Pedido de patente da Microsoft revela planos para datacenters submarinos

O Projeto Natick, da Microsoft, é daquelas empreitadas que se parecem demasiado com filmes de ficção – mas que são totalmente reais. E se 50% dos homens vivem nas costas, porque não também os seus dados?

Para lidar com a necessidade de datacenters cada vez maiores e instalações mais complexas a cada dia que passa, a Microsoft quer construir instalações submarinas, que fiquem no fundo do oceano e funcionem de maneira autónoma.

Revelado pela primeira vez em 2016, o projecto ainda se encontra em fase preliminar de desenvolvimento, e não está sequer próximo do lançamento. Mas entretanto, um registo de patente pedido pela Microsoft mostra que a companhia quer proteger os servidores de intrusões – porque mesmo submersos, os dados precisam de ser protegidos.

As unidades estão a ser concebidas para funcionar de forma autónoma, exigindo quase nenhuma manutenção, mas isso também significa que guardas e segurança convencional também não estarão presentes no local – que, nunca nos vamos cansar de repetir, fica no fundo do mar.

Entretanto, a Microsoft está consciente de que hackers podem tentar chegar ao local usando veículos submarinos, drones ou mergulhado pessoalmente.

Por isso, a empresa de Redmond está a trabalhar em sistemas que detectariam qualquer tentativa de intrusão e invalidariam as informações dos servidores – o que inclui mesmo o uso da água como forma de destruir o equipamento e evitar a obtenção dos dados.

Além disso, o uso de mecanismos de criptografia de alto nível, intensificados ainda mais, torna qualquer tipo de ficheiro obtido indevidamente completamente inútil. Mas a Microsoft está até a preparar-se para a possibilidade de os criminosos recorrerem ao uso de “mamíferos treinados” ou outros animais para acederem o servidor.

Nestes casos, e também para evitar que qualquer vida marinha curiosa transforme o datacenter em morada, a empresa vai cobrir toda a estrutura com corais – o que não apenas serve para o ocultar, mas também contribui para o ecossistema aquático.

Ao cobrir os datacenters com corais, a empresa consegue ainda um arrefecimento extra para os servidores, o que impede os animais de encontrarem ao local também pelo bloqueio de temperatura: o isolamento do calor das máquinas dificulta a sua localização, uma alternativa que também pode confundir sistemas de localização que utilizem mapas de calor métrica.

O Project Natick ainda está em fase de planeamento, e a Microsoft está ainda a muitos anos de distância do início de testes e eventual lançamento.

Mas a ideia de um datacenter submerso pode mesmo acabar por ser a solução para a empresa, na medida em que as arquitecturas de cloud computing crescem a um ritmo acelerado, requerendo cada vez mais investimentos em estruturas físicas e pessoal qualificado.

A ideia é encurtar o percurso que os dados precisam de fazer, principalmente em zonas litorais – uma medida que, se transformada em realidade, pode melhorar a qualidade de ligações em locais remotos e representar uma alternativa económica para o futuro do cloud computing.

Quando apresentou o projceto, em fevereiro de 2016, a Microsoft comparou a iniciativa com o lançamento de um foguete — tudo precisa de dar certo, porque assim que os servidores estejam submersos, nada de errado por acontecer.

Basta então agora lidar com os eventuais mamíferos treinados para hackear servidores.

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberta "galáxia fóssil" que estava enterrada nas profundezas da Via Láctea

Um grupo de astrónomos, que trabalha com dados de evolução galáctica do Observatório Apache Point do Sloan Digital Sky Surveys (APOGEE), descobriu uma "galáxia fóssil" escondida nas profundezas da Via Láctea. Esta descoberta, que foi publicada …

Júpiter e Saturno vão unir-se no céu como um "planeta duplo" pela primeira vez desde a Idade Média

Júpiter e Saturno vão "unir-se" no céu, no próximo mês de dezembro, como um "planeta duplo" pela primeira vez desde a Idade Média. Estes gigantes do Sistema Solar estão atualmente muito próximos quando vistos da Terra …

Sacavenense 1-7 Sporting | Sporting goleia Sacavenense e segue em frente na Taça

O Sporting goleou o Sacavenense por 7-1, na terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, ‘castigando’ em demasia a equipa do Campeonato de Portugal, incapaz de contrariar a supremacia ‘leonina’ em toda a linha. Nuno …

The Crown baseia-se em "muita conjetura e muita invenção", diz irmão da princesa Diana

Desde a estreia da quarta temporada, The Crown tem dado muito que falar na família real britânica. Além das acusações feitas por amigos do príncipe Carlos, que consideram que a Netflix está a explorar a …

Nativos ancestrais do Novo México derretiam gelo para sobreviver às secas

Os habitantes ancestrais do árido Novo México sobreviveram a períodos de seca extrema, durante o primeiro milénio, ao derreter o gelo acumulado em tubos de lava profundos. De acordo com a agência Europa Press, a equipa …

Cristiano Ronaldo candidato a melhor da época e do século nos Globe Soccer Awards

O internacional português está entre os nomeados para melhor jogador do ano da Globe Soccer Awards e integra ainda, com Luís Figo, a lista dos candidatos a futebolista do século XXI. Cristiano Ronaldo integra a lista …

Os desenhos de da Vinci escondem um mundo de bactérias e fungos

Leonardo da Vinci é famoso pelas suas obras de arte elaboradas e cheias de nuances. Mas um novo estudo revelou um outro nível de complexidade nos seus desenhos: um mundo oculto de minúsculas formas de …

Bandeira anticorrupção de Bolsonaro caiu. Agora, terá que encontrar outro slogan

A Lava Jato levou à condenação de políticos, enquanto a eleição de Jair Bolsonaro colocou no poder um político que prometeu erradicar a corrupção e que para seu ministro da Justiça nomeou o juiz anticorrupção …

O Prodigium é um iate-tubarão luxuoso (e um dos maiores navios do mundo)

O Lazzarini Design Studio revelou o seu mais recente conceito de um mega iate, o Prodigium. O King of the Seas, como também é conhecido, tem a forma de um tubarão gigante e mede 153 …

Autoridades mexicanas encontram pelo menos 113 corpos em vala clandestina

Pelo menos 113 corpos foram descobertos numa vala clandestina no município de El Salto, no estado mexicano de Jalisco, indicaram no domingo as autoridades. O procurador Gerardo Octavio Solis anunciou, em conferência de imprensa, que 113 …