Parlamento Europeu declara emergência climática

Pietro Naj-Oleari / European Parliament

O Parlamento Europeu declarou estado de emergência climática esta quinta-feira. Além disso, comprometeu-se a baixar a emissão de gases com efeito de estufa em 55% até 2030.

O reconhecimento da emergência climática que se vive nos dias de hoje já atingiu um nível global. O Parlamento Europeu seguiu o exemplo de outros países e declarou estado de emergência climática e ambiental. O objetivo passa agora por baixar a emissão de gases com efeito de estufa em 55% até 2030.

O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, com o Parlamento Europeu a rejeitar a terminologia de “urgência climática” e a optar por usar, em vez disso, “emergência climática”. A resolução foi aprovada com 429 votos a favor, 225 contra e 19 abstenções. Por sua vez, a medida proposta de baixar a emissão de gases com efeito de estufa foi igualmente aprovada com 430 votos a favor, 190 contra e 34 abstenções, segundo informações do jornal Público.

“Lutar contra as alterações climáticas já não é uma opção, mas uma obrigação. Não há tempo a perder, porque o nosso planeta está em risco. Os cientistas estão a dizer-nos que há uma emergência, porque as alterações no clima já estão a ter um impacto negativo, não só na biodiversidade, mas tornando-se já uma ameaça para a humanidade”, disse o presidente dos Socialistas & Democratas, Iratxe Garcia Perez.

O grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia rejubilou-se pela declaração de emergência climática, mas lamentou o facto de “não incluir compromissos precisos ou tangíveis”.

Ainda este mês, mais de 11 mil cientistas declaram o mundo em emergência climática. Os especialistas advertiram que é inevitável um “sofrimento humano sem precedentes” se não existirem mudanças radicais para reduzir os fatores que contribuem para as alterações climáticas.

“Os cientistas têm a obrigação moral de alertar a Humanidade sobre qualquer grande ameaça catastrófica. Com base nas informações que temos, declaramos de forma clara e inequívoca que o planeta Terra enfrenta uma emergência climática“, lê-se no artigo publicado na revista científica BioScience e apresentado como um “manifesto”.

Os cientistas signatários enfatizaram seis objetivos: reforma do setor de energia, redução de poluentes de curto prazo, restauração de ecossistemas, otimização do sistema alimentar, estabelecimento de uma economia livre de dióxido de carbono e uma população humana estável.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo. A Comissão Central de Eleições disse …