Paulo Gonçalves constituído arguido no caso dos emails do Benfica

Manuel de Almeida / Lusa

Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica

O assessor jurídico do Benfica foi, esta quinta-feira, constituído arguido na sequência de buscas da Policia Judiciária ao clube, por ter estatuto de advogado, disse fonte do clube.

De acordo com a mesma fonte, a constituição de arguido a Paulo Gonçalves “não reside em nenhuma suspeita concreta do processo, mas sim das exigências do próprio estatuto da ordem dos advogados que assim determina sempre que um advogado forneça informação num âmbito de um processo”. Pelo mesmo motivo, um elemento da Ordem dos Advogados esteve presente a acompanhar a diligência.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD os encarnados informou que “no dia de hoje foram realizadas buscas na sua sede social que, de acordo com a Procuradoria Geral Distrital de Lisboa, se relacionaram com o denominado ‘caso dos emails do Benfica’“.

“Mais se informa que a Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD não foi constituída arguida e prestou toda a colaboração com vista ao apuramento dos factos”.

A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL) confirmou a investigação a um suspeito, no âmbito do caso dos emails do Benfica, por corrupção passiva e ativa.

Em comunicado, a PGDL dá conta da emissão de mandados de busca domiciliária e não domiciliária, no âmbito de uma investigação em curso pelos crimes de corrupção passiva e ativa, por parte da nona secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

Computador de Vieira passado “a pente fino”

Segundo o Correio da Manhã, o computador pessoal de Luís Filipe Vieira, que estava em sua casa, em Lisboa, foi passado a pente fino, assim como os computadores dos restantes alvos. Em alguns casos, a PJ apreendeu mesmo os aparelhos, noutros copiou apenas o software.

As buscas também incidiram sobre os telemóveis dos suspeitos e foram copiadas as mensagens e a listagem das chamadas feitas e recebidas. Foi levantado o segredo das comunicações por ordem de um juiz de instrução, escreve o jornal.

De acordo com o diário, a Benfica TV também foi alvo de buscas, bem como a área jurídica, financeira e contabilística dos encarnados.

“Até que enfim que cá vieram”

O advogado do Benfica João Correia congratulou-se com a visita da PJ às instalações do clube, considerando que esta apenas peca por muito tardia.

“Até que enfim que cá vieram. Perante as insinuações, sugestões feitas relativamente a factos fraudulentos praticados pelo Benfica, todos queríamos, avidamente, o único meio para destruir essas acusações, que era este episódio que se passou aqui hoje. Que a PJ cá viesse para verificar em pormenor se era verdadeiro. Estávamos desejosos que isso acontecesse”, assegurou.

Em declarações à BenficaTV, o causídico reforçou: “Que concluam rapidamente e de forma muito rigorosa e definitiva se há ou não qualquer corrupção desportiva por parte do Benfica”.

João Correia lamentou a ausência de “celeridade na investigação”, considerando que a mesma acabou por permitir “sistemáticas ofensivas ao Benfica, enquanto instituição, diretores e funcionários”.

“Estamos cansados, até como cidadãos, de verificar que a cada semana se anuncie novo crime para a seguinte. Não conheço nenhum país civilizado em que isto seja possível. Na próxima semana vou praticar outra vez um crime e tudo continua na paz do senhor”, criticou, referindo-se às revelações, que chegam a ser semanais, de Francisco J. Marques.

O assessor jurídico encarnado defende “punição” para o Benfica “caso se verifique o crime de corrupção ou influência perversa dos resultados desportivos”, mas também deseja um “forte castigo” para quem tem acusado o clube, caso os pressupostos se verifiquem infundados.

O responsável recordou ainda as queixas do clube quanto à violação do seu sistema informático, lamentando que ainda nenhuma autoridade nacional tenha dado seguimento às mesmas.

O sistema informático do Benfica foi invadido. Isso é crime. Não há resultados desse crime. Verdadeiros ou falsos – e não interessa muito se são ou não – os emails são propalados como sendo próprios do Benfica. Na hipótese de o ser, é uma violação de correspondência”, acusa.

João Correia revelou que já foram apresentadas “solicitações a todas as instâncias criminais em Portugal” e lamentou o facto de “até agora nada” ter sido feito. “Ou há um lastro investigatório para agir com mais cautela face aos autores dos crimes ou algum desleixo. Aposto mais na primeira hipótese”, concluiu.

Francisco Marques revela como teve acesso aos emails

O diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, acusa o Benfica de influenciar o setor da arbitragem e apresentou alegadas mensagens de correio eletrónico de responsáveis encarnados, nomeadamente de Paulo Gonçalves e Luís Filipe Vieira.

Entre outras situações, o responsável dos dragões revelou também a alegada partilha de mensagens de telemóvel do atual presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, na altura em que presidiu à Liga de clubes, entre o diretor de conteúdos da BTV, Pedro Guerra, e o ex-presidente da Assembleia-Geral da Liga Carlos Deus Pereira.

Segundo o Diário de Notícias, o dirigente azul e branco diz que tudo começou com “a cartilha”. “Ao contrário do que dizia o Adão Mendes, nós não apagamos tudo. O primeiro contacto foi através de um email com a cartilha e eu quis, desde logo, averiguar a veracidade do que tinha à minha frente”, explicou no Porto Canal.

“Algum tempo depois, recebi novo email, com ‘print screens’ com contas de email e aí pensei que não havia volta a dar. As autoridades sabem disso desde sempre. Depois criei uma conta de email, um email encriptado. E foi através dessa conta de email que cheguei a grande parte das mensagens. Quando olhei para aquilo, constatei o interesse público do que lá estava”, disse ainda.

Foi dado mais um passo para um desporto limpo. É a maior operação policial e judicial a um clube na história do futebol, que se espalhou por todo o país”, afirmou.

ZAP ZAP // Futebol 365

PARTILHAR

RESPONDER

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançado somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …

PS exige "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

As federações do PS de Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria, Oeste, Santarém e Viseu exigiram este domingo a "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições …

“Opaco” e “mal estruturado”. Pilotos criticam plano de adesão voluntária da TAP

Esta segunda-feira, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) definiu o programa de medidas voluntárias da TAP como “mal estruturado”, “absolutamente opaco” e com “deficiências de informação”. A direção de recursos humanos da companhia “revela-se …

"Bolsonaro pode estar a preparar guerra civil", temem politólogos

Politólogos ouvidos pelo DN temem que o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, possa estar a preparar uma guerra civil. "Deseja armar a população, confia em poderes paralelos e estimula a indisciplina dos escalões mais baixos …

PRR: PSD quer que Governo conheça todos os contributos entregues na consulta pública

O PSD pediu acesso esta segunda-feira, através do parlamento, à documentação relativa a todos os contributos decorrentes da consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Num requerimento entregue segunda-feira no parlamento e dirigido ao …

Líder do Volt é candidato à Câmara de Lisboa

Tiago Matos Gomes anunciou a sua candidatura à Câmara Municipal de Lisboa. É a primeira vez que o Volt Portugal vai a votos. O líder do recém-criado Volt, Tiago Matos Gomes, é o cabeça de lista …