A paciência do Irão esgotou-se. Reunião em Viena vai ser decisiva

(h) rouhani.ir

O Irão advertiu que a sua paciência em relação à questão do acordo nuclear de 2015 “terminou”, considerando “decisivo” o resultado da reunião dos signatários do pacto que decorre esta sexta-feira em Viena.

“Esta reunião é importante e decisiva. Pensamos que nesta reunião se determinará a decisão final sobre o destino do JCPOA (Plano Integral de Ação Conjunta, designação do pacto) e a questão da permanência ou não permanência do Irão no acordo”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Abbas Mussavi, à imprensa durante uma cerimónia para assinalar o 32.º aniversário do bombardeamento químico da localidade de Sardasht (noroeste) pelo Iraque.

O acordo assinado com os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e China) e a Alemanha estabelece limites ao programa nuclear iraniano em troca do levantamento das sanções internacionais.

Há um ano, os Estados Unidos abandonaram unilateralmente o pacto, restabelecendo sanções que arruínam a economia do Irão, e as medidas adotadas até agora pela Europa em contraponto não têm sido eficazes.

Teerão anunciou que deixaria de respeitar dois dos seus compromissos no âmbito do acordo, renunciando a limitar as suas reservas de água pesada e de urânio enriquecido.

Deu ainda um prazo de 60 dias, que terminava a 7 de junho, para os Estados ainda signatários o ajudarem a contornar as sanções norte-americanas, ameaçando em caso contrário deixar de respeitar as restrições do acordo sobre o grau de enriquecimento de urânio e retomar o projeto de construção de um reator de água pesada em Arak.

“Sentimos que a paciência da República Islâmica do Irão para o cumprimento unilateral deste acordo multilateral se está a esgotar”, advertiu Mussavi. “Caso nesta reunião se consigam resultados tangíveis e bons e as outras partes cumpram com os seus compromissos e apliquem o que até agora deveriam ter aplicado existirá a possibilidade de manter o JCPOA, um acordo multilateral que é proveitoso para a região e o mundo”.

Adiantou que em caso contrário, a existência do pacto estará em risco e uma das opções do Irão será retirar-se do acordo.

A reunião de acompanhamento da aplicação do acordo, presidida pela Alta Representante da União Europeia para a Política Externa, Federica Mogherini, conta com a participação da Alemanha, França, Reino Unido China, Rússia e Irão.

“Se virmos que o que dizem (os restantes signatários) é o costume e repetitivo, a existência do JCPOA estará em risco”, disse ainda Mussavi, indicando que “a retirada do Irão” do acordo “será uma das opções”.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal "tem nível de rendimentos baixíssimo". Muitos municípios que perdem população desde o final II Guerra

Portugal tem municípios que perdem população desde o final da II Guerra Mundial e dificilmente fenómenos como o teletrabalho irão alterar esta paisagem, na opinião do geógrafo Álvaro Domingues, da Universidade do Porto. Em entrevista à …

Gestora em teletrabalho esqueceu-se da filha no carro. Bebé encontrada sem vida sete horas depois

Maria Pilar, uma bebé de dois anos, morreu esta sexta-feira, depois de ter ficado esquecida dentro do carro durante cerca de sete horas. A menina de dois anos esteve cerca de sete horas dentro do carro, …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Cimeira Social cheia de boas intenções deixa factura de um milhão de euros (e "erro" na comida da PSP)

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia comprometeram-se, na Cimeira Social do Porto, a "trabalhar em prol de uma Europa social". Mas o evento deixa uma polémica com as refeições distribuídas aos …

Alfredo Casimiro contrata Banco Nomura para vender 50,1% da Groundforce

O principal acionista da Groundforce anunciou este sábado, em comunicado, ter contratado o banco Nomura para assessorar a venda da participação de 50,1% da Pasogal na empresa de handling Groundforce, e pediu "especial atenção" ao …

Transferência para o Wolves. Diogo Jota recorda palavras de Jorge Mendes: "Vês como eu tinha razão?"

Diogo Jota, atual avançado do Liverpool, recuou no tempo e enfatizou a importância de Jorge Mendes na progressão da sua carreira. O avançado internacional português, que se transferiu esta temporada para o Liverpool, trocou o Atlético …

Um total de 19.359 agregados pagaram adicional de solidariedade do IRS

Entre o Continente e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira são 19.359 os agregados com rendimento coletável acima dos 80 mil euros e que, por esse motivo, foram chamados a pagar taxa adicional …

Resort Zmar

Imigrantes já começaram a ser retirados do Zmar (e os donos de casas podem ter de as desmontar)

Os primeiros imigrantes realojados no empreendimento turístico Zmar, em Odemira (Beja), já começaram a ser retirados do local, após a decisão do tribunal contra a requisição civil do Governo. E enquanto se pede a demissão …

Índia ultrapassa quatro mil mortos num só dia. Cuba vai imunizar população com vacinas nacionais

A Índia registou mais de quatro mil mortes associadas à covid-19 num só dia e o Brasil contabilizou 2.165 óbitos nas últimas 24 horas. Em contraste, Cuba vai começar a vacinar a população contra a …

Boris Johnson diz que não haverá novo referendo de independência na Escócia

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recusou hoje qualquer possibilidade de realizar um novo referendo de independência na Escócia, mesmo que o Partido Nacional Escocês (SNP) obtenha maioria absoluta no parlamento regional. “Acho que um referendo no …

Associação dos Árbitros apresenta queixa contra Benfica, Jesus, Grimaldo e Otamendi

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) apresentou uma queixa contra o Benfica, Jorge Jesus, Grimaldo e Otamendi, por causa das declarações proferidas após o jogo com o FC Porto. A notícia de que a …