Novos confrontos entre migrantes e polícia na ilha grega de Lesbos

EPA/STRATIS BALASKAS

As autoridade gregas fizeram uso de granadas de efeito moral para lidar com a revolta de milhares de imigrantes, em particular os afegãos, que foram detidos no porto da ilha de Lesbos, na Grécia

As autoridade gregas tentam lidar com a revolta de milhares de imigrantes, em particular os afegãos, que foram detidos no porto da ilha de Lesbos, na Grécia

A ilha grega de Lesbos, que as autoridades dizem estar “à beira da explosão”, assistiu, na segunda-feira à noite, a novos confrontos entre migrantes e polícia.

Uma dúzia de guardas costeiros e polícias antimotim, armados com bastões, tentaram controlar cerca de 2.500 migrantes, gritando “Mantenham-se afastados”, à medida que a multidão se deslocava na direção de um navio fretado pelo Governo com destino a Atenas.

As fronteiras da Europa estão a ser pressionadas pela entrada de pessoas que fogem de guerras no Médio Oriente e África, com milhares a atravessarem as Balcãs e o Mediterrâneo todos os dias.

Lesbos, com uma população de 85 mil , assistiu à chegada de mais de 15 mil migrantes, a maioria da Síria.

“Fiquei aqui oito, nove dias. Meu Deus, nem me quero lembrar”, disse Aleddin, um estudante de engenharia que espera conseguir chegar à Alemanha, para se juntar ao seu irmão.

“Algumas pessoas estão aqui há 14 ou 15 dias. O Governo não se preocupa”, lamentou.

O ministro grego para a política migratória, Iannis Moualas, alertou, na segunda-feira, para uma situação “à beira da explosão” na ilha de Lesbos, leste do Mar Egeu, devido à concentração de “entre 15 mil a 17 mil refugiados”.

Ilhas gregas já têm 30 mil refugiados

As Nações Unidas disseram esta terça-feira que há atualmente 30 mil refugiados e migrantes nas ilhas gregas, sendo que 20 mil destes estão na ilha de Lesbos, com o país a receber “alguns milhares” todos os dias.

“Parece que durante o fim de semana o número de chegadas à Grécia aumentou e depois diminuiu”, disse a porta-voz do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados Melissa Fleming, acrescentando que “alguns milhares” de refugiados entram na Grécia todos os dias.

Mais de 4.500 estão na ilha de Kos, que recentemente assistiu a confrontos entre os migrantes e a polícia grega, que no mês passado usou táticas pesadas para controlar a multidão.

Muitos dos que chegam à Grécia procuram continuar a viagem para o norte da Europa, tentando instalar-se nos países mais ricos, como a Suécia.

Só na segunda-feira, cerca de sete mil pessoas entraram na Macedónia via Grécia, acrescentou a porta-voz, que se juntaram aos 5.600 que na quinta-feira passada atravessaram esta fronteira, contribuindo para o provável recorde diário alcançado na última semana.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …

Morreu Teresa Tarouca, fadista de "Saudade, silêncio e sombra"

A fadista Teresa Tarouca morreu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa, aos 77 anos, vítima de pneumonia dupla, disse à agência Lusa fonte próxima da família. O corpo de Teresa Tarouca …

Uma queda da varanda. Morreu fundador dos Capacetes Brancos que Rússia acusou de ser espião

O antigo oficial do exército britânico James Le Mesurier, um dos fundadores do movimento humanitário Capacetes Brancos que tem ajudado milhares de pessoas na Síria, foi encontrado morto perto de casa. Terá caído da varanda …

Nuno foi para a Noruega treinar uma equipa de futebol e acabou como vice-presidente da Câmara de Notodden

Nuno Marques emigrou para a Noruega há 15 anos para treinar uma equipa de futebol e acabou eleito vice-presidente da Câmara de Notodden (Leste), funções que jamais aceitaria em Portugal, onde “o principal problema da …