Eurovisão ameaça banir a Ucrânia se Kiev impedir a Rússia de participar

A União Europeia de Radiodifusão (UER) ameaçou banir a participação da Ucrânia em edições futuras do Festival Eurovisão da Canção, caso Kiev não retire a proibição da entrada no país da representante russa no concurso.

A diretora-geral da UER, Ingrid Deltenre, considerou “inaceitável” a interdição colocada à cantora Julia Samoylova.

Nenhum outro país anfitrião impediu a atuação de um artista no Festival Eurovisão da Canção e a UER não vai abrir um precedente em 2017”, afirmou a responsável, que tornou conhecidas as suas preocupações numa carta enviada ao primeiro-ministro ucraniano, a que o jornal Kiev Vlast teve acesso.

Na correspondência endereçada a Volodymyr Groysman, Deltenre alertou que a delegação ucraniana pode vir a ser excluída de eventos futuros e acrescentou que, caso a proibição não seja retirada, “irá certamente ter um grande impacto negativo na reputação internacional da Ucrânia, enquanto nação europeia moderna e democrática.

Estamos frustrados e zangados com o facto de a competição deste ano estar a ser utilizada como uma arma no confronto constante entre a Rússia e a Ucrânia”, lamentou.

A Ucrânia barrou a entrada da concorrente russa no país durante três anos. A decisão foi fundamentada numa viagem que Samoylova fez à Crimeia para se apresentar num concerto em 2015. A entrada no território, que foi anexado por Moscovo em 2014, foi considerada ilegal por não ter sido efetuada através da fronteira ucraniana.

Como resposta à ação de Kiev, a UER propôs que a voz de Flame is Burning se apresentasse no festival numa transmissão por satélite, mas a ideia foi recusada pelo Channel One.

O canal público russo rejeitou a proposta e afirmou: “Achamos a oferta de participação remota estranha e rejeitamo-la, porque é absolutamente contrária à essência do evento.

A carta da organização sublinha a intenção apaziguadora da UER e a sua vontade de se focar no evento e abstrair-se da política. Mas nesta altura é incerto qual será o desfecho deste conflito, que é fundamentalmente de natureza política.

A participação russa no certame continua a ser uma incógnita. Samoylova, finalista na edição russa do X Factor em 2013, revelou estar calma face à decisão de Kiev. Em entrevista à estação pública russa afirmou “não estar chateada” com a situação.

PARTILHAR

RESPONDER

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …

Diplomatas chineses e taiwaneses entram em confronto físico nas ilhas Fiji

Diplomatas da China e funcionários do Governo de Taiwan entraram em confronto físico durante uma receção nas ilhas Fiji, que marcou o dia nacional de Taiwan, ilustrando a crescente tensão entre Pequim e Taipé. A luta …

Mais 1.949 infetados, 17 mortes e 966 recuperados. Portugal passa barreira dos 100 mil casos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 1.949 casos de covid-19, 17 mortes associadas à doença e 966 recuperados, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde publicado esta segunda-feira. O número total de infeções …