Legislativas. PCP inclui salário mínimo de 850 euros no programa eleitoral

Miguel A. Lopes/ Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O PCP apresentou esta quarta-feira as linhas gerais do programa eleitoral para as eleições legislativas de 6 de outubro, que incluem um “aumento geral dos salários” e das pensões e um programa de investimento nos transportes.

A apresentação das linhas gerais do programa comunista decorreu em Lisboa, na sede do PCP, pela voz do secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa. Já o documento final, que será levado a sufrágio, só será revelado em julho, adiantou o dirigente.

Na conferência de imprensa, o líder do Partido Comunista afirmou que a “emergência salarial” deve ser encarada como um “objetivo nuclear” e “exige o aumento geral dos salários para todos os trabalhadores, a valorização das profissões e das carreiras, com um aumento significativo do salário médio, o aumento do salário mínimo nacional para os 850 euros e a convergência progressiva com a média salarial da zona euro”.

“Deste objetivo são indissociáveis a garantia de horários dignos e da sua redução, o combate à precariedade com emprego estável, melhores condições de trabalho e a revogação das normas gravosas de legislação laboral”, acrescentou. Na opinião dos comunistas, na próxima legislatura será também necessário “aumentar as reformas e pensões”, tanto no setor público como no privado.

Ainda no setor social, o PCP (que concorre a eleições integrado na CDU, juntamente com o PEV) prevê o “reforço do sistema de Segurança Social público, diversificando as suas fontes de financiamento e garantindo a sua robustez financeira por via da criação de emprego e do aumento dos salários”.

Desta forma, a Segurança Social terá os recursos necessários para “assegurar a universalização e majoração do abono de família, do reforço do apoio ao desemprego e à doença”, e também do apoio aos idosos, através da “ampliação do papel do Estado em redes de lares, criando uma verdadeira rede pública de suporte à deficiência e às necessidades de cuidados continuados”.

Continuando no tema da saúde, o programa eleitoral defende também um “programa de investimento na saúde”, que garanta a contratação de mais profissionais e a construção de mais unidades. Para os comunistas é preciso também assegurar “o retorno à esfera pública dos estabelecimentos hospitalares entregues a privados”, ou seja, o fim das Parcerias Público-Privadas (PPP).

Programa extraordinário de investimentos nos transportes

Jerónimo de Sousa destacou também que o PCP quer implementar “um programa extraordinário de investimento no setor dos transportes públicos“, que “dê resposta imediata à superação da carência de oferta que corresponda às necessidades de uso de transporte público há muito em falta” e que “assegure um robusto aumento da oferta”.

Para isso, o programa prevê também a contratação de mais trabalhadores e a aquisição de material circulante, a par do “reforço dos meios financeiros afetos ao programa de apoio à redução tarifária, tendo por objetivo a progressiva gratuitidade do uso de transporte público”.

O líder comunista esclareceu também que o partido pretende uma maior justiça fiscal, através da “efetiva taxação do grande capital” e da “redução dos impostos sobre os trabalhadores”, bem como um “elevado nível de investimento público”, a dinamização do mercado interno e o apoio às micro, pequenas e médias empresas.

O Partido Comunista defende, assim, um investimento “nos serviços públicos, invertendo o crónico subfinanciamento dos meios indispensáveis, repondo serviços extintos e elevando as condições de resposta”, nomeadamente na educação, habitação, proteção civil, segurança pública, e ainda na saúde e transportes públicos.

Nas linhas gerais apresentadas esta quarta-feira, o PCP também não esquece as políticas ambientais, a “recuperação do controlo público dos CTT” e a regionalização.

Neste âmbito, o secretário-geral do partido referiu ser necessário combater “o processo de desresponsabilização e de transferência de competências” e uma recuperação das freguesias “segundo a vontade das populações”. Segundo Jerónimo de Sousa, este processo deveria assegurar ainda maiores condições ao poder local, através de uma “capacidade financeira reforçada”.

Neste esboço do programa eleitoral, o PCP não deixa de lado também o combate à corrupção, e a necessidade de garantir uma “justiça mais igualitária, acessível e próxima dos cidadãos”. Para este combate seria essencial, de acordo com o líder dos comunistas, maior investimento na justiça e uma “política de efetiva dotação dos meios humanos e materiais afetos à investigação criminal, para além do respeito pela autonomia do Ministério Público”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …

Encontrado cadáver com 30 anos em mansão abandonada em Paris

As obras de reforma numa mansão abandonada em Paris tiveram de ser suspensas inesperadamente depois de trabalhadores terem descoberto um cadáver a decompor-se na cave há 30 anos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, …

Quase cem mil crianças contraíram a covid-19 em apenas duas semanas nos Estados Unidos

Noventa e sete mil crianças norte-americanas foram identificadas como infetadas com o novo coronavírus (covid-19) nas últimas semanas de julho. Os números relativos a estas duas semanas são avançados pela empresa norte-americana, que cita um relatório …

A1 terá novo acesso em Grijó no sentido sul/norte em 2021

A autoestrada A1 terá em 2021 um novo acesso em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, no sentido sul/norte, revelou esta segunda-feira o presidente da autarquia que acredita que, com este projeto, o nó …

Tiros em frente à Casa Branca levam à retirada de Trump de conferência de imprensa

Um agente do Serviço Secreto retirou, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano da sala na Casa Banca na qual estava a começar uma conferência de imprensa. O período em que Donald Trump esteve fora da sala foi …

Nani candidato a melhor jogador nos Estados Unidos

Internacional português e o colega João Moutinho (este para melhor jovem) estão na corrida para os prémios e também para o onze. Os futebolistas portugueses Nani e João Moutinho, ambos do Orlando City, estão entre os …

102 dias depois, coronavírus regressa à Nova Zelândia

A Nova Zelândia anunciou a sua primeira infeção por coronavírus transmitida localmente em 102 dias esta terça-feira, o que levou a primeira-ministra do país a emitir uma ordem de confinamento em Auckland, a maior cidade …