OMS alerta para risco de aumento de transtornos mentais

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou, esta quinta-feira, para o impacto da covid-19 na saúde mental, com um possível aumento de distúrbios e suicídios, instando os Governos a não negligenciarem o apoio psicológico.

“A situação atual, com isolamento, medo, incerteza e crise económica, pode causar distúrbios psicológicos“, alertou a responsável do Departamento de Saúde Mental e Abuso de Substâncias da OMS, Dévora Kestel.

A OMS considera provável “um aumento a longo prazo do número e gravidade dos problemas de saúde mental”, devido ao “imenso sofrimento de centenas de milhões de pessoas” e aos custos económicos e sociais a longo prazo para a população.

Apesar dos riscos, as necessidades de saúde mental “não estão a receber a atenção necessária”, provavelmente devido à magnitude da crise, apontou aquele organismo. A situação é agravada pelo facto de já haver falta de investimento e prevenção nessa área antes da chegada da pandemia.

Para a OMS, entre os grupos de maior risco estão “o pessoal de saúde, por causa da ansiedade e do stress que estão a viver, crianças e adolescentes, mulheres em risco de violência doméstica, idosos, devido ao risco de serem infetados, e pessoas com condições mentais pré-existentes ou com outras doenças, para quem é mais difícil continuar a receber tratamento”.

Embora a covid-19 seja um problema de saúde física, “o impacto na saúde mental é significativo e pode gerar maiores dificuldades se não for abordado adequadamente”, apontou a responsável.

Por essa razão, a OMS pede aos países que não negligenciem os serviços de apoio psicológico e garantam a sua disponibilidade como parte dos serviços essenciais durante a pandemia.

Segundo dados da organização, os sintomas de pânico e angústia aumentaram 35% na China, 60% no Irão e 40% nos Estados Unidos, três dos países mais afetados pela pandemia que já causou mais de 296 mil mortos no mundo.

Entre os profissionais de saúde, de acordo com um estudo do Canadá citado pela OMS, quase metade dos inquiridos (47%) declarou que precisava de apoio psicológico, enquanto na China 50% sofriam de depressão, 45% de ansiedade e 34% de insónia.

“Os números estão aí”, alertou a psicóloga argentina, recordando que, em locais de conflito, cerca de uma em cada cinco pessoas sofre de transtornos mentais, uma percentagem que poderá ser atingida por causa da pandemia, se não forem adotadas medidas para prestar apoio à população.

A OMS também alertou para o estigma sofrido pelos profissionais de saúde em alguns países, uma situação que os governos devem tentar resolver “com informações e comunicação e, também, honrando publicamente o trabalho que realizam”.

A organização recomenda ainda uma atenção particular às famílias com filhos em casa, e às dificuldades para gerir o peso da educação e dos cuidados permanentes, muitas vezes em simultâneo com o teletrabalho.

Para a OMS, as autoridades devem também procurar formas de explicar a pandemia às crianças e pessoas com dificuldades cognitivas e garantir que os idosos a viver em lares mantenham o contacto com as famílias e recebam as explicações necessárias.

A OMS está a acompanhar a evolução do número de suicídios e o aumento do uso de substâncias ilícitas em vários países, recordando que durante a crise económica de 2008 estes foram dois indicadores que se agravaram, e alertando que é possível “o mesmo acontecer nos próximos meses”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …