“Olhos de cachorrinho” são traço de evolução. Cães desenvolveram músculo para manipular humanos

Quem é que nunca se deixou derreter pelos “olhos de cachorrinho” do melhor amigo do homem? Esse traço característico é um sinal de evolução anatómica dos cães e surgiu como forma de sobrevivência, para conquistar o coração dos humanos, de acordo com um estudo científico.

As pressões de selecção durante a domesticação dos lobos, os ascendentes dos cães, moldou não só o comportamento do que se tornou no “melhor amigo do homem”, como até a sua anatomia, conclui uma investigação publicada no jornal científico da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

Esta pesquisa concluiu que a domesticação, há 33 mil anos, moldou os músculos faciais dos cães para facilitar a comunicação com os humanos e, assim, garantir a sua sobrevivência.

Desta forma, os olhos dos descendentes dos lobos alteraram-se para parecerem maiores e mais expressivos, de modo a provocarem reacções de carinho e de empatia nos humanos.

“Uma preferência inconsciente”

A musculatura facial entre cães domésticos e lobos cinzentos é “relativamente uniforme”, divergindo apenas “em torno do olho”, constatam os investigadores no artigo científico.

“Um músculo responsável por levantar intensamente a sobrancelha interna está uniformemente presente em cães, mas não em lobos”, frisam. Os “dados comportamentais revelam que os cães também produzem o movimento da sobrancelha significativamente mais frequentemente e com maior intensidade do que os lobos”, acrescentam.

E há “movimentos de maior intensidade produzidos exclusivamente por cães”, sustentam os cientistas. Trata-se especificamente de um tipo de movimento que “aumenta o pedomorfismo“, ou seja, a “manutenção das características de criança no estado adulto”, segundo a definição da Infopedia.

“Quando os cães fazem o movimento, parece despoletar nos humanos um forte desejo de cuidar deles”, nota em declarações à BBC a professora Juliane Kaminski, da Universidade de Portsmouth (Reino Unido), que foi uma das autoras do estudo.

O movimento faz com que os olhos dos cães “pareçam maiores, mais infantis e que se assemelhem a uma expressão que os humanos fazem quando estão tristes“, acrescenta Kaminski.

Perante estes “olhos de cachorrinho”, os humanos teriam “uma preferência inconsciente” por estes cães, o que os levaria a protegê-los e a desejar procriá-los, salienta ainda a professora.

Desta forma, a investigação conclui que “os cães com sobrancelhas mais expressivas tinham uma vantagem de selecção“.

A professora Anne Burrows, da Universidade Duquesne (EUA), que também participou no estudo, constata na BBC que a mudança anatómica se verificou de forma “incrivelmente rápida” e que pode estar “directamente relacionada com a maior interacção social dos cães com os seres humanos”.

A pesquisa foi realizada por investigadores das áreas da anatomia e da psicologia comparativa, baseando-se na dissecação de cabeças de cães e lobos, bem como na análise a filmagens com registos de comportamentos dos animais perante o contacto com pessoas estranhas.

Os animais analisados foram cães provenientes de abrigos localizados em vários pontos do Reino Unido e lobos oriundos de dois parques que albergam estes animais.

Entre as conclusões retiradas, os investigadores notam ainda que os cães, ao contrário dos lobos, “estabelecem contacto visual com os humanos quando não conseguem resolver um problema por si próprios”.

Esse contacto visual também os ajuda a perceberem quando “a comunicação é relevante e dirigida a eles”, até porque os cães tendem a ignorar gestos com as mãos dos humanos quando não conseguem ver-lhes os olhos, concluem.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …