Demissão de Rovisco Duarte terá sido imposta por novo ministro da Defesa

Miguel A. Lopes / Lusa

Rovisco Duarte

Rovisco Duarte apresentou a sua demissão ao ministro da Defesa, tendo sido João Gomes Cravinho quem o “empurrou” para a saída, avança o Observador.

Esta quarta-feira de manhã, o Chefe de Estado Maior do Exército, Rovisco Duarte, entregou um pedido de demissão ao ministro da Defesa. Mas, segundo o Observador, o pedido de demissão surgiu depois de uma espécie de ultimato de João Gomes Cravinho, o novo ministro da defesa.

Fontes que acompanharam o processo garantiram ao diário que, se Rovisco Duarte não se demitisse, teria muito provavelmente sido demitido, na sequência do escândalo do assalto a Tancos.

Rovisco Duarte justificou a sua saída com o momento político, dando sinais, numa mensagem enviada aos militares do ramo, que as motivações são menos pessoais do que à partida se sugeria. “A todos vós, e unicamente a vós, devo uma explicação: as circunstâncias políticas assim o exigiram“, escreve o general sobre a sua saída.

Num clima de várias contradições sobre o que levou Rovisco Duarte a apresentar a sua demissão, Marcelo Rebelo de Sousa preferiu manter-se à margem. Assim, em Vila Franca de Xira, o presidente da República limitou-se a dizer que “aquilo que está no sitio da presidência foi o que estava na carta” que recebeu em Belém da parte do general, ou seja, que foram suscitadas razões pessoais para deixar o cargo.

Marcelo disse que não tinha nada mais a acrescentar, a não ser que “foi apresentada” pelo general “a decisão de resignar” às funções que desempenhava apresentando “razões pessoais” para esse efeito.

Na carta, Rovisco acrescenta a ideia de que já esperava um mandato duro quando chegou ao cargo. “Quando assumi funções, estabeleci uma linha de ação para o meu comando que assentava sobre uma visão de modernidade, qualidade e equilíbrio entre os diferentes subsistemas que compõem o Exército. Sabia que iria ser uma campanha dura.”

No site da Presidência foi publicada uma nota e que se refere que o Presidente recebeu “uma carta do general Francisco José Rovisco Duarte, que, invocando razões pessoais, pede a resignação do cargo de Chefe de Estado-Maior do Exército”.

Segundo essa nota, “a carta foi transmitida ao Governo, a quem compete, nos termos constitucionais e da Lei orgânica das Forças Armadas, propor ao Presidente da República a exoneração de chefias militares, ouvido o Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas”.

Fonte oficial do Exército acrescenta ainda que apenas o CEME apresentou um pedido de demissão.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Estou de acordo. Não devia ter esperado 2 dias, devia ter sido no dia da posse do novo ministro.
      Se fosse confirmado, ficaria de pedra e cal. Se fosse aceite a demissão – como nao podia deiixar de ser – ter-lhe-ia ficado muito melhor…

  1. Era óbvio que este CEME não podia continuar, tal como era óbvio que se iria/devia esperar pelo novo ministro – não podia nem devia ser um ministro demissionário a “fazer limpeza na casa”.
    Não creio – não quero acreditar – que tenha sido o novo ministro a “empurrá-lo”. Se assim foi, então este general é bastante menos inteligente do que deu mostras, e já não era muito…

  2. Mas o que eu queria mesmo saber é como aconteceu o roubo das armas. Mas disso ninguém fala. Devem pensar que somos todos estúpidos. Para a devolução foram precisos vários carros, mas para o roubo foi só um fulano que chegou ao paiol e trouxe tudo nos bolsos para a casa da avó.
    E outra coisa que não percebo e que tb ninguém questiona O Chefe de Gabinete do Ministro já tinha deixado de o ser à muito tempo, mas tinha o memorando em casa. O Militar Brazão tb não entregou o memorando quando da 1ª audição porque foi directo do aeroporto para a Judiciária, mas entregou-o posteriormente porque o tinha em casa. Então documentos oficiais saem dos departamentos aonde deveriam estar arquivados e estão nas casas particulares dos militares O Dr Sá Fernandes devia explicar isto muito bem explicado. Talvez voltar ao Programa do “OUTRO LADO” aonde era comentador entes de aceitar defender o Militar Brazão e explicar tudo isto muito bem explicado

  3. Sr. Ministro João Gomes Cravinho, Vai com Calma, Olha que estes Sr,s. tem o poder das Armas, Podem voltar a fazer um novo 25 de Abril.

