas técnicas dos filmes clássicos dos anos 30. Em coerência, sou a favor do acordo ortográfico ou, então voltar-se à ortografia antiga.

RESPONDER

"Indiana Jones do mundo da arte" recupera manuscrito do poeta persa Hafez

Uma das primeiras cópias do reverenciado Divan do autor do século XIV Hafez, iluminado com ouro, será leiloado no início de abril. O famoso poeta persa do século XIV, Hafez, escreveu uma coleção de versos místicos …

O palco onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda

O palco de madeira onde os Beatles atuaram pela primeira vez está à venda. Agora, alguém poderá replicar o primeiro concerto da famosa banda. A 10 de abril, em comemoração dos 50 anos da separação da …

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …