“Este contrato é trabalho escravo.” Oferta para médicos portugueses na Galiza é “enganosa”

Há associações de médicos galegos a avisar que os contratos de trabalho de 61.500 euros anuais implicam fazer muitas substituições e ter horários alargados.

A recente oferta de trabalho para médicos de família e pediatras portugueses na Galiza, em Espanha, com a promessa de uma salário anual de 61.500 euros brutos, está a dar que falar. Segundo o jornal Público, chegam avisos da Galiza de que esta oferta pode, afinal, tornar-se menos atrativa do que parece à primeira vista.

Maria José Fernandez Dominguez, médica galega que integra o conselho regional da associação galega de medicina de família e comunidade, explica que o que é oferecido aos médicos portugueses é um novo contrato de trabalho delineado pelo “Serviço Galego de Saúde da Junta da Galiza” que foi “rejeitado pelas principais sociedades científicas de medicina geral e familiar” espanholas e pela ordem dos médicos local.

Este novo modelo foi a resposta às reivindicações das estruturas representativas dos médicos galegos que reclamam estabilidade para os profissionais de saúde precários que têm assegurado substituições “de dias ou de semanas” nos centros de saúde da região.

Em comunicado, o “Precárias pola Aténcion Primária”, um grupo de clínicos “em situação de precariedade”, alertou que o salário anual de 61.500 euros se ficará por “40 a 45 mil euros” com as retenções fiscais. Além disso, o grupo adiantou que os contratos não visam a cobertura de uma vaga num centro de saúde nem a substituição de um profissional.

Segundo este grupo, o objetivo passa por assegurar “substituições em vários centros de saúde de um distrito para possibilitar a cobertura imediata das necessidades”, sendo na prática “um acumular de substituições de curta duração”.

Pedimos aos nossos colegas portugueses que não se deixem seduzir pelos cantos de sereia da Junta da Galiza”, apela o grupo, convidando os médicos a pôr-se em contacto com eles para “receber mais informação”.

“Trabalho escravo”

Segundo o grupo galego, a jornada laboral será de “48 horas semanais [no máximo], num cômputo semestral”, na prática “190 horas mensais, um total semestral de 1140 horas”. Isto pode implicar “meses de 200 ou 250 horas”.

Além disso, os médicos terão de estar, pelo menos, duas vezes por mês de plantão sem garantia do direito à folga a seguir. Desta forma, explica Maria José Dominguez ao Público, as jornadas podem “estender-se até às 31 horas seguidas”.

Este contrato é um embuste, é trabalho escravo“, remata a médica galega que, com 21 anos de trabalho, ganha cerca de 2700 euros líquidos por mês, podendo auferir “mais mil euros mensais se fizer dois plantões por mês ou se substituir colegas”.

A Asociación de Médicos Interinos de Galicia já pediu à embaixada de Portugal em Espanha que “reaja”, classificando a oferta do Sergas como “enganosa” e “no limite do dumping” (prática de venda abaixo do valor de custo, que não é permitida).

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Os “colegas” espanhóis são muito nossos amigos…

    Será “escravo”, mas 45000 euros/ano dá cerca de 3500 euros/mês.
    É claro que é MUITO atractivo para os portugueses, mas “lixxa” os médicos espanhóis que querem mais…
    Que sonsinhos!

  2. Esse regime de trabalho não é nada que não faça em portugal, já cheguei algumas vezes a 330h mensais e nunca vi esses valores no recibo. Até pode ser pouco para o que se trabalha e ganha habitualmente em espanha mas comparando com o feito aqui é pelo menos uns 50% a mais. O facto de não ser um posto de trabalho fixo ainda é melhor, a maioria dos médicos aqui não pensariam ir viver fixo para a galiza, mas ir lá uns meses até é bom, ajuda a pagar o emprestimo do apartamento.

  3. Trabalho Escravo é aqui. Descontei durante 49 anos, nos últimos descontei 311,00 euros por mês, vou receber de Reforma 523,08 euros. O que será isto?

RESPONDER

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …

Rara coleção de um dos primeiros fotógrafos da História vai a leilão nos EUA

Quase 200 imagens de um dos primeiros fotógrafos da história, William Henry Fox Talbot, vão a leilão, em Nova Iorque, já este mês. A coleção de William Henry Fox Talbot será parte do leilão "50 obras-primas …

Em greve de fome, Navalny é ameaçado ser alimentado à força. Ativistas falam em tortura

O opositor russo Alexei Navalny afirmou hoje na rede social Twitter que as autoridades penitenciárias estão a ameaçar alimentá-lo à força para quebrar a greve de fome que mantém na prisão desde 31 de março. “Ele …