  4. Razões pessoais! Como esta gente pensa que o povo é todo estúpido, de governo a militares têm-se andado a encobrir uns aos outros e acabaram por ficar todos chamuscados na fotografia e na prática está ainda por se saber como ocorreu o roubo!.

RESPONDER

"Não tem salvação". Governo culpa gestão da Dielmar (e garante que não vai investir mais na empresa)

O Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, disse que a Dielmar "não tem salvação" e indicou que o Estado não tenciona investir mais dinheiro na empresa de vestuário, culpando a equipa de gestão. "Mais de 8 …

Um fantasma pode fazer com que uma pessoa viva adoeça? Os navajos acreditavam que sim

Os nativos americanos acreditavam que a "doença dos fantasmas" fazia com que pessoas que já morreram pudessem fazer com que os vivos ficassem doentes. Esta crença era mais comum entre o povo navajo no passado. Hoje …

Afinal, Messi deverá mesmo ficar no Barcelona

O internacional argentino já terá chegado a acordo com a direção do Barcelona para a renovação do contrato por mais cinco temporadas. De acordo com o jornal Sport, Leonel Messi irá renovar com o Barcelona até …

Profissionais de saúde pedem clarificação das normas de vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos

Dificuldades na comunicação das diretrizes da Direção Geral de Saúde tem gerado dúvidas às famílias, aos profissionais de saúde e até ao Presidente da República. A polémica em torno da vacinação dos jovens entre os 12 …

"Temos muito a concretizar". Marcelo e Bolsonaro em encontro sem espaço para debater divergências

As posições comuns entre Portugal e o Brasil marcaram a conversa desta segunda-feira entre Marcelo Rebelo de Sousa e Jair Bolsonaro, num encontro sem espaço para discutir divergências ou uma eventual visita do Presidente brasileiro …

Neandertais tinham tipos sanguíneos, tal como os humanos modernos

Um novo estudo indica que os Neandertais, tal como nós, humanos modernos, também podiam ter outros tipos de sangue encontrados no sistema ABO. De acordo com o site EurekAlert!, cientistas analisaram os genomas previamente sequenciados …

Moedas assume: "Tenho de lutar muito nesta fase em Lisboa"

Carlos Moedas, candidato da coligação Novos Tempos à Câmara Municipal de Lisboa, entregou esta segunda-feira as listas dos candidatos aos órgãos autárquicos. O cabeça de lista da coligação Novos Tempos à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, …

Auto-agendamento para jovens de 16 e 17 anos já está disponível

O auto-agendamento da vacina contra a covid-19 para pessoas com 16 ou mais anos ficou hoje de madrugada disponível no site na Internet da Direção-Geral da Saúde. A possibilidade de os jovens a partir dos 16 …

Jacobs, o americano 100% italiano que quase não fala inglês

O atleta mais rápido nos Jogos Olímpicos foi Marcell Jacobs, que nasceu nos Estados Unidos da América mas viveu (quase) sempre em Itália. Lamont Marcell Jacobs Jr. não estava entre os maiores favoritos à conquista da …

Fernando Pimenta conquista medalha de bronze

O canoísta português Fernando Pimenta, que hoje conquistou a medalha de bronze em K1 1.000 metros, admitiu ter cumprido “um dos sonhos”, mas “faltou o outro, de ser campeão olímpico”. Fernando Pimenta, de 31 anos, que …