“Já não percebo as regras”. Penálti e expulsão no Sporting-Santa Clara geram controvérsia

1

(cv)

Tanto o treinador do Santa Clara como o ex-árbitro Pedro Henriques concordam com o penálti, mas não entendem a expulsão de Rui Costa.

Não foi fácil, mas o Sporting levou a melhor sobre o Santa Clara e agendou uma vaga na final da edição desta época da Taça da Liga, vingando, assim, o desaire sofrido há poucas semanas no campeonato.

Os detentores do troféu estiveram a perder, mas conseguiram dar a volta ao golo de Lincoln, com o contributo involuntário de Villanueva e o acerto de Sarabia da marca dos 11 metros, numa jogada que deixou os açorianos com um elemento a menos após a expulsão de Rui Costa.

Ao minuto 59, quando o encontro estava empatado a uma bola, houve um eventual corte com o braço dentro da área. O lance foi inicialmente analisado pelo videoárbitro Nuno Almeida que chamou o árbitro da partida para ver as imagens. António Nobre acabaria por assinalar penálti e dar cartão vermelho ao avançado do Santa Clara.

Na flash interview depois do jogo, o técnico dos açorianos, Mário Silva, aceitou o penálti, mas não percebeu o cartão vermelho.

“Não é nada contra o Sporting, mas foi estranho. Chega a um ponto em que não percebo as regras. Posso aceitar o penálti, mas a expulsão acho injusta. São as regras e claramente estão na final as equipas que toda a gente queria”, disse o treinador do Santa Clara.

Na sua habitual rubrica “Sem Falta”, da Rádio Observador, o ex-árbitro Pedro Henriques considerou que o penálti que dá vitória ao Sporting “é claro”, mas que o cartão vermelho não é bem mostrado.

“Imagens que o VAR dá são escassas. Falta as do enquadramento com a baliza, que mostram que não há clara oportunidade de golo”, disse o especialista.

  Daniel Costa, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE