Objeto espacial desconhecido cai na terra esta sexta-feira

Um objeto desconhecido vai cair na Terra na próxima sexta-feira, no oceano Índico, perto do Sri Lanka, admitindo os cientistas que se trate de um pedaço de lixo espacial.

Diversas publicações da especialidade estão a noticiar a queda do objeto, batizado com o nome WT1190F. A revista Nature escreve que a queda do objeto, que não deve ter mais de dois metros, é uma oportunidade para os cientistas não só estudarem a passagem do objeto pela atmosfera como testar os planos dos astrónomos para coordenar esforços se alguma vez cair um objeto potencialmente perigoso.

O objeto foi descoberto pelo Catalina Sky Survey, um programa na Universidade do Arizona (Estados Unidos) destinado a descobrir asteroides e cometas que passem perto da terra. Diz a revista que os cientistas conseguiram calcular a trajetória do objeto e descobrir que vai cair, às 6h20 do dia 13, 65 quilómetros a sul do Sri Lanka.

Jonathan McDowell, astrofísico do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, Cambridge (Massachusetts) , citado pela Nature, diz que se trata de um objeto com um a dois metros e que a trajetória indica que tem baixa densidade, pelo que deve de ser oco.

Isso sugere um objeto artificial, “um pedaço perdido da história espacial “, disse o responsável, admitindo que se trate de um pedaço de foguete ou de painéis de uma missão à Lua, se calhar de há décadas, até mesmo da missão Apollo (o programa da NASA que levou o homem à Lua no final da década de 1960).

Inofensivo

Os cientistas dizem que deverá haver muito mais lixo espacial na órbita da Terra, algo que o astrónomo Rui Agostinho, do Observatório Astronómico de Lisboa, considera normal e inofensivo.

Questionado pela Lusa, o especialista considerou que o mais provável é que o WT1190F se desfaça na atmosfera, porque é o que acontece a quase todos os objetos, salvo os habitáculos, porque foram concebidos para resistir ao atrito.

“Tudo o que é restos de satélites, peças, é robusto mas não aguenta o aquecimento na reentrada na atmosfera”, pelo que é desnecessário ter medo, “tanto mais que vai cair no mar“, disse à Lusa, explicando que é ínfima a probabilidade de alguma vez a queda na Terra de algum lixo espacial provocar danos humanos.

Rui Agostinho explica que todo o lixo espacial que orbita a Terra acabará por reentrar na atmosfera e desfazer-se. É que objetos em órbitas baixas (400 quilómetros) sentem ainda assim alguma fricção atmosférica (ainda que 99,9 por cento dessa pressão esteja até 50 quilómetros).

O que acontece, acrescentou, é que esses objetos são continuamente travados por essa “micro-atmosfera” e por isso perdem velocidade e aproximam-se do planeta, onde o número de moléculas aumenta e acelera a travagem e por isso a queda.

Rui Agostinho diz que preocupante seria a queda de uma estação espacial, mas mesmo assim a entrada na atmosfera, e por conseguinte o local da queda, seria controlada.

Apesar da tranquilidade científica, a queda no planeta de um objeto desconhecido, a uma sexta-feira dia 13, está a permitir várias leituras, com a imprensa especializada e generalista a destacadar o facto de se tratar de um “objeto misterioso”.

Mas há também a teoria – sem fundamento científico – de que esse objeto nada tem de misterioso, tratando-se de uma cápsula de outro planeta que se dirige a um portal ou a uma base extraterrestre que existe no mar, perto do Sri Lanka.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Responder a Joya Cancelar resposta

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …