Pandemia está a ter uma evolução “extremamente rápida” em África

United Nations Photo / Flickr

Há dez dias, apenas cinco países tinham detetado infeções pelo novo coronavírus. Neste momento, já foram confirmados cerca de 650 casos em 34 países.

A diretora da Organização Mundial de Saúde (OMS) para África disse, esta quinta-feira, que a pandemia de Covid-19 está a ter uma “evolução extremamente rápida” no continente, numa altura em que crescem os receios de uma nova frente alarmante da doença.

Há dez dias apenas cinco países tinham detetado infeções pelo novo coronavírus. No entanto, neste momento, segundo avançou Matshidiso Moeti, ​cerca de 650 casos já foram confirmados em 34 países. O primeiro caso na África Subsaariana foi anunciado a 28 de fevereiro: “É uma evolução extremamente rápida.”

Matshidiso Moeti falava aos jornalistas durante um briefing conjunto com o Fórum Económico Mundial e em que participaram representantes da OMS do Senegal e da África do Sul, um dos principais países afetados. A responsável da agência da Nações Unidas para a saúde disse não acreditar que existam muitas pessoas infetadas sem serem diagnosticadas, no entanto admitiu que a escassez de testes é um desafio.

De acordo com o Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças (CDC) da União Africana, 43 dos 55 Estados da organização têm agora capacidade para a realização de testes, comparado com os dois países com esta capacidade quando o surto começou.

Moeti manifestou igualmente preocupação com as restrições às viagens e seu impacto na capacidade de fornecimento dos bens, medicamentos e equipamentos necessários. “A OMS está a considerar a abertura de corredores humanitários”, disse.

Esta quarta-feira, mais países africanos anunciaram o fecho de fronteiras numa altura em que aumentam os receios de que a transmissão local possa tornar o continente de 1,3 mil milhões de pessoas numa nova e alarmante frente da pandemia. O Senegal fechou o seu espaço aéreo, enquanto que a Angola e os Camarões encerraram as fronteiras aéreas, terrestres e marítimas. O Ruanda suspendeu os voos comerciais durante um mês e as Maurícias fecharam as fronteiras após o anúncio do primeiro caso.

Na África do Sul, onde os casos passaram de 116 para 150, foram aprovadas restrições para os locais de venda de bebidas. O país anunciou também a reparação e extensão de uma vedação na sua fronteira com o Zimbabué, numa tentativa de impedir a propagação do novo coronavírus.

O Chade anunciou o seu primeiro caso e a Mauritânia impôs o recolher obrigatório entre as 20h e as 06h horas e fechou cafés e restaurantes. A Nigéria, o país mais populoso de África, decidiu fechar as escolas e todos os eventos religiosos serão restringidos em Lagos, metrópole com mais de 20 milhões de habitantes.

Apesar da pressão das populações para a realização de testes, o diretor do CDC África, John Nkengasong, alertou que o simples facto de fazer o teste não deve deixar ninguém descansado. “Se for testado hoje não quer dizer que não seja infetado amanhã”, alertou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Miranda do Corvo decreta três dias de luto municipal por morte de bombeiro

A Câmara de Mirando do Corvo decretou três dias de luto municipal em memória do bombeiro da corporação de voluntários da vila José Augusto Dias Fernandes, que morreu no sábado, durante o combate a um …

Bill Gates pede que medicamento para a covid-19 vá para os mais necessitados (e não para o "maior apostador")

O co-fundador da Microsoft Bill Gates pediu esta semana que os medicamentos e uma eventual vacina que possa surgir para a covid-19 sejam disponibilizados para quem mais precisa, e não para o "maior apostador". Citado pela …

Dois (ou três) jogadores do Flamengo podem chegar ao Benfica à boleia de Jesus

Os jogadores do Flamengo Gerson e Bruno Henrique podem chegar ao Benfica à boleia de Jorge Jesus, que tem sido apontado à Luz para suceder a Bruno Lage. Apesar de já se ter noticiado a …

Ensino Superior tem 2.370 vagas para alunos do profissional

O próximo ano letivo terá 2.370 vagas no Ensino Superior direcionadas para alunos do ensino profissional, avança o jornal Público este sábado, detalhando que, ao todo, 456 licenciaturas. As vagas em causa fazem parte do …

Horta Osório não exclui regresso a Portugal (e trabalhar fora da banca)

António Horta Osório, que em breve vai deixar a presidência executiva do banco britânico Lloyds, não exclui um regresso a Portugal no seu futuro profissional. “O meu futuro profissional [pós-Lloyds] está totalmente em aberto e …

Parede de estação de comboio na Polónia escondia carta escrita por trabalhadores forçados da 2ª Guerra

Uma carta escrita por dois trabalhadores forçados durante a II Guerra Mundial foi encontrada dentro de uma garrafa escondida na estação de comboios de Nowe Skalmierzyce, um cidade na Polónia. A carta foi descoberta por trabalhadores durante …

No século XVIII, um em cada cinco londrinos tinha contraído sífilis até aos seus 35 anos

Há 250 anos, pelo menos um em cada cinco londrinos tinha contraído "a varíola" (sífilis), causada pela bactéria Treponema pallidum, até aos seus 35 anos. Este estudo, com base em registos de internação, relatórios de inspeção e …

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …