O adeus do Reino Unido. Parlamento Europeu aprova Brexit

Stephanie Lecocq / EPA

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Bruxelas, o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia, a última formalidade que faltava para que o ‘Brexit’ se concretize na próxima sexta-feira, 31 de janeiro.

Numa votação em que bastava uma maioria simples dos votos expressos, o Parlamento Europeu “carimbou” a saída do Reino Unido da UE com 621 votos a favor, 49 contra e 13 abstenções.

Três anos e meio depois de o ‘Brexit’ ter sido decidido num referendo por 52% dos eleitores, em junho de 2016, o processo, marcado por sucessivas rejeições do Acordo de Saída pelo parlamento britânico, que finalmente deu o seu aval após a clara vitória do conservador Boris Johnson nas eleições de dezembro passado, chega então ao fim, com a saída do Reino Unido do bloco europeu a concretizar-se na próxima sexta-feira, às 23:00 de Londres (mesma hora em Lisboa, 00:00 de 1 de fevereiro em Bruxelas).

No sábado, 1 de fevereiro, iniciar-se-á o chamado “período de transição”, até 31 de dezembro de 2020, durante o qual as duas partes negociarão a relação futura, já que nesse dia o Reino Unido tornar-se um “país terceiro” para a UE, depois de protagonizar aquele que é o primeiro abandono da história da União Europeia, que passa a contar com 27 Estados-membros.

No debate de despedida, a eurodeputada escocesa dos Verdes, Molly Scott Cato, emocionou-se. “Tenho no coração o sentimento de que um dia voltarei a esta câmara, para celebrar nosso regresso à Europa”, atirou.

“Foi esse o mandato que os eleitores do meu país me entregaram”, disse também a eurodeputada do partido nacionalista escocês, Aileen McLeod, após anunciar o seu voto contra o acordo de saída. Segundo a TSF, houve ainda vários eurodeputados britânicos que se despediram com a expressão francesa “a bientôt!”, que significa “até breve”.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, notou também com pesar a saída dos britânicos: “Nunca deixarão de fazer parte da nossa família”.

“Como presidente da Comissão Europeia, antes de mais quero prestar tributo a todos os britânicos que contribuíram tanto durante quase meio século de pertença do Reino Unido à UE, e penso em todos aqueles que nos ajudaram a criar as nossas instituições, pessoas como o comissário Arthur Cockfield, conhecido como o ‘pai’ do nosso Mercado Único, ou Roy Jenkins, presidente da Comissão Europeia que fez tanto para abrir caminho à nossa moeda única”, disse ainda von der Leyen, citada pelo DN.

A presidente da Comissão Europeia reconheceu ainda que este acordo é o primeiro passo, mas que agora começam as negociações para uma nova parceria. “Eu quero que a União Europeia e o Reino Unido sejam bons amigos e bons parceiros“, confessou.

Momentos após se conhecer a decisão, a líder do grupo dos Socialistas & Democratas, Iratxe García, assim como o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, evocaram a memória de Jo Cox, a deputada britânica, assassinada durante a campanha para o referendo. “Continuaremos a lutar pela Europa que ela morreu a defender”, prometeu García.

O eurodeputado belga Guy Verhofstadt, presidente do grupo de contacto durante todas as negociações do Brexit realçou que “é triste ver sair um país que por duas vezes nos libertou, que por duas vezes deu o próprio sangue para libertar a Europa“.

“Esta votação não é adeus, é apenas um até mais ver”, acrescentou Verhofstadt no fim do seu discurso.

Por sua vez, Nigel Farage, líder do partido responsável pelo Brexit, salienta que este é o “capítulo final, o final do caminho” e que o Reino Unido chegou a um ponto sem retorno, onde não há volta a dar.

Espero que seja o início do fim deste projeto, antidemocrático, que dá às pessoas poder sem elas serem responsabilizadas perante o eleitorado”, disse. Os gritos de felicidade entre os apoiantes do Brexit não se contiveram e ouviram-se dentro da sala.

Michel Barnier, o principal negociador da União Europeia para o Brexit, desejou felicidades ao Reino Unido. “Vamos continuar este ano com o mesmo estado de espírito, defendendo com a maior firmeza os interesses quer da União Europeia, quer dos Estados-membros”, reforçou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pandemia deixa passaporte português mais "forte". É o sexto mais poderoso do mundo

A pandemia desencadeada pelo novo coronavírus oriundo da China (covid-19) tornou o passaporte português mais forte. O documento português subiu uma posição no ranking da Henley Passport Index, estando agora o documento na sexta posição dos …

SAD do Leixões avança para lay-off

A SAD do Leixões propôs ao plantel "que nos próximos três meses, abril incluído, pagaria metade do salário em cada mês, valores que seriam repostos ao longo do trimestre que se seguiria". O plantel do Leixões, …

Rui Pinto colocado em prisão domiciliária

O hacker Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do caso Luanda Leaks, foi colocado em prisão domiciliária esta quarta-feira. Rui Pinto, que estava em prisão preventiva desde 22 de março de 2019, …

Detidas 33 pessoas desde a renovação do estado de emergência

A PSP e a GNR detiveram, até terça-feira, 33 pessoas pelo crime de desobediência desde 3 de abril, totalizando 141 as detenções feitas desde o início do estado de emergência, indicou o Ministério da Administração …

Bruxelas disponibiliza 300 milhões de euros a pequenas e médias empresas para alavancar investimentos

O programa "Escalar" disponibiliza 300 milhões de euros, através do Fundo Europeu de Investimento, para apoiar investimentos de pequenas e médias empresas "promissoras" que queiram crescer. A Comissão Europeia anunciou que vai disponibilizar 300 milhões de …

Maçonaria cancela eleições e proíbe rituais em sessões virtuais

A pandemia de Covid-19 levou o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, Fernando Lima, a principal obediência maçónica em Portugal, a cancelar as eleições e a proibir os encontros com rituais maçónicos 'online', visto que …

Mourinho quebra regras e assume que errou ao ir treinar com Ndombele

Fotografias e vídeos divulgados nas redes sociais mostram José Mourinho e os jogadores do Tottenham a treinar juntos e a violar as regras de segurança impostas devido ao surto do novo coronavírus. O Tottenham, treinado por …

Rússia bate recordes de infeções diárias. Em Itália, o número de mortes voltou a diminuir

Há três dias consecutivas que o número de novos casos bate recordes de crescimento na Rússia. Já em Itália, o número de mortes voltou a diminuir esta quarta-feira. Pelo terceiro dia consecutivo, o crescimento de número …

Governo prepara apoios aos media "à medida das televisões"

O Governo está a preparar medidas de apoio aos meios de comunicação social, gravemente afetados pela crise causada pela pandemia de Covid-19. Contudo, como considerou o administrador da Global Media Group, Afonso Camões, citado pelo Dinheiro Vivo, tudo …

Archewell. Harry e Meghan registam a sua nova marca

O príncipe Harry e Meghan Markle registaram a sua nova marca, uma fundação sem fins lucrativos chamada Archewell. De acordo com o jornal britânico The Guardian, que cita registos datados de 3 de março, a marca …