Pelo menos três portugueses detidos por protestos na Venezuela

Cristian Hernandez / EPA

Protestos de 6 de Abril de 2017 em Caracas, Venezuela

Protestos em Caracas, Venezuela

Pelo menos três portugueses foram detidos nos últimos dias pelas autoridades venezuelanas quando se manifestavam conta o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, na localidade de Los Teques, no Estado de Miranda, a sul de Caracas.

Fontes da comunidade portuguesa explicaram à agência Lusa que as detenções ocorreram desde a última segunda-feira e que inicialmente os familiares foram dados por desaparecidos, vindo depois a verificar que tinham sido detidos pelas forças de segurança.

Estamos a viver momentos de angústia, primeiro porque não sabíamos nada, estavam desaparecidos, e agora porque já sabemos que estão detidos e não sabemos como ajudá-los”, explicou o familiar de um dos detidos à Lusa.

A comunidade está indecisa entre dar visibilidade às detenções, identificando os detidos, dar declarações aos jornalistas ou manter-se em silêncio, desconhecendo qual será a opção mais “benéfica” para os portugueses, temendo que possam vir a ser “acusados de terrorismo e submetidos a julgamentos em tribunais militares”, apesar de serem civis. Por outro lado, há a possibilidade de vários luso-descendentes estarem também detidos pelas autoridades.

Desde segunda-feiraque residentes em três localidades do Estado de Miranda (Los Teques, Santo António e San Pedro de Los Altos), levantaram barricadas em protesto contra as políticas do Governo do Presidente Nicolás Maduro. Nessas três localidades vivem pelo menos duas dezenas de milhar de portugueses e luso-descendentes.

Os organismos de segurança reprimiram fortemente os manifestantes, com gás lacrimogéneo e tiros de borracha, uma situação que contrariou a população fazendo com que mais pessoas se unissem aos protestos. Ao mesmo tempo que ocorrem as manifestações, dezenas de estabelecimentos comerciais foram saqueados por populares.

As estradas que ligam aquela localidade a Caracas e à auto-estrada Regional do Centro (interior do país), permanecem bloqueadas pela população, com vários portugueses impedidos de se aproximarem dos seus estabelecimentos comerciais e desconhecendo em que estado se encontram.

Reforçados os bloqueios pelos manifestantes, as forças de segurança tentaram aceder àquelas localidades, desde la Colónia de Tovar (Estado de Arágua), mas a população local bloqueou também a passagem para o Estado de Miranda.

Na Venezuela, as manifestações a favor e contra o Presidente Nicolás Maduro intensificaram-se desde 1 de abril último, desde que o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) divulgou duas sentenças que limitavam a imunidade parlamentar e em que aquele organismo assumia as funções do parlamento.

Entre queixas sobre o aumento da repressão, os opositores manifestam-se ainda contra a convocatória de uma Assembleia Constituinte, formada a 1 de maio pelo Presidente Nicolás Maduro. Dados oficiais dão conta de que pelo menos 48 pessoas já morreram desde o início da crise.

// Lusa

RESPONDER

Angolanos escolhem sucessor de José Eduardo dos Santos

Mais de nove milhões de angolanos foram chamados a votar esta quarta-feira para eleger o próximo presidente do país, que irá pôr fim a 38 anos de Governo ininterrupto do até agora presidente José Eduardo …

Filme turístico dedicado às vítimas de Pedrogão vence prémio nos EUA

O vídeo promocional sobre a região centro do país, que acabou de vencer um prémio nos EUA, é também uma homenagem às vítimas do incêndio em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria. "Escolho o centro de …

"Burlão do amor" deixa mulher com dívida de 214 mil euros à banca

Conheceram-se num prestigiado estabelecimento de ensino de inglês do Porto e envolveram-se num relacionamento que acabaria por custar mais de 450 mil euros à vítima e o emprego. A mulher era diretora financeira de uma escola …

ANA pede aos passageiros para chegarem ao aeroporto 4 horas antes devido a greve

Em causa está a greve convocada pelos funcionários do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização (SCIF) do SEF, marcada para 24 e 25 de agosto. Em comunicado emitido esta terça-feira, a ANA informa os passageiros …

Governo vai começar a descongelar carreiras

O regresso das progressões na Função Pública, que deverá custar 200 milhões de euros no próximo ano, é um dos temas quentes na preparação do Orçamento do Estado para 2018, que chegará ao Parlamento até …

Porto Editora faz manuais para o menino e (mais fáceis) para a menina

A Porto Editora editou dois cadernos de exercícios dedicados a crianças dos 4 aos 6 anos de idade: um deles é para rapazes, em tons de azul, com alusão a piratas e labirintos difíceis. O …

Só quatro médicos aceitaram reforçar hospitais do Algarve no verão

No ano passado, foram sete os profissionais que se voluntariaram para o programa de mobilidade especial lançado pelo Governo para dar resposta ao aumento da população, de junho a setembro. O programa de mobilidade especial que …

Corpo encontrado na baía pertence à jornalista sueca desaparecida

O torso encontrado, esta terça-feira, na baía de Copenhaga, na Dinamarca, corresponde ao corpo da jornalista sueca desaparecida, confirmou esta quarta-feira a polícia dinamarquesa. O ADN do torso encontrado ontem corresponde com as amostras recolhidas pela …

Se não houver dinheiro para o muro, Trump ameaça paralisar o governo

Donald Trump ameaça ir até onde for preciso para conseguir cumprir uma das mais polémicas promessas eleitorais: a construção do muro na fronteira com o México, nem que para isso tenha que paralisar o governo …

Nova bactéria ciborgue gera combustível verde a partir do sol

Cientistas criaram micro-organismos cobertos por semicondutores que, assim como as plantas, podem gerar energia a partir da luz do sol, dióxido de carbono e água, mas de forma muito mais eficiente. As bactérias "ciborgues" produzem ácido …