Partido de Dilma Rousseff recebeu 174 milhões de luvas da Petrobras

1

Elza Fiúza / ABr

A presidente do Brasil, candidata do PT, Dilma Rousseff

O ex-gerente de engenharia da petrolífera brasileira Petrobras Pedro José Barusco Filho afirmou que o Partido dos Trabalhadores (PT), da Presidente Dilma Rousseff, recebeu 200 milhões de dólares (174 milhões de euros) de “luvas” de contratos da empresa.

O depoimento, concedido à Polícia Federal em novembro, mas divulgado esta quinta-feira, faz parte de um acordo de delação premiada, ou seja, concessão de informações em troca de possíveis reduções de pena.

Segundo Barusco Filho, o PT recebeu entre 150 e 200 milhões de dólares (entre 130 e 174 milhões de euros) de propina sobre os 90 maiores contratos da Petrobras assinados, entre 2003 e 2013.

O PT negou, em nota oficial, que tenha recebido propina, e afirmou que todas as doações que recebe são “legais e declaradas à Justiça Eleitoral”.

Sobre as declarações de Barusco Filho, o partido já reagiu, considerando que “seguem a mesma linha de outras feitas em processos de delação premiada, e que têm como principal característica a tentativa de envolver o partido em acusações, mas não representam sequer indícios de irregularidade”.

A Operação Lava Jato, da Polícia Federal brasileira, apura desde março de 2014 desvios de dinheiro, corrupção e branqueamento de capitais na Petrobras, com o suposto envolvimento de empreiteiras e políticos.

/Lusa

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE