Afinal, os raios caem duas vezes no mesmo lugar (e já se sabe porquê)

Um grupo de cientistas descobriu que cargas negativas dentro de uma nuvem não são descarregadas num único feixe, mas uma parte delas é armazenada e circulada através de canais, causando descargas repetidas no solo.

Isto explicaria por que este fenómeno atmosférico geralmente cai duas vezes no mesmo lugar, de acordo com um artigo publicado na revista científica Nature.

Quando as cargas de um raio diminuem, o canal de descarga rompe. No entanto, mesmo que o feixe termine, as agulhas – canais – permanecem, criando uma trilha com carga negativa armazenada que os raios sucessivos usam, ao encontrar um caminho com menos resistência.

Estas agulhas podem ter um comprimento de cem metros e um diâmetro inferior a cinco metros, explicam os especialistas. “São muito pequenos e muito breves para outros sistemas de deteção de raios”, explica Brian Hare, principal autor do estudo, num comunicado publicado no site da Universidade Nacional da Austrália.

Para realizar a sua investigação, os especialistas da Universidade de Groningen, na Holanda, usaram uma rede de radiotelescópios chamada Low Frequency Matrix (LOFAR) para recolher uma série de detalhes sobre as ondas de rádio emitidas por raios e, assim, determinar a razão para este comportamento.

“Estes dados permitem-nos detetar a propagação de raios numa escala onde, pela primeira vez, podemos distinguir os processos primários“, explicou Hare. “O uso de ondas de rádio permite olhar para dentro da nuvem, onde a maioria dos raios está”, acrescenta.

“Vemos que uma parte da nuvem é recarregada e podemos entender porque a queda de um relâmpago no solo pode ser repetido várias vezes”, refere Hare.

Viajando a cerca de 300 quilómetros por segundo, saem do canal principal. “As cargas negativas dentro de uma nuvem de tempestade não são drenadas de uma só vez, mas são, em parte, armazenadas ao lado de interrupções no canal principal”, explicou Harvey Butcher, da Universidade Nacional da Austrália. A carga negativa restante é descarregada pouco depois num segundo raio, reutilizando o mesmo canal.

Butcher disse à IFLScience que está esperançoso de que o trabalho seja útil para limitar o dano que os relâmpagos podem causar e para melhorar o projeto dos pára-raios.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …

"Messiah", da Netflix, reacende controvérsia sobre os limites da liberdade de expressão

A série Messiah, disponível na plataforma de streaming Netflix, acende a controvérsia em torno dos limites da liberdade de expressão e da criatividade no mundo das artes e do entretenimento. Messiah, uma série produzida por Michael …

Quadro encontrado por jardineiro era mesmo a obra desaparecida de Klimt

Em 1997, Retrato de uma Senhora desapareceu da Galeria de Arte Moderna Ricci Oddi, em Piacenza. Em dezembro, o quadro foi descoberto. Estava escondido numa parede da instituição. O quadro encontrado em dezembro, escondido na reentrância …

Terramotos modificaram a geografia de Porto Rico (e a NASA mostra como)

Os terramotos que Porto Rico tem sentido desde dezembro passado, que causaram pelo menos um morto e milhões de dólares em prejuízos, estão também a mudar a geografia desta ilha das Caraíbas. A agência espacial …

Maldivas desesperam por fundos enquanto continuam a afundar

As Maldivas correm o risco de desaparecer completamente a menos que o Governo consiga aceder a financiamentos para combater a subida das águas. Atualmente, 80% do país está um metro abaixo do nível do mar. "Não …

O avião-baleia da Airbus já fez o seu primeiro voo

https://vimeo.com/385554265 O BelugaXL, da Airbus, é um avião-baleia e é a aeronave com mais espaço de carga do mundo. O avião foi desenvolvido para transportar peças de aviões entre as várias fábricas da empresa europeia e …