OMS e Wikipédia colaboram para combater “pandemia de desinformação”

3

Jean-Christophe Bott / EPA

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou na quinta-feira uma colaboração com a Wikipedia, uma enciclopédia ‘online’ de livre acesso e participação comunitária, para difusão de informação fidedigna e atualizada sobre a covid-19, contra uma “pandemia de desinformação”.

A colaboração vai permitir disponibilizar “informação confiável sobre saúde pública” num momento em que vários países enfrentam novos e mais graves surtos de Covid-19, referiu a OMS num comunicado na quinta-feira divulgado, no qual acrescentou que a estabilidade social “depende de forma crescente da compreensão partilhada dos factos”.

Segundo noticiou a agência Lusa, através da colaboração, as pessoas em todo o mundo vão poder aceder e partilhar infografias, vídeos, e outros conteúdos sobre saúde pública da OMS na Wikimedia Commons, uma biblioteca digital de imagens e conteúdos multimedia de livre acesso.

Com estes recursos de livre acesso, os mais de 250 mil editores voluntários da Wikipedia podem trabalhar a partir dessa informação e expandir a página dedicada à covid-19, que atualmente disponibiliza mais de 5.200 artigos em 175 línguas relacionados com o novo coronavírus, adiantou o comunicado.

O documento referiu também que os conteúdos da OMS vão também ser traduzidos para línguas nacionais e regionais com o contributo da rede global de voluntários da Wikipedia.

Segundo o comunicado, o objetivo é combater uma pandemia de desinformação, evitando o excesso de informação e a rápida disseminação de informação falsa e fabricada, garantindo que esta assente em fontes confiáveis.

  // Lusa

3 Comments

  1. A OMS deixou que a China infectasse o mundo. A China deu de certeza milhões aos representantes da OMS para poder fazer o que fizeram. Agora devem voltar a China e apresentar ao mundo uma solução, não para os que já morreram, mas para os que vão sofrer nos próximos 10 a 20 anos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE