Paquistão compara situação na Caxemira a ascensão do nazismo

Shahzaib Akber / EPA

O primeiro-ministro do Paquistão afirmou que a inércia da comunidade internacional face aos acontecimentos em Caxemira lembra o silêncio sobre a ascensão do nazismo e o aparecimento de Hitler na Alemanha nos anos 1930.

“O recolher obrigatório, a repressão e o genocídio iminente dos habitantes de Caxemira na zona ocupada pela Índia ocorrem exatamente de acordo com a ideologia do RSS que foi inspirado pela ideologia nazi”, escreveu Imran Khan na rede social Twitter.

O RSS ou Rashtriya Swayamsevak Sangh (Corpo Voluntário Nacional) é um movimento paramilitar ultranacionalista hindu. Os seus críticos designam-no de movimento fascista antimuçulmano. “Há uma tentativa de mudar a demografia de Caxemira através da limpeza étnica”, acusou o chefe do governo paquistanês. “A questão que se põe é: o mundo vai ver e mostrar-se conciliatório como foi com Hitler?”, questionou Khan.

O território de Caxemira, localizado nos Himalaias, é controlado em cerca de dois terços pela Índia (maioritariamente hindu) e em 37% pelo Paquistão (muçulmano, tal como a maioria dos habitantes de Caxemira).

Criado em 1952, o RSS é considerado o mentor ideológico do BJP (Bharatiya Janata Party, Partido do Povo Indiano), formação do atual primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, que na juventude integrou o movimento. O RSS foi proibido diversas vezes desde a independência da Índia em 1947, nomeadamente após o assassínio em 1948 de Mahatma Gandhi por um dos seus antigos membros, que acusava o ativista de simpatias muçulmanas. Também foi interdito após ter incitado à destruição em 1992 da mesquita de Babri, que levou a tumultos terríveis.

“Temo que esta ideologia da supremacia hindu do RSS, como a supremacia ariana dos nazis, não pare no Caxemira ocupado pela Índia”, disse Khan, adiantando recear pela “supressão dos muçulmanos na Índia” e que o Paquistão seja também tomado como alvo.

O governo indiano anunciou na segunda-feira a revogação da autonomia constitucional do Estado de Jammu-Caxemira, medida explosiva que visa colocar a região sob uma tutela mais direta de Nova Deli e que o Paquistão considerou “ilegal”. As duas potências nucleares do sul da Ásia já travaram duas guerras pelo controlo de Caxemira. Desde 1948, uma resolução da ONU prevê a organização de um referendo de autodeterminação em Caxemira, que se mantêm letra morta face à oposição de Nova Deli.

Diferentes grupos separatistas combatem, há décadas, a presença de cerca de 500 mil soldados indianos na região de Jammu-Caxemira, para exigir a independência do território ou a integração no Paquistão. Dezenas de milhares de pessoas, na grande maioria civis, já morreram no conflito. Desde que a revogação do seu estatuto foi anunciada, que a Caxemira indiana vive num “colete de forças”, com a proibição de concentrações, o corte de comunicações e o reforço das forças de segurança indianas.

Segundo a imprensa indiana, pelo menos 500 pessoas foram detidas esta semana em Jammu-Caxemira.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …

Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas. Numa altura em que as alterações climáticas …

China inaugurou o comboio mais rápido do mundo

O comboio-bala maglev, que pode atingir uma velocidade de 600 quilómetros por hora, fez a sua estreia em Qingdao, na China, esta semana. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, este comboio-bala maglev foi desenvolvido pela …