Passagem do Irma pelas Caraíbas fez pelo menos 25 mortos

O furacão Irma fez, até agora, pelo menos 25 mortos à passagem pelas Caraíbas, segundo números compilados pela agência France-Presse.

O furacão, o mais poderoso registado no Atlântico, já esteve na categoria máxima na escala Saffir-Simpson, 5, já passou para categoria 4 e agora desce para 3, poucas horas antes de tocar terra no sul da Florida. Espera-se que tal aconteça na madrugada de hoje para domingo.

À sua passagem pelas Caraíbas, o Irma fez 10 mortos e 7 desaparecidos nas ilhas francesas, o que eleva para 25 o total de vítimas mortais na região. As restantes vítimas são 6 nas Ilhas Virgens Britânicas, 4 nas Ilhas Virgens Americanas, duas na parte holandesa de Saint-Martin, 2 em Porto Rico e uma em Barbuda.

Além das vítimas mortais, o Irma provocou danos consideráveis nos territórios por onde passou. Em Anguilla, a Agência de Gestão de Emergência em Desastres das Caraíbas, citada pela Associated Press, estima que 90% dos edifícios governamentais e empresariais tenham ficado danificados, assim como 90% das infraestruturas de eletricidade.

Também na ilha de Barbuda, com 1.400 habitantes, a estimativa é que 90% das estruturas tenham ficado danificadas ou destruídas. As ilhas de Saint-Martin e Saint-Barthélemy foram atingidas severamente, com vastos danos em propriedades e infraestruturas.

As autoridades francesas estimam os danos em mais de 1,2 mil milhões de euros e as autoridades holandesas estimam que 70% das habitações ficaram bastante danificadas ou foram destruídas, deixando muitos dos 40 mil residentes dependentes de abrigos públicos, quando se preparam para a chegada do furacão José.

Nas Ilhas Virgens britânicas, a Agência de Gestão de Emergência em Desastres das Caraíbas Britânicas alertou para a necessidade urgente de um reforço de segurança devido aos casos de pilhagens.

Cerca de um milhão de pessoas estavam sem eletricidade em Porto Rico, embora o furacão tenha passado a norte do território. Nas Ilhas Virgens americanas, o hospital de St. Thomas ficou destruído e o porto em ruínas, assim como centenas de residências e dezenas de empresas.

O Irma dirige-se agora para a Florida, nos Estados Unidos, onde as autoridades recomendaram a retirada de sete milhões de habitantes, um terço da população do estado, devido à passagem do furacão.

A divisão de gestão de emergências do estado da Florida anunciou hoje que as autoridades tinham emitido uma combinação de ordens de saída obrigatória e voluntária a 6,3 milhões de residentes, mas o número subiu, entretanto, acrescentando mais 700 mil pessoas, à medida que o furacão girou para ocidente.

O fenómeno deve alcançar o território este domingo. A dimensão e a trajetória da tempestade levaram os responsáveis a ordenar evacuações em ambas as costas da Florida, incluindo alguns dos centros populacionais do estado.

Na região há outros dois fenómenos: no Atlântico, o José é neste momento um furacão de categoria 4, com ventos máximos de 240 quilómetros por hora e movimentando-se a cerca de 20 quilómetros/hora. No entanto, o centro de furacões norte-americano estima que continuará a perder força nos próximos dias.

No Golfo do México, o furacão Katia tocou terra já durante a noite de sexta-feira, a norte de Tecolutla, México, enfraquecendo para o estatuto de “tempestade tropical” e depois para “depressão tropical”.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …