ONU contra o FBI: desbloquear iPhone é abrir uma caixa de Pandora

Manny Valdes / Flickr

-

O alto comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, teme que o desbloqueio do iPhone do autor do massacre de San Bernardino a pedido das autoridades seja como “abrir uma caixa de Pandora” com consequências negativas para os Direitos Humanos.

O alto comissário das Nações Unidas pronunciou-se sobre o processo judicial entre o FBI e a Apple esta sexta-feira, pedindo às autoridades americanas e ao FBI para agirem com muita cautela.

O massacre ocorreu em dezembro, na Califórnia, resultando na morte de 14 pessoas. O casal que realizou o tiroteio foi morto pela polícia e, na sequência, o FBI abriu uma investigação sobre o caso, considerado terrorismo.

O FBI pede agora à Apple que crie um código para desbloquear o iPhone de Syed Rizwan Farook, um dos autores do massacre.

A Apple alega que criar um código para desbloquear um iPhone pode abrir precedentes e colocar em risco a segurança e a privacidade dos seus utilizadores.

Na avaliação do alto comissário da ONU, ao permitir o desbloqueio, as autoridades arriscam-se a “abrir uma caixa de Pandora“, o que poderia causar implicações extremamente sérias aos direitos humanos de milhões de pessoas.

Zeid Al Hussein cita riscos à segurança física e financeira dos utilizadores. Enquanto a Justiça americana avalia a situação, o representante da ONU faz um apelo para que sejam considerados “impactos mais alargados”.

Opções

O representante da ONU acredita que a “possibilidade de se conseguir mais informações sobre o terrível crime cometido por Syed Rizwan Farook e sua mulher poderá gerar vários outros crimes por todo o mundo”.

O representante destaca que o “FBI merece o apoio de todos na investigação dos assassinatos de San Bernardino, um crime abominável”, mas que há outras formas de investigar se os assassinos tinham cúmplices para além de forçar a Apple a criar um programa que corrompa o seu próprio sistema de segurança.

O alto comissário para os Direitos Humanos acredita que, se o FBI ganhar o caso contra a Apple, podem ser criados precedentes que tornem impossível para a Apple ou outras empresas de tecnologia da informação protegerem a privacidade dos seus clientes.

Zeid Al Hussein defende que contcatos pessoais, calendários, informações financeiras, dados de saúde e tantas outras informações privadas sejam protegidas de criminosos, hackers e governos que podem tentar utilizar as informações contra o seu povo, por razões erradas.

O alto comissário da ONU questiona como será possível proteger a informação dos cidadãos sem sistemas seguros de criptografia, especialmente numa era em que tanto da nossa vida pessoal e profissional estão guardadas em smartphones e aparelhos similares.

Rádio ONU

PARTILHAR

RESPONDER

Há um superaglomerado de galáxias escondido no Universo primitivo

É a maior estrutura astronómica alguma vez conhecida do antigo Universo. As evidências sugerem que a sua massa seja equivalente às maiores estruturas encontradas no Universo atual. A equipa de investigadores, liderada por Olga Cucciati, do …

Trump anuncia saída dos EUA de tratado nuclear com a Rússia

Os Estados Unidos vão retirar-se de um tratado sobre armas nucleares assinado com a Rússia durante a Guerra Fria, anunciou hoje o presidente norte-americano, Donald Trump, acusando Moscovo de violar o acordo “há muitos anos”. “A …

Os portugueses têm menos filhos do que gostariam

A diretora da representação do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) disse que em Portugal a fertilidade desejada está bastante abaixo da realizada, tendo o país uma taxa de fecundidade baixa. Mónica Ferro, que neste …

"Piranha" da era dos dinossauros aterrorizou os mares do Jurássico

Uma nova espécie de peixe, semelhante a uma piranha e que viveu há 150 milhões, no tempo dos dinossauros, é descrita na edição desta sexta-feira da revista científica Current Biology. O peixe ósseo tinha dentes como …

OE2019. Bloco anuncia voto a favor, Rio critica "orgia orçamental"

O Bloco de Esquerda reagiu à proposta de Orçamento de Estado de 2019, afirmando que o partido vai votar a favor do documento na sua generalidade. Já Rui Rio, em sentido oposto, vai propor à Comissão …

Lâminas de gelo na lua Europa vão dificultar a sua exploração

A lua Europa, uma das principais candidatas para procurar vida fora da Terra, tem uma espécie de floresta de lâminas de gelo que pode dificultar a aterragem de veículos espaciais. Um estudo recente, publicado na Nature …

Milhares de londrinos saíram à rua para pedir novo referendo sobre o Brexit

Centenas de milhares de pessoas saíram este sábado às ruas de Londres para protestar contra o ‘Brexit’, a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia, e em defesa de um novo referendo. Segundo a …

Em Monchique, as máquinas de lavar roupa usadas são abrigos para gatos

Máquinas de lavar e de secar roupa usadas estão a ser transformadas em obras de arte urbana para abrigar gatos na vila de Monchique, no Algarve, num projeto pioneiro no sul do país implementado pela …

Cientistas criam a câmara mais rápida do mundo para captar lasers

Três cientistas criaram uma tecnologia chamada "Fotografia ultra-rápida compactada de 10 biliões de frames por segundo" (T-CUP). Cem vezes mais rápida que o método de gravação mais rápido anteriormente usado. Investigadores a trabalhar com lasers avançados …

Vai a leilão o menu do primeiro jantar a bordo do Titanic (e pertencia ao mordomo)

A casa britânica Henry Aldridge & Son vai leiloar, neste sábado, o menu do primeiro jantar a bordo do mítico Titanic, que ocorreu a 10 de abril de 1912, quando a embarcação zarpou de Southampton, na …