O colesterol “alimenta” o cancro da mama

National Cancer Institute / Wikimedia

-

Um estudo feito por cientistas nos Estados Unidos afirma que um subproduto do colesterol pode ajudar o cancro da mama a crescer e espalhar-se pelo corpo.

A investigação sugere que o uso de medicamentos que diminuem o nível de colesterol – as chamadas estatinas – pode prevenir tumores.

O trabalho, que foi publicado na revista Science, ajuda a explicar por que a obesidade é um dos principais factores de risco da doença.

No entanto, organizações que trabalham na consciencialização e combate ao cancro da mama alertaram que ainda é muito cedo para recomendar o uso de estatinas na prevenção de tumores.

 

A obesidade já é considerada um factor de risco em diversos outros tipos de cancro, como os da mama, intestino e útero.

A gordura em pessoas acima do peso aconselhável faz com que o corpo produza mais hormonas como o estrogénio, que pode facilitar a disseminação de tumores.

O colesterol é “partido” pelo corpo num subproduto chamado 27HC, que tem o mesmo efeito do estrogénio. Pesquisas feitas com ratos por cientistas do Duke University Medical Centre, nos Estados Unidos, demonstraram que dietas ricas em colesterol e gordura aumentaram os níveis de 27HC no sangue, provocando tumores 30% maiores, comparados a animais que estavam com uma alimentação regular.

Nos ratos com dieta rica em gordura, os tumores também se espalharam com maior frequência. Testes feitos com tecidos humanos contaminados com cancro da mama também cresceram mais rapidamente quando injetados com 27HC.

“Vários estudos mostraram uma ligação entre a obesidade e cancro da mama, e mais especificamente, que o elevado colesterol está associado ao risco de cancro de mama, mas nenhum mecanismo foi identificado”, afirma à BBC o investigador Donald McDonnell, que liderou o estudo.

“O que encontrámos agora foi uma molécula, não o próprio colesterol, mas um subproduto abundante do colesterol, chamado 27HC, que imita o estrogénio e consegue de forma independente provocar o crescimento do câncer de mama.”

 

As estatinas já são usadas hoje em dia por milhões de pessoas para combater doenças cardíacas. Agora há estudos que sugerem que elas podem ajudar na prevenção ou combate ao cancro.

Mas diversas instituições que lidam com a saúde feminina não recomendam que as mulheres passem a tomar estatina por esse motivo.

“Até agora as pesquisas que relacionam níveis de colesterol, uso de estatina e risco de cancro da mama ainda são inconclusivas”, diz Hannah Bridges, porta-voz da Breakthrough Breast Cancer, entidade britânica de combate ao cancro da mama.

“Os resultados deste estudo inicial são promissores e se confirmados através de mais pesquisas podem aumentar a nossa compreensão sobre o que faz com que alguns tipos de cancro de mama se desenvolvam.”

Emma Smith, porta-voz de outra instituição, a Cancer Research UK, também afirma que ainda é “cedo demais” para que as mulheres passem a tomar estatina.

As duas entidades dizem que o colesterol pode ser combatido por meios alternativos ao uso de estatinas – por exemplo, através de uma dieta mais saudável e de exercícios regulares.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …