Os nossos antepassados acasalaram com pelo menos 5 espécies diferentes

T.P.S. Dave

A análise genética revelou que os ancestrais dos humanos modernos cruzaram com pelo menos cinco grupos humanos arcaicos diferentes quando se mudaram da África e passaram pela Eurásia.

Embora dois dos grupos arcaicos sejam conhecidos atualmente – os neandertais e os denisovanos da Ásia -, os outros permanecem sem nome e só foram detetados como vestígios de ADN sobreviventes em diferentes populações modernas. A ilha do Sudeste Asiático parece ter sido um foco particular de diversidade.

Investigadores do Centro Australiano de ADN Antigo da Universidade de Adelaide (ACAD) mapearam, de acordo com o artigo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, a localização de “eventos mistos”, contrastando os níveis de ascendência arcaica nos genomas das populações atuais em todo o mundo.

“Cada um de nós tem os traços genéticos desses eventos mistos do passado”, disse João Teixeira, autor do artigo, em comunicado. “Esses grupos arcaicos eram difusos e geneticamente diversos e sobrevivem em cada um de nós. A sua história é parte integrante de como nos tornamos”.

“Por exemplo, todas as populações atuais mostram cerca de 2% da ancestralidade neandertal, o que significa que a mistura neandertal com os ancestrais dos humanos modernos ocorreu logo após terem deixado a África, provavelmente entre 50 mil e 55 mil anos atrás, em algum lugar do Médio Oriente.”

Mas à medida que os ancestrais dos humanos modernos viajavam para o leste, encontraram-se e misturaram-se com pelo menos quatro outros grupos de humanos arcaicos.

“A ilha do Sudeste Asiático já era um lugar cheio quando o que chamamos de humanos modernos atingiu a região pouco antes de há 50 mil anos”, disse Teixeira. “Pelo menos três outros grupos humanos arcaicos parecem ter ocupado a área e os ancestrais dos humanos modernos misturaram-se com eles antes de os humanos arcaicos se tornarem extintos.”

Usando informações adicionais de rotas de migração reconstruidas e registos de vegetação fóssil, os investigadores propuseram que houve um evento de mistura nas vizinhanças do sul da Ásia entre os humanos modernos e um grupo ao qual chamaram de “Extinct Hominin 1”.

Outros cruzamentos ocorreram com grupos no leste da Ásia, nas Filipinas, na plataforma Sunda – plataforma continental que conectava Java, Bornéu e Sumatra ao continente da Ásia Oriental – e possivelmente perto de Flores, na Indonésia, com outro grupo chamado “Extinct Hominin 2”.

“Sabíamos que a história da África não era simples, mas parece ser muito mais complexa do que imaginamos”, afirmou Teixeira. “A região da Ilha do Sudeste Asiático foi claramente ocupada por vários grupos humanos arcaicos, provavelmente a viver em relativo isolamento uns dos outros durante centenas de milhares de anos antes de os ancestrais dos humanos modernos chegarem.

“O momento também faz parecer que a chegada dos humanos modernos foi seguida rapidamente pelo desaparecimento dos grupos humanos arcaicos em cada área.”

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Parece que as práticas xenófobas dos seres humanos têm longas tradições.
    Encontrar estranhos > medir risco > atacar se for mais forte > matar os machos > violar as fêmeas > causar o colapso da comunidade > extinção do vencido.
    temos evoluído muito pouco

RESPONDER

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …