Novos confrontos entre migrantes e polícia na ilha grega de Lesbos

EPA/STRATIS BALASKAS

As autoridade gregas fizeram uso de granadas de efeito moral para lidar com a revolta de milhares de imigrantes, em particular os afegãos, que foram detidos no porto da ilha de Lesbos, na Grécia

As autoridade gregas tentam lidar com a revolta de milhares de imigrantes, em particular os afegãos, que foram detidos no porto da ilha de Lesbos, na Grécia

A ilha grega de Lesbos, que as autoridades dizem estar “à beira da explosão”, assistiu, na segunda-feira à noite, a novos confrontos entre migrantes e polícia.

Uma dúzia de guardas costeiros e polícias antimotim, armados com bastões, tentaram controlar cerca de 2.500 migrantes, gritando “Mantenham-se afastados”, à medida que a multidão se deslocava na direção de um navio fretado pelo Governo com destino a Atenas.

As fronteiras da Europa estão a ser pressionadas pela entrada de pessoas que fogem de guerras no Médio Oriente e África, com milhares a atravessarem as Balcãs e o Mediterrâneo todos os dias.

Lesbos, com uma população de 85 mil , assistiu à chegada de mais de 15 mil migrantes, a maioria da Síria.

“Fiquei aqui oito, nove dias. Meu Deus, nem me quero lembrar”, disse Aleddin, um estudante de engenharia que espera conseguir chegar à Alemanha, para se juntar ao seu irmão.

“Algumas pessoas estão aqui há 14 ou 15 dias. O Governo não se preocupa”, lamentou.

O ministro grego para a política migratória, Iannis Moualas, alertou, na segunda-feira, para uma situação “à beira da explosão” na ilha de Lesbos, leste do Mar Egeu, devido à concentração de “entre 15 mil a 17 mil refugiados”.

Ilhas gregas já têm 30 mil refugiados

As Nações Unidas disseram esta terça-feira que há atualmente 30 mil refugiados e migrantes nas ilhas gregas, sendo que 20 mil destes estão na ilha de Lesbos, com o país a receber “alguns milhares” todos os dias.

“Parece que durante o fim de semana o número de chegadas à Grécia aumentou e depois diminuiu”, disse a porta-voz do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados Melissa Fleming, acrescentando que “alguns milhares” de refugiados entram na Grécia todos os dias.

Mais de 4.500 estão na ilha de Kos, que recentemente assistiu a confrontos entre os migrantes e a polícia grega, que no mês passado usou táticas pesadas para controlar a multidão.

Muitos dos que chegam à Grécia procuram continuar a viagem para o norte da Europa, tentando instalar-se nos países mais ricos, como a Suécia.

Só na segunda-feira, cerca de sete mil pessoas entraram na Macedónia via Grécia, acrescentou a porta-voz, que se juntaram aos 5.600 que na quinta-feira passada atravessaram esta fronteira, contribuindo para o provável recorde diário alcançado na última semana.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …