Pandemia valoriza preço dos alimentos e impulsiona exportações do Brasil

Setores do agronegócio do Brasil têm beneficiado com a alta nos preços das exportações, que dispararam no meio da pandemia devido à forte desvalorização da moeda local e do aumento da demanda por alimentos na China.

Do café à soja, o aumento da procura dentro e fora do Brasil tem levado os preços das matérias-primas a valores recordes no país, onde a agroindústria corresponde a 21,4% do Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), instituição de pesquisa associada à Universidade de São Paulo, o comportamento dos mercados de soja, milho, arroz e café chamou atenção especial neste ano, após os preços atingirem recordes seguidos.

O preço da soja, principal produto de exportação do Brasil e que correspondeu a 18,5% do resultado da balança comercial entre janeiro e agosto, subiu 55% nos últimos doze meses em termos nominais, superando nos últimos dias o montante de 137,76 reais (22,19 euros) por 60 quilos.

O presidente da Associação Brasileira da Soja (Abrass), Tiago Fonseca, explicou à Efe que esse aumento está relacionado principalmente com a forte desvalorização da moeda brasileira, o real, que já perdeu cerca de 35% do seu valor face ao dólar no ano e criou um ambiente mais vantajoso às exportações.

“Houve uma valorização significativa do dólar e isso gerou um aumento nas exportações, já que os preços ficaram mais atrativos tanto para o produtor, quanto para o comprador”, afirmou Fonseca.

Os preços do arroz e do café também sofreram altas vertiginosas para ampliar as reservas internacionais de alimentos, uma das consequências da crise da pandemia de Covid-19.

Segundo o Cepea, os preços do arroz, que estavam nos seus máximos nominais desde o início do ano, atingiram recorde em agosto (73,05 reais ou 11,77 euros a saca de 50 quilos) por ultrapassar o valor máximo registado em 2008 de 71, 59 reais (ou 11,53 euros na cotação atual).

Por sua vez, o setor cafeeiro brasileiro viu o preço do grão arábica – preferência internacional – subir quase 45% nos últimos 12 meses, também em termos nominais.

“Nos últimos três anos tivemos preços do café muito baixos internacionalmente. Mas desde o ano passado começamos a recuperar”, disse Nelson Carvalhaes, presidente do Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé).

Carvalhaes atribuiu a alta dos preços à recuperação dos preços dos grãos nas bolsas de Nova York e de Londres e à “intensa desvalorização do real” registada neste ano.

Além do aumento da procura, os problemas vividos nos demais países produtores também contribuíram para o bom desempenho do agronegócio brasileiro nos últimos meses, que cresceu 0,4% no segundo trimestre do ano, enquanto o PIB consolidado baixou 9,7%.

O bom desempenho do setor durante a crise económica causada pela pandemia tem sido impulsionado principalmente pelo café e pela soja.

Somente entre janeiro e agosto o Brasil já exportou mais soja do que em todo o ano passado. Foram 75,4 milhões de toneladas embarcadas nos primeiros oito meses de 2020 ante 72,5 milhões de toneladas exportadas em 2019, segundo dados da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec).

O diretor da Anec, Sérgio Mendes, não descarta que o país poderá até bater o recorde de 82,8 milhões de toneladas enviadas para o exterior em 2018.

“Acho que vamos chegar bem perto desse volume. Não sei se haverá tanta soja para quebrar esse recorde, mas estaremos muito perto e podemos alcançá-lo”, disse Mendes.

Para a Anec, a demanda da China durante a pandemia impulsionou o mercado internacional de soja e continua a mantê-lo aquecido. E, com cerca de 55 milhões de toneladas compradas, a nação asiática respondeu por 74% do total dos grãos vendidos pelo Brasil até agosto.

A intenção da China de aumentar ainda mais suas reservas para garantir maior segurança alimentar também influenciou a alta dos preços dos cereais nos últimos meses.

“A China é nosso principal parceiro comercial. Ela cresceu muito desde 2005, entendeu a importância desse grão e viu a qualidade da produção brasileira”, concluiu o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja, Bartolomeu Braz Pereira.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas que enfrentam bem a manhã são mais saudáveis (e trabalham melhor)

Vários estudos têm demonstrado que algumas pessoas enfrentam as manhãs de forma naturalmente melhor, o que faz com que tenham um conjunto de diferenças cerebrais que as tornam mais felizes quando acordam. Por outro lado, as …

Cavalos, elefantes e peixes. Circo alemão substitui animais por hologramas gigantes

Após muitas críticas e polémicas à volta do uso de animais em circos, o Circo Roncalli decidiu substituí-los por hologramas, tornando-se o pioneiro nesta abordagem futurista. Os circos têm uma história polémica devido ao facto de …

FC Porto 2-3 SC Braga | Vitória no Dragão leva Braga à final da Taça

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 3-2, em jogo da segunda mão da meia-final da Taça da Portugal de futebol, e garantiu um lugar na final da competição. Depois do empate (1-1) …

Mona Lisa: a cadeira escondida que transforma o significado da obra de Da Vinci

O quadro da autoria de Leonardo Da Vinci é a obra de arte mais famosa do mundo. Contudo, há um detalhe que tem passado despercebido: a cadeira onde a misteriosa mulher está sentada. Escondida, mas …

"Projeto Xueliang". O plano chinês para fiscalizar 100% do espaço público

O "Projeto Xueliang" da China tem como objetivo fiscalizar a totalidade do espaço público, transformando vizinhos em agentes de vigilância do Estado. Em 2016, o município de Pingyi, localizado sete horas a norte de Shangai, tinha …

Há quem tome medicamento para cavalos para tratar covid-19, podendo envenenar-se acidentalmente

A pandemia de covid-19 gerou uma série de desinformações, algumas levando as pessoas a tomar medicamentos não prescritos para tratamento da doença, colocando em risco a sua saúde. Quando a cloroquina, medicamento para tratar a malária, …

Parece o "Batmóvel", é movido a energia solar e pode ser produzido em massa

A Aptera Motors está a preparar-se para lançar o primeiro automóvel movido a energia solar a ser produzido em massa até ao final do ano. A Aptera Motors, uma empresa norte-americana, apresentou recentemente o primeiro carro …

George Floyd. Minneapolis ia contratar influencers para combater desinformação durante julgamento de Derek Chauvin

A cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, planeava contratar seis influencers para ajudar a partilhar informações durante o julgamento de Derek Chauvin, o ex-polícia acusado de assassinar George Floyd. De acordo com a CNN, o plano …

Imagens revelam que a Coreia do Norte oculta local onde armazena armas nucleares. EUA planeiam agir

As imagens de satélite mostram que a Coreia do Norte tomou medidas para ocultar uma instalação, que as agências de inteligência dos EUA acreditam estar a ser usada para armazenar armas nucleares. A situação fez …

Antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi recebeu envelope com duas balas

O antigo chefe do governo italiano Matteo Renzi recebeu, esta quarta-feira, um envelope com duas balas no interior, uma ameaça imediatamente denunciada por toda a classe política. O envelope foi entregue diretamente na sede do Senado, …