Osaka corta relações com São Francisco por causa de estátua de escravas sexuais

John G. Mabanglo / EPA

Estátua em homenagem às “mulheres de conforto” colocada na Praça Saint Mary, no bairro de Chinatown em São Francisco

A cidade japonesa de Osaka ameaça cortar laços com São Francisco, depois de a cidade norte-americana ter aprovado a colocação de uma estátua em homenagem às “mulheres de conforto”.

Osaka e São Francisco, cidades geminadas há 60 anos, estão prestes a cortar relações. O presidente da câmara de São Francisco, Edwin M. Lee, aprovou a colocação de uma estátua, em setembro, em homenagem às mulheres que foram escravas sexuais do exército nipónico, antes e durante a Segunda Guerra Mundial.

O lado japonês não terá gostado e, na sexta-feira, o chefe de gabinete do governo japonês, Yoshihide Suga, afirmou que “a colocação de monumentos de ‘mulheres de conforto’ nos EUA e noutros países vai contra a posição de arrependimento que o Japão tem sobre o assunto”.

O governador da cidade japonesa de Osaka, Hirofumi Yoshimura, anunciou que iria pôr fim aos laços que tinha com a cidade americana de São Francisco, alegando que a confiança mútua “foi completamente destruída“. O governo de Osaka pretende enviar uma notificação formal a São Francisco em dezembro.

A estátua está colocada na Praça Saint Mary, no bairro de Chinatown em São Francisco. Segundo o Expresso, representa uma mulher coreana, uma chinesa e uma filipina, que estão de pé, com as mãos dadas, sob o olhar atento de Kim Hak-sun. A estátua retrata as jovens recrutadas pelo exército japonês para prestar serviços sexuais aos soldados.

A sul coreana Kim Hak-sun, que faleceu em 1997, foi uma defensora dos Direitos Humanos e a primeira mulher a dar o testemunho sobre a sua experiência como “mulher de conforto”, durante a ocupação japonesa na Coreia.

John G. Mabanglo / EPA

Kim Hak-sun representada na praça Saint Mary, em São Francisco

Cerca de 200 mil mulheres, principalmente coreanas e chinesas, foram forçadas a ser escravas sexuais, entre o início dos anos 30 e o fim da Segunda Guerra Mundial.

O Japão negou durante anos o sistema de escravidão sexual militar, até 1993, ano em que várias mulheres começaram a denunciar os abusos a que tinham sido sujeitas. O Japão pediu desculpa pelo sucedido.

Desde essa altura, dezenas de estátuas foram construídas em homenagem às “mulheres de conforto” em países como a Alemanha, Austrália e agora os EUA.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. «o chefe de gabinete do governo japonês, Yoshihide Suga, afirmou que “a colocação de monumentos de ‘mulheres de conforto’ nos EUA e noutros países vai contra a posição de arrependimento que o Japão tem sobre o assunto”»
    Se o arrependimento fosse real, e não apenas de fachada, seriam os próprios japoneses a construir monumentos como este.

  2. Porque falam apenas no Japão e não falam nas violações em massa praticadas pelo exército Soviético?
    Aldeias havia que todas as mulheres, sem excepção, acima de 8 anos de idade foram violadas. Só na cidade de Berlim estima-se que 100 mil mulheres alemãs foram vítimas deste crime. Eram violadas em frente dos filhos, em frente do marido, ou em frente dos pais. Diversas vezes, por vários soldados, numa orgia de horror e humilhação. Isto ocorria com a complacência das hierarquias militares e políticas soviéticas. Muitas mulheres não suportariam o trauma e suicidaram-se. Outras esconderam esse terrível segredo durante todas as suas vidas. E não foram apenas alemãs. Polacas, Checas e mulheres de outras nações por onde o exército vermelho passou.

    Na parte Leste de Berlim existe um monumento ao soldado soviético desconhecido. Os berlinenses conhecem-no por outro nome: o monumento ao “violador soviético desconhecido”.

  3. Não percebo o que é que isso tem a ver com São Francisco (só por ser em China Town?) e porquê agora passado décadas. Assim sendo compreendo a posição do Japão. Parece que só o fizeram para agradar aos moralistas.

RESPONDER

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …