/

Os 10 mais ricos lucram 13 mil euros por segundo com a pandemia. Fortuna duplicou

2

Bret Hartman, TED / Flickr

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX

COVID-19 dobrou a fortuna das 10 pessoas mais ricas do mundo. Agora ronda os 1.3 biliões de euros e “fosso” é ainda maior.

Elon Musk, Jeff Bezos, Larry Page, Sergey Brin, Mark Zuckerberg, Bill Gates, Steve Ballmer, Larry Ellison, Warren Buffet e Bernard Arnault.

Estas são as 10 pessoas mais ricas do mundo – segundo os dados da revista Forbes – e essas pessoas, durante a pandemia, viram a sua fortuna acumulada multiplicar por dois. Um pouco mais, até: eram 616 mil milhões de euros em Março de 2020 e agora ronda os 1.3 biliões de euros.

Os números foram apresentados nesta segunda-feira pela Oxfam, antes de um encontro entre responsáveis do Fórum Económico Mundial.

Em média, desde Março de 2020, as fortunas das tais 10 pessoas aumentaram neste período 13 mil euros por segundo. Foi um lucro de 1,3 mil milhões de euros por dia. Um novo multi-milionário surgiu no planeta praticamente todos os dias – de 26 em 26 horas.

Este aumento inédito ganha contornos ainda mais invulgares quando verificamos que, segundo a Oxfam, as fortunas dos mais ricos cresceram mais durante estes (quase) dois anos do que durante os 14 anos anteriores.

E este crescimento exponencial criou um “fosso” ainda maior entre os mais ricos e os mais pobres. As 10 pessoas mais ricas têm mais dinheiro do que os 3,1 mil milhões de pessoas mais pobres do mundo.

A Oxfam classifica esta desigualdade como “violência económica” e alega que a mesma contribui para a morte de 21 mil pessoas todos os dias (um falecimento a cada quatro segundos) neste período de pandemia – demasiadas pessoas sem acesso a cuidados de saúde, violência de género, fome e mudanças climáticas.

Um dos directores da Oxfam afirmou que “99% da população mundial está pior”, comparado com o cenário pré-coronavírus. Mais de 160 milhões de pessoas “foram empurradas” para a pobreza.

Ainda no contexto de pandemia, a Oxfam pediu a adopção de reformas fiscais para financiar a produção mundial de vacinas.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

2 Comments

  1. Provavelmente, esta será uma “pandemia” com consequências mais desastrosas do que as da covid-19 e, no entanto, ninguém se preocupa em arranjar-lhe qualquer antídoto. Chegamos à conclusão de que este vírus trouxe grandes, monstruosos lucros para alguns. Por isso talvez perceba, em parte, a posição de alguns negacionistas. Muitas pessoas contraem o vírus porque estão mal instaladas, mal alimentadas, subnutridas com muito pouca capacidade de defesa contra estes implacáveis invasores! Atentemos bem na força que apenas 1% da população mundial exercerá, sobre os restantes 99%, com este aumento descomunal de poder!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE