Obra de arte no Louvre destruída pelos visitantes logo após a sua inauguração

O artista francês, JR (Jean Rene), criou, com a ajuda de 400 voluntários, uma colagem com dois mil pedaços de papel que provocava uma ilusão de ótica.

A obra foi criada com o propósito de celebrar o 30º aniversário da famosa pirâmide de vidro do museu Louvre, em França.

Assim que foi aberto ao público no sábado, dia 29 de março, o trabalho começou a perder a sua forma e foi deixado em pedaços, devolvendo o local à sua aparência normal no domingo, um dia depois da inauguração.

O artista reagiu ao acontecimento em tom de brincadeira através do Twitter, escrevendo: “As imagens, como a vida, são efémeras. Uma vez colada, a obra de arte vive sozinha. O sol seca a cola leve e a cada passo as pessoas rasgam pedaços do papel frágil. O processo é todo sobre a participação de voluntários, visitantes e caçadores de lembranças.”

O próprio Louvre emitiu um comunicado sobre o sucedido, no qual esclarece, de acordo com o jornal britânico The Independent: “É bastante normal que tenha sido destruído, nós só não sabíamos o quão rápido isso iria acontecer. O calor fez a cola secar. Esperava-se que, de qualquer maneira, o trabalho já teria desaparecido na segunda-feira, por isso está tudo bem.”

Apesar da naturalidade com que o museu e o artista olharam para a rápida destruição da obra, um dos voluntários contou ao The Huffington Post que o propósito não era que isso acontecesse num tão curto espaço de tempo e que o que mais se temia eram os danos que pudessem ser causados pela chuva e não pelo público.

Entretanto, nas redes sociais, o acontecimento já foi criticado por algumas pessoas, como foi o caso do jornalista Kevin Lheritier, que disse que o trabalho acabou por resultar num “desastre ecológico”.

No Twitter, o artista revelou que dedicou este trabalho à sua amiga Agnès Varda, que morreu a 29 de março, e com quem trabalhou no documentário de 2017, “Faces Places”. No tweet pode ler-se: “Tenho a certeza de que consegues ver. Eu fiz algo que pudesse ser visto do céu. Juro que não sabia que seria para ti”.

Fruto das chamadas Grandes Obras de François Mitterrand, a Pirâmide, segundo o diretor do Louvre, Jean-Luc Martinez, contribuiu para fazer entrar na modernidade o famoso museu parisiense. Nos primeiros anos da sua existência, os detratores da construção consideraram que a Pirâmide de vidro, desvirtuava completamente a arquitetura de estilos clássico, neoclássico e renascentista do Palais du Louvre, maior palácio da Europa.

Construída de vidro e de estruturas metálicas no meio do pátio Napoleão do Museu do Louvre, a Pirâmide do Louvre foi inaugurada pelo Presidente François Mitterrand, solenemente no dia 4 de Março de 1989 e oficialmente no dia 29 do mesmo mês para assinalar a sua abertura ao público.

Encomendada em 1983 pelo Presidente Mitterrand, a Pirâmide do Louvre, foi concebida pelo arquiteto sino-americano Leoh Ming Pei. Não obstante as polémicas dos primeiros anos, a seguir a Mona Lisa e a Vénus de Milo, a Pirâmide tornou-se a terceira obra mais apreciada do Museu do Louvre.

ZAP // RFI PT

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Caros redactores, os tradutores automáticos têm destas coisas.
    Não será de rever “Joconda”? Suponho que se referem à obra de Leonardo da Vinci, não?

    Ainda bem que não saiu … Vénus do Milo :))
    Cumprimentos

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Bansky só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …

Mais de cem médicos assinam carta a exigir fim da "tortura" de Assange

Mais de cem médicos assinaram uma carta, divulgada esta terça-feira, na qual pedem que o fundador do Wikileaks receba tratamento médico adequado.  Através de uma carta publicada, esta terça-feira, na revista científica The Lancet, mais de uma …

Espiões russos foram à Irlanda investigar cabos submarinos de Internet. Teme-se que os cortem

Esta segunda-feira, o mundo entrou em estado de alerta: agentes secretos da Rússia foram descobertos na Irlanda, numa missão para mapear a localização exata dos cabos submarinos que conectam a Europa à América do Norte. Não …

Telmo Correia eleito líder parlamentar do CDS-PP por unanimidade

O deputado foi eleito, esta terça-feira, presidente do Grupo Parlamentar do CDS-PP, sucedendo a Cecília Meireles, numa votação em que contou com os votos favoráveis dos restantes quatro eleitos centristas. O anúncio foi feito no Parlamento …

Site de genealogia "salva" homem preso há 15 anos por um crime que não cometeu

Ricky Davis é a primeira pessoa a ser libertada com recurso a testes modernos de ADN no estado da Califórnia e o segundo nos Estados Unidos. Ricky Davis tinha 20 anos quando Jane Hylton, de 54 …