PCP quer travar cedência de obras de arte para hotel em Alter do Chão

O PCP anunciou esta quarta-feira que vai entregar na Assembleia da República um projeto de resolução que insta o Governo a reverter a cedência de um conjunto de obras de arte ao hotel Vila Galé em Alter do Chão, Portalegre.

No período de declarações políticas que decorreu na Assembleia da República, a deputada Ana Mesquita classificou o “negócio” de “insólito, insulto, impensável e ilegal”. O PCP insurgiu-se contra “a cedência de obras depositadas num museu público a um grupo hoteleiro privado”, indicando que são “pertencentes ao Estado e incorporadas na reserva do Museu Nacional dos Coches”, e contestando ainda o “conhecido novo elenco da Direção-geral do Património Cultural.

Em causa está a coleção Rainer Daehnhardt, e outras peças que estavam na Coudelaria de Alter do Chão, cuja cedência a secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, autorizou para exposição no futuro hotel.

É num edifício da Coudelaria de Alter do Chão, numa propriedade com cerca de 800 hectares no distrito de Portalegre, que o Vila Galé está a concluir um hotel, ao abrigo do programa público Revive, e cuja inauguração, prevista “até ao último trimestre de 2020”, foi antecipada para o dia 13 de março.

Na semana passada, no dia 19, a secretária de Estado Ângela Ferreira disse à agência Lusa que autorizou a cedência ao grupo Vila Galé, por 25 anos, de cerca de 50 peças da denominada Coleção Rainer Daehnhardt, pertencentes ao Estado, para a instalação de um núcleo museológico no futuro hotel.

Em comunicado divulgado na segunda-feira, o grupo hoteleiro apontou que a cedência visa “valorizar a oferta cultural do interior do país”. Esta quarta-feira, no plenário, a deputada Ana Mesquita advogou que “o património não é nem pode ser moeda de troca em qualquer negociata, o património público é de todos, tem de ser respeitado”.

A deputada comunista anunciou, além de chamar a ministra da Cultura (Graça Fonseca) ao parlamento, que vai apresentar um projeto de resolução “para impedir a concretização da cedência das obras da Coleção Rainer Daehnhardt e garantir a manutenção no Museu dos Coches”, alegando que “o negócio é uma vergonha”.

Nos pedidos de intervenção, Alexandra Vieira, do BE, assinalou que “a cultura e o património têm vindo a ser tratados como terra de ninguém e estão cada vez mais na mira dos interesses imobiliários”, e apontou que o destino das obras “não é seguro”, porque o espaço que vai albergar a coleção “não cumpre os requisitos técnicos”. “A cedência é ilegal“, vincou a deputada bloquista.

Pelo PSD, o deputado Paulo Rios de Oliveira, salientou que PCP e PSD têm andado lado a lado com o objetivo “esclarecer tanta trapalhada”. “Esta questão das obras do estado tem de ser esclarecida”, desafiou o social-democrata.

Luís Capoulas Santos, do PS, acusou a deputada Ana Mesquita de não saber do que estava a falar, assinalando que “aquele património foi adquirido pela Coudelaria de Alter do Chão no período de 1995-2002”.

“Senhora deputada, o que está aqui em causa, e o que gostaria que vossa excelência me dissesse, é se quer que a coleção que foi adquirida pela Coudelaria para ser fruída na Coudelaria no contexto de um projeto de desenvolvimento regional ancorado no cavalo Alter Real, que ali continue a ser exposta, ou que seja exposta em Lisboa”, questionou o socialista.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“Não há razão para alarme”. Governo quer perdoar penas até dois anos e antecipar liberdade condicional

A proposta de lei do Governo que estabelece um regime excecional para as prisões, no âmbito da pandemia covid-19, já deu entrada na Assembleia da República, podendo ser consultada na página oficial do Parlamento. No diploma, …

O nosso cérebro evoluiu para acumular mantimentos (e julgar os outros por fazer o mesmo)

O nosso cérebro evoluiu de uma forma que, em situações de stress, acumulamos mantimentos e julgamos os outros por fazer exatamente o mesmo. Os media estão repletos de histórias – e a condenação – de pessoas que …

Autarca de Vieira do Minho denuncia: testes estão a ser desviados para Lisboa

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês/Cabreira, Vieira do Minho, detetou 77 infetados pelo novo coronavírus, com os autarcas da área a reclamarem contra a demora na distribuição de testes, disse esta sexta-feira à …

Trump recomenda uso de máscaras (mas recusa-se a usá-las)

Esta sexta-feira, os Estados Unidos tiveram, pelo quarto dia consecutivo, o maior número de mortes em 24 horas, num total de 1.094, e contam com quase 30 mil novos casos. No seu briefing diário, de acordo …

A Antártida já foi uma floresta tropical

A Antártida pode ter sido o lar de ecossistemas quentes e pantanosos cercados por fetos e árvores coníferas há 90 milhões de anos, altura marcada pelo auge dos dinossauros. Uma análise do solo antigo extraído da …

Algumas estrelas têm "veneno" dentro de si (e é por isso que explodem)

Algumas estrelas têm um "veneno" dentro de si: o elemento néon no núcleo das estrelas pode desencadear uma reação química que leva a uma morte definitiva e explosiva. Estrelas menos massivas, como o nosso Sol, expandem-se …

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …