Organização quer gastar 67 milhões de euros em publicidade para travar avanço de Trump

Michael Reynolds / EPA

A organização sem fins lucrativos Acronym revelou planos para gastar 75 milhões de dólares (mais de 67 milhões de euros) em publicidade digital ao Partido Democrata, com o objetivo de combater o avanço que já leva Donald Trump, que disputará a sua reeleição no próximo ano pelo Partido Republicano.

Segundo avançou o New York Times, citado pelo Expresso, até ao momento, Donald Trump já gastou mais de 26 milhões de dólares (cerca de 23 milhões de euros), apenas no Facebook e na Google. O valor representa mais do que o total gasto naquelas plataformas pelos quatro principais candidatos à nomeação democrata – Joe Biden, Elizabeth Warren, Bernie Sanders e Pete Buttigieg.

David Plouffe, que geriu a campanha de Barack Obama em 2008 e foi um dos seus principais consultores em 2012, juntou-se recentemente à Acronym.

Juntamente com a fundadora e diretora executiva da organização, Tara McGowan, revelou ao New York Times que a campanha digital começaria de imediato e com um particular enfoque na forma como o eleitorado vê Donald Trump e o Partido Democrata durante as eleições primárias, ainda antes de se conhecer o nomeado presidencial.

A campanha incidirá inicialmente nos estados do Arizona, Carolina do Norte, Michigan, Pensilvânia e Wisconsin – todos eles “swing states” (“estados oscilantes”, em tradução livre), ou seja, estados que tiveram disputas renhidas nalgumas das últimas eleições.

Tendo em conta que, historicamente, tanto o candidato democrata como o republicano podem vencer nesses estados, os mesmos assumem o papel decisivo de ditarem o resultado a nível nacional, isto é, de definirem a escolha do Presidente.

A Google, o Facebook, o YouTube e o Instagram são algumas das plataformas digitais onde a Acronym irá colocar os seus conteúdos. Segundo os responsáveis, será conteúdo original, como vídeos e animações, que também visa reforçar a cobertura local que retrata Donald Trump, a sua Administração e a sua agenda de uma forma crítica.

De acordo com Tara McGowan, o grupo já angariou aproximadamente 40% do valor planeado. David Plouffe juntou-se como consultor político e para ajudar a angariar fundos.

O New York Times escreveu ainda que Donald Trump não se limita a gastar muito em publicidade. O Presidente dispõe de dezenas de anúncios no Facebook que referem os “ataques infundados” dos democratas no processo de ‘impeachment’.

Além disso, beneficia de uma câmara de eco que amplifica a sua mensagem e de uma verdadeira fábrica de conteúdos feitos pelos seus apoiantes, que esperam uma republicação por parte do Presidente, acrescenta o diário.

Uma grande parte do orçamento de publicidade de Donald Trump destina-se ao recrutamento de novos doadores. O seu gestor de campanha, Brad Parscale, revelou na sexta-feira que foram angariados 19 milhões de dólares (aproximadamente 17 milhões de euros) em outubro só na Internet.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imperador japonês paga 25 milhões de dólares por ritual secreto para dormir com deusa

Este ritual de sucessão do Imperador Naruhito aconteceu na quinta-feira e envolve dormir com uma deusa do Sol. O templo é construído para o efeito e é destruído depois. O ritual japonês altamente secreto conhecido como …

Para entrar nesta praia italiana, vai ser preciso pagar (e nem todos podem entrar)

Aos pés de uma antiga aldeia de pescadores, La Pelosa é uma atração turística muito célebre. Por isso, a autarquia decidiu tomar medidas para a proteger. A famosa praia tem sido uma vítima da erosão natural …

Laurent Simons será o mais novo licenciado do mundo. Tem 9 anos

O belga Laurent Simons tem apenas 9 anos e estás prestes a bater um recorde: em dezembro, deverá tornar-se o mais novo licenciado do mundo. O "menino prodígio", tal como é apontado pelos média internacionais, ingressou …

Preços dos passes Navegante ficam iguais em 2020

Os preços dos passes Navegante vão manter-se iguais em 2020, no âmbito da estratégia de “promoção da utilização dos transportes públicos coletivos”, anunciou esta sexta-feira a Área Metropolitana de Lisboa (AML). “A Área Metropolitana de Lisboa …

Os burros-táxi de Espanha vão ter horários de trabalho, estábulos novos e deixar de carregar turistas de 80 quilos

Os burros táxis são uma atração turística de Mijas, província de Málaga, no sul de Espanha. Agora foram definidas novas regras que têm em conta os direitos e o bem-estar dos animais. O serviço funciona como …

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …

Subida do Salário Mínimo Nacional vai aumentar as propinas

A subida do Salário Mínimo Nacional para os 635 euros em 2020, vai ter influência em valores a pagar ou a receber, nomeadamente nas propinas mínimas do Ensino Superior público e nos tectos do Fundo …