Paris exige multa milionária ao Airbnb por “alugueres selvagens”

Paris entrou na Justiça contra a plataforma de aluguer temporário de casas e quartos Airbnb, exigindo que a empresa pague uma multa de 12,5 milhões de euros por oferecer hospedagem de maneira ilegal na capital francesa.

“Não podemos aceitar que o Airbnb e outros não respeitem a lei. Os nossos agentes de controlo contabilizaram mil anúncios ilegais, cada um passível de uma multa de 12,5 mil euros”, declarou a responsável parisiense, Anne Hidalgo, ao Le Journal du Dimanche este domingo.

Hidalgo explicou que o objetivo da multa, que descreveu como recorde, é “acabar com os alugueres selvagens que descaracterizam alguns bairros de Paris”.

Apesar de dizer não ter nada contra o facto de parisienses alugarem os seus apartamentos por alguns dias no ano para pagarem as contas, a responsável considerou que “o problema são os proprietários de vários imóveis que alugam apartamentos a turistas durante o ano inteiro sem declará-los”, assim como as “plataformas cúmplices” que acolhem tais anúncios.

A capital francesa sustenta-se na lei de habitação aprovada em dezembro de 2018 e conhecida como lei Elan, que estipula sanções contra as plataformas de Internet que publicam anúncios ilegais. A lei limita o aluguer de uma residência a 120 dias por ano e exige que o imóvel tenha um número de registo na capital.

As autoridades parisienses entraram com uma ação na Justiça contra o Airbnb na última sexta-feira, segundo documentos aos quais a agência de notícias AFP teve acesso, confirmando as informações noticiadas pelo Le Journal du Dimanche.

O Airbnb assegurou à AFP já ter tomado medidas adequadas para “ajudar os hóspedes parisienses a alugar o seu alojamento em conformidade com as regras aplicáveis e em conformidade com a regulamentação europeia”.

A empresa considera que os regulamentos implementados em Paris são “ineficazes, desproporcionais e contrários aos regulamentos europeus“, segundo os quais a plataforma não poderia “vigiar de forma contínua” a atividade dos seus usuários.

A companhia disse esperar poder trabalhar com todos os envolvidos em busca de “soluções verdadeiramente adaptadas às cidades francesas e aos seus habitantes”. Hidalgo, por sua vez, afirmou não querer que Paris acabe como Veneza ou Barcelona, “onde a população está contra os visitantes”.

Esta não é a primeira vez que Paris leva o Airbnb à Justiça. A 5 de março deve ser proferida a decisão sobre um processo no qual a cidade pede que a plataforma retire os anúncios que não seguem as regras impostas pela legislação da cidade.

De acordo com dados municipais, 26 mil casas no centro da capital francesa anunciadas no Airbnb há alguns meses desapareceram do mercado de alugueres clássico. Além disso, a população parisiense está a diminuir, especialmente nos bairros mais procurados por turistas, segundo levantamentos do governo.

PARTILHAR

RESPONDER

Os portugueses dormem pouco e mal

Os portugueses estão a descansar poucas horas, dormindo em média menos de seis horas diárias, com reflexos negativos na vida ativa e social, disse esta sexta-feira o presidente da Associação Portuguesa do Sono (APS), Joaquim …

Vaticano destitui ex-cardeal dos Estados Unidos por acusações de abusos sexuais

A Congregação para a Doutrina da Fé expulsou do sacerdócio o ex-cardeal e arcebispo emérito de Washington Theodore McCarrick depois de este ser acusado de abusos sexuais de menores e seminaristas, anunciou o Vaticano. Num comunicado, …

Maré de água suja atingiu a já debilitada Grande Barreira de Coral

Um enorme manto de água poluída oriunda das recentes inundações que se registaram no nordeste da Austrália penetrou em partes da já debilitada Grande Barreira de Coral, o maior recife de coral do mundo. Estas camadas …

É oficial: Pedro Marques é o cabeça-de-lista socialista às europeias

O atual ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, é o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias. Era uma notícia já avançada por vários órgãos de comunicação social e hoje António Costa confirmou-a. …

Governo espanhol aprova ordem de exumação de Franco

O Governo espanhol aprovou a ordem para exumar o ditador Francisco Franco do seu atual lugar de enterro, o monumento do Vale dos Caídos, medida à qual a família ainda se opõe. Os familiares de Franco …

Sonda da NASA aperta órbita em preparação para a missão Marte 2020

A missão MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) da agência espacial norte-americana, já com 4 anos, está a embarcar numa nova campanha para apertar a sua órbita em torno de Marte. A operação vai reduzir …

Trump precisa de oito milhões de dólares para o muro e a Casa Branca explica onde os vai buscar

A Casa Branca identificou esta sexta-feira os fundos federais que serão utilizados pela administração de Donald Trump para conseguir financiar a construção do muro na fronteira com o México. O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira estado …

Desativação de bomba da II Guerra Mundial paralisa e evacua Paris

Mais de mil moradores e trabalhadores evacuados, comboios urbanos, nacionais e internacionais cancelados, estradas fechadas, rotas de autocarro desviadas e pelo menos uma estação de metro encerrada em Paris. Também o bairro de porte de La …

Pouco se sabe sobre a morte de Khashoggi. Mas há um homem que diz ter muito para contar

Neste momento, as informações aparecem a conta-gotas. Foi a estratégia usada pelas autoridades turcas, desde o primeiro momento, para gerir a forma como revelaram informações sobre o assassinato de Jamal Khashoggi. Khashoggi morreu dentro do consulado …

Enfermeiros marcam greve nacional para 8 de março

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) vai decretar greve nacional para dia 8 de março, para permitir a participação dos profissionais numa marcha em homenagem à enfermagem que está programada para Lisboa. O anúncio foi …