É oficial: Rússia fora do Festival da Eurovisão

Depois de, na tarde desta quinta-feira, a Rússia ter anunciado a não-transmissão do Festival Eurovisão da Canção, surge agora a confirmação por parte da União Europeia de Radiodifusão (UER) de que o Channel One não poderá concorrer ao evento.

Em comunicado, é garantido que foram feitos todos os possíveis para manter a participação russa, detalhando as duas propostas feitas: uma atuação via satélite ou a mudança de artista, garantindo que o escolhido fosse alguém com possibilidade de viajar legalmente para a Ucrânia.

Infelizmente, as duas propostas foram rejeitadas e a emissora garantiu que não tem intenção de transmitir o evento“, acrescentam.

Isto significa que a Rússia não poderá participar na competição deste ano. Quisemos muito que todos os 43 países pudessem estar habilitados para participar e fizemos o que pudemos para alcançar isso“, explicam os responsáveis da UER.

A integridade do Festival está abalada

Os russos consideraram inaceitáveis as duas propostas feitas pela entidade organizadora, sublinhando “a recusa do lado ucraniano” como “absolutamente infundada”. A emissora estatal da Rússia considerou que isto não passa de “uma tentativa de a Ucrânia politizar o concurso, o que contraria a história de 62 anos do concurso, criado para unir o povo“.

Julia Samoylova, finalista na edição russa do X Factor em 2013, revelou estar calma face à decisão. Em entrevista à estação pública russa afirmou “não estar chateada” com a situação.

Frank Dieter Freiling, presidente do Grupo de Referência do Festival Eurovisão da Canção (ESC), junta-se ao coro de críticas e condena “vigorosamente a decisão das autoridades ucranianas, ao impôr uma proibição de viajar à cantora Julia Samoylova”.

Este responsável diz ainda acreditar“que isto abala completamente a integridade e a natureza apolítica do ESC, bem como a sua missão de unir todas as nações numa competição amigável“.

O governo ucraniano tem até agora justificado a recusa da participação de Julia devido a “uma violação de segurança. De acordo com as autoridades ucranianas, a cantora terá participado em eventos no interior do território ucraniano sem autorização para tal, o que é considerado uma quebra da legislação do país.

Apesar desta situação, os organizadores garantem que “as preparações continuam a bom ritmo na cidade anfitriã de Kiev“, reassumindo como “prioridade principal a produção de um Festival Eurovisão da Canção espetacular” em conjunto com o canal estatal ucraniano UA:PBC em maio.

Ucrânia poderá ser banida

No início do mês, a UER ameaçou banir a participação da Ucrânia em edições futuras do Festival Eurovisão da Canção, caso Kiev não retire a proibição da entrada no país da representante russa no concurso.

A diretora-geral da UER, Ingrid Deltenre, considerou “inaceitável” a interdição colocada a Julia Samoylova.

Nenhum outro país anfitrião impediu a atuação de um artista no Festival Eurovisão da Canção e a UER não vai abrir um precedente em 2017”, afirmou a responsável, que tornou conhecidas as suas preocupações numa carta enviada ao primeiro-ministro ucraniano, a que o jornal Kiev Vlast teve acesso.

PARTILHAR

RESPONDER

Carlos César é o "primeiro apoiante do Governo e do primeiro-ministro"

O líder parlamentar socialista rejeitou esta sexta-feira que a sua proposta para reduzir o IVA da tauromaquia represente uma desautorização do executivo, acentuando que é por convicção e posição institucional o primeiro apoiante do …

NASA acaba de divulgar novos dados sobre o misterioso Oumuamua

A NASA acaba de revelar novas informações sobre Oumuamua, o primeiro asteróide não oriundo do Sistema Solar já detetado. De acordo com uma nova publicação, o corpo interestelar é um "objeto relativamente pequeno e reflexivo.  Oumuamua, …

Espanha está a envenenar o Rio Tejo (é uma "indecência ecológica")

É um "cocktail de desastre" que está a sufocar o rio Tejo. Análises efectuadas à água do rio, desde a nascente em Espanha, até à foz em Portugal, revelam uma situação preocupante, e do outro …

Portuguesa que escondeu filha na mala do carro condenada a 5 anos de prisão

A mulher portuguesa que escondeu a filha na mala do carro, durante os seus primeiros 23 meses de vida, foi condenada a 5 anos de prisão, com 3 anos de pena suspensa, por ter causado …

Ex-primeiro-ministro da Macedónia fugiu do país num carro diplomático húngaro

O ex-primeiro-ministro macedónio Nikola Gruevski, condenado no seu país a dois anos de prisão por corrupção, passou pela Albânia em direção ao Montenegro no passado domingo num carro diplomático húngaro. A Hungria já garantiu não …

Governo avança com mais medidas para incentivar regresso de emigrantes

O Governo vai avançar com medidas “de caráter multidimensional” para apoiar o regresso de portugueses que emigraram e queiram regressar ao país, avançou esta quinta-feira o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro. À margem …

Sete em cada dez quedas de idosos acontecem em casa (mas é possível evitá-las)

A expressão “lar, doce lar” parece perder algum sentido quando o último relatório da Organização Mundial de Saúde sobre quedas comprova que estas são a principal causa de morte acidental dos idosos e acontecem, maioritariamente, …

Armas, carros, fatos. 90 milhões de euros para equipar polícias

Os polícias vão receber, em 2019, armas, carros, coletes balísticos e fatos de proteção, bem como obras em instalações, no valor de 90,9 milhões de euros. Esta sexta-feira, em Cascais, o ministro da Administração Interna entrega …

Zero oferece galinha ao Governo para reciclar resíduos orgânicos

A associação ambientalista Zero vai oferecer ao Governo a galinha Balbina, um animal reciclador, chamando a atenção para a necessidade de investir em soluções para que cada cidadão possa reciclar os resíduos orgânicos em casa. “A …

Chuva e vento forte de volta no fim de semana

O estado do tempo no fim-de-semana vai sofrer um agravamento devido à aproximação de um sistema frontal ao território do continente, prevendo-se chuva, vento forte e agitação marítima. De acordo com o Instituto Português do Mar …