O Wi-Fi e os telemóveis podem estar a matar as suas plantas

Azazirov / photoxpress

foto: Azazirov / photoxpress

foto: Azazirov / photoxpress

Por mais que você trate das suas plantinhas, elas estão sempre a morrer? Se sim, provavelmente os culpados não são fungos ou mesmo bactérias, mas sim um “vilão” invisível sem o qual já não consegue viver: o Wi-Fi. 

A descoberta foi feita por jovens estudantes do colégio Hjallerup, no norte da Jutlândia, na Dinamarca. Tudo começou quando algumas alunas do colégio suspeitaram de que os responsáveis pela dificuldade que estavam a ter em adormecer fossem os seus telemóveis, que ficavam perto das suas camas.

Como o colégio não possuía nenhum tipo de equipamento para testar o efeito das micro-ondas dos dispositivos electrónicos no cérebro, as jovens dinamarquesas, estudantes do 9º ano,  resolveram fazer um teste bastante rudimentar para comprovar a sua teoria.

As jovens resolveram colocar dois grupos de plantas em duas estufas, durante 12 dias. Usaram uma plana conhecida: o agrião.

Numa das estufas as plantas foram colocadas juntamente com vários dispositivos electrónicos, que emitiam sinais wireless (um router wi-fi e telemóveis), e na outra as plantas foram totalmente protegidas da influência dos aparelhos.

Plantas de agrião exposto a aparelhos com wi-fi e plantas de agrião saudável

Plantas de agrião exposto a aparelhos com wi-fi e plantas de agrião saudável (foto: Hjallerup School)

Plantas de agrião exposto a aparelhos com wi-fi e plantas de agrião saudável (foto: Hjallerup School)

O resultado? Na primeira estufa todas as sementes fracassaram em germinar, enquanto que no segundo caso, a reprodução aconteceu normalmente e o agrião cresceu de forma saudável.

Ambas as populações de plantas estavam expostas às mesmas condições de humidade, luminosidade e temperatura.

A experiência valeu às estudantes um prémio de “Jovens Investigadoras”,  mas apesar do resultado se mostrar bastante interessante, o teste feito pelas jovens é amador e não pode ser considerado uma tese comprovada cientificamente.

As jovens cientistas dinamarquesas responsáveis pelo estudo: Lea Nielsen, Mathilde Nielsen, Signe Nielsen, Sisse Coltau and Rikke Holm

As jovens cientistas dinamarquesas responsáveis pelo estudo: Lea Nielsen, Mathilde Nielsen, Signe Nielsen, Sisse Coltau and Rikke Holm (foto: Kim Horsevad / Hjallerup School)

As jovens cientistas dinamarquesas responsáveis pelo estudo: Lea Nielsen, Mathilde Nielsen, Signe Nielsen, Sisse Coltau and Rikke Holm (foto: Kim Horsevad / Hjallerup School)

A experiência chamou no entanto a atenção da comunidade científica internacional, nomeadamente de cientistas em Inglaterra, na Holanda e na Suécia, que irão agora repetir os testes em laboratório com metodologia científica.

Entre os cientistas que ficou impressionado com o estudo, encontra-se o professor Olle Johanson, do conceituado Karolinska Institutet de Estocolmo, na Suécia, que revelou que irá reproduzir o teste com a professora Marie-Claire Cammaert, investigadora da Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica.

Mas enquanto não surgem resultados da comunidade científica, que tal deixar de levar o seu telemóvel para o quarto?

Adriano Padilha, MA

PARTILHAR

RESPONDER

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …

Farmácias em risco de não ter vacinas da gripe para tantos pedidos

As farmácias privadas receiam não ter doses suficientes de vacina contra a gripe para dar resposta a todos os pedidos. As encomendas da vacina já sãocinco vezes mais do que as registadas em 2019. A preocupação …

É responsabilidade a mais. Médicos não querem integrar Brigadas Rápidas dos lares

Está a ser difícil contratar médicos para as Brigadas de Intervenção Rápida dos lares que foram anunciadas pelo Governo. Mesmo a receberem acima da tabela de pagamentos, os médicos receiam a falta de condições e …