Parlamento aprova mudança de género aos 16 anos

António Cotrim / Lusa

A Assembleia da República aprovou, esta sexta-feira, um diploma que permite a mudança de género a partir dos 16 anos, sem relatório médico.

O diploma aprovado hoje no Parlamento teve os votos favoráveis do PS, BE, PEV e PAN, votos contra do PSD e CDS-PP e abstenção do PCP.

A deputada social-democrata Teresa Leal Coelho, ex-candidata à Câmara de Lisboa, também votou a favor da mudança da lei, violando a disciplina de voto contra no seu partido.A votação foi aplaudida no plenário e por cidadãos presentes nas galerias.

É um momento histórico. O grupo parlamentar do PS assume a responsabilidade de continuar a fazer este caminho na luta de Direitos Humanos”, afirmou a deputada Isabel Moreira, citada pelo Expresso.

“Podíamos ter ido mais longe mas este é um avanço extraordinário“, disse também Sandra Cunha, autora do projeto lei do Bloco, numa alusão às propostas que ficaram para trás, como a mudança antes dos 16 anos e a possibilidade de imigrantes e requerentes de asilo também poderem mudar de género e de nome no cartão do cidadão.

“É uma questão de respeito pela dignidade da vida e das pessoas transexuais”, afirmou, por sua vez, a deputada do Os Verdes, Heloísa Apolónia, também citada pelo semanário.

De acordo com uma contagem feita pela mesa da Assembleia da República, votaram a favor 109 deputados e contra 106, uma vez que, como não foi requerida a votação uninominal, foi contabilizada a totalidade dos parlamentares por bancada, apesar de não estarem presentes a totalidade dos deputados.

O texto final, que resulta de uma proposta do Governo e de projetos do BE e PAN, vai permitir que maiores de 16 anos possam alterar o seu género e nome próprio no registo civil, apenas mediante requerimento e sem necessidade de recorrer a qualquer relatório médico. Entre os 16 e os 18 anos, este procedimento terá de ser autorizado pelos representantes legais.

O diploma proíbe ainda, “salvo em situações de comprovado risco para a saúde”, intervenções cirúrgicas ou farmacológicas que impliquem alterações do corpo ou características sexuais dos bebés e crianças intersexo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Isto vai ser lindo vai…agora quando pensam que a “nora” que teem em casa de olhos azuis…afinal era um “genro”…tantos anos a descontar para segurança social, para muita das vezes para ir ao medico ficar na lista de espera de meses…e o que estes “iluminados” andam a aprovar nos tempos livres sao estas leis…deviam ser obrigados a ter uma lista publica com os nomes de que quer alterar seu “genero”…digo eu!!

  2. Valia mais aprovar um aumento maior nas reformas de miséria do que 4 a 10 euros que pretendem dar em agôsto, e solucionar os problemas da saúde, do que andarem com estas badalhoquices e taradices da trêta…..cambada de inúteis.

  3. Agora que os problemas de género estão resolvidos é hora do cartão da cidadania.
    Os verdadeiros problemas dos Portugueses! É isto que aflige diariamente os Portugueses.

    E se um jovem de 16 anos considerar que nasceu no corpo errado mas que também não se sente uma mulher, mas antes um cavalo. É possível mudar para cavalo? Fica a dúvida.

RESPONDER

"Relação estava cristalizada". PS satisfeito com retoma do "diálogo cordial" com CDS

O presidente do PS saudou, esta terça-feira, a "retoma" de um relacionamento "cordial" com a nova direção do CDS-PP em torno de matérias de interesse nacional, considerando que se verificou uma transição e acabou uma …

Ministra espanhola não pensa "nem um segundo" em substituir Centeno

A ministra dos Assuntos Económicos de Espanha, Nadia Calviño, assegurou que não dedica “nem um segundo” a pensar numa candidatura à presidência do Eurogrupo, apontando que Mário Centeno “está a fazer um excelente trabalho”. A cerca …

Grupo alemão de extrema-direita tinha planos "assustadores" para atacar mesquitas

Um grupo alemão de extrema-direita, em que 12 elementos foram detidos na semana passada, é suspeito de planear ataques em larga escala "assustadores e chocantes" contra muçulmanos, semelhantes aos realizados na Nova Zelândia no ano …

Novo Banco deverá pedir perto de mil milhões de euros ao Fundo de Resolução

O Novo Banco prepara-se para pedir uma nova injeção ao Fundo de Resolução a rondar os mil milhões de euros. Com este montante, o banco atinge o teto definido na venda ao fundo Lone Star. O …

"Nunca tive um processo como este". Juiz Carlos Alexandre "surpreendido" com o caso Tancos

O juiz Carlos Alexandre assumiu, em pleno tribunal, estar "surpreendido" com os meandros que envolvem ocaso de Tancos. "Nunca tive um processo como este", terá desabafado em mais uma audiência, notando que o caso "mostra …

Maduro anuncia exercícios militares permanentes e de surpresa

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou esta terça-feira que o país fará exercícios militares "de surpresa" e de maneira permanente, em manobras que poderão incluir centenas de milhares de membros da Força Armada Nacional Bolivariana …

Bolsonaro recebe Jorge Jesus, mas muitos não gostaram da fotografia

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, recebeu esta segunda-feira, em Brasília, o treinador português Jorge Jesus, após ter conquistado no domingo a Supertaça ao serviço do Flamengo. Depois de, no domingo, ter conquistado a Supertaça ao serviço …

Cientistas encontram 300 vírus "enormes" com habilidades estranhas

Uma equipa de investigadores identificou 300 novos vírus "enormes" com habilidades estranhas encontrados em vários ambientes. Estes podem causar doenças nos seres humanos. Os vírus têm sido um tema habitual ultimamente, abrindo jornais e deixando a …

Seguro de saúde específico para britânicos visa "mitigar" consequências do Brexit

Com o objetivo de minimizar o impacto do 'Brexit' no turismo, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, informou que estão em curso estratégias para "mitigar as consequências" e encorajar os "turistas a continuar a …

Já foram identificados alguns dos adeptos que insultaram Marega. Arriscam prisão até 5 anos

A Polícia de Segurança Pública (PSP) já identificou alguns dos adeptos que estiveram envolvidos nos insultos racistas ao jogador Moussa Marega, do FC Porto, durante o jogo no Estádio do Vitória de Guimarães. Arriscam penas